PF conclui levantamentos em área de queda de avião

Cidades

 

A Polícia Federal confirmou ontem, em nota oficial, que já concluiu os levantamentos preliminares na região do povoado Porto do Mato, em Estância, onde aconteceu o acidente aéreo que provocou a morte do cantor Gabriel Diniz e dos pilotos Abraão Farias e Linaldo Xavier Rodrigues. A perícia do local do acidente está sendo realizada pela PF, que participou de uma ação para o recolhimento dos destroços da aeronave, com o auxílio do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.
Os trabalhos foram encerrados oficialmente nesta quinta-feira, com a transferência dos destroços da aeronave para o Aeroclube de Aracaju. Todo o material está sob a responsabilidade do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), ligado à Força Aérea Brasileira. Ainda de acordo com a PF, foi instaurado Inquérito Policial para apurar eventual prática do crime de atentado contra a segurança de transporte aéreo, devido à suspeita de descumprimento de uma norma da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). As investigações tramitarão em sigilo.

A Polícia Federal confirmou ontem, em nota oficial, que já concluiu os levantamentos preliminares na região do povoado Porto do Mato, em Estância, onde aconteceu o acidente aéreo que provocou a morte do cantor Gabriel Diniz e dos pilotos Abraão Farias e Linaldo Xavier Rodrigues. A perícia do local do acidente está sendo realizada pela PF, que participou de uma ação para o recolhimento dos destroços da aeronave, com o auxílio do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar.
Os trabalhos foram encerrados oficialmente nesta quinta-feira, com a transferência dos destroços da aeronave para o Aeroclube de Aracaju. Todo o material está sob a responsabilidade do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), ligado à Força Aérea Brasileira. Ainda de acordo com a PF, foi instaurado Inquérito Policial para apurar eventual prática do crime de atentado contra a segurança de transporte aéreo, devido à suspeita de descumprimento de uma norma da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). As investigações tramitarão em sigilo.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS