Conbasf instalará centros de triagem de materiais recicláveis em Neópolis e Capela

Cidades

 

O Conselho de Desenvolvimento Industrial, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), autorizou o uso pelo Consórcio de Saneamento Básico do Baixo São Francisco Sergipano (CONBASF) de galpões da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise) para instalação de centros de triagem de resíduos sólidos e compostagem.
A autorização se deu por meio das resoluções 27 e 28 do órgão em abril deste ano e a formalização da cessão acontecerá no ato de assinatura de Termo de Cessão de Uso entre as instituições. Conforme as resoluções, o Consórcio terá a cessão de uso por cinco anos, podendo este prazo ser prorrogado por igual período. Inicialmente, foram cedidos galpões nos municípios de Neópolis e Capela.
Segundo o superintendente do CONBASF, Mario Rosa, eles têm prazo de dois anos para viabilizar a implantação do projeto apresentado na solicitação. "Com a concessão do direito de uso, começamos a realização de um sonho aumento da expectativa para começar a praticar as ações estabelecidas pelas Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS)".
Ainda de acordo com Mário, desempenhou papel de grande relevância nesse processo, a vice-governadora Eliana Aquino, membro do Conselho de Desenvolvimento Industrial. "Uma parceria entre o CONBASF, o governo do estado, os municípios e os catadores de materiais recicláveis das regiões contempladas. Também é importante mencionar as atuações do presidente da Codise, José Matos Lima Filho; do diretor Técnico Operacional, Luiz Mário da Silva Júnior; e o assessor jurídico Flávio Cesar Carvalho Menezes para que este sonho fosse realizado".
No galpão em Neópolis, será instalada a estrutura para o funcionamento da Central de Triagem de Resíduos Sólidos e Compostagem, a ser operada pela Cooperativa Compartilhada de Catadores de Materiais Recicláveis (Coopims), com trabalhadores de Neópolis, Santana do São Francisco, Ilha das Flores, Brejo Grande, Pacatuba e Japoatã. No de Capela, ficará uma estrutura semelhante composta pelo Coopims de Capela, Aquidabã, Graccho Cardoso, Itabi, Nossa Senhora de Lourdes, Canhoba e Gararu.
O CONBASF aguarda, nos próximos dias, a liberação dos galpões de Propriá e Nossa Senhora da Glória.

O Conselho de Desenvolvimento Industrial, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), autorizou o uso pelo Consórcio de Saneamento Básico do Baixo São Francisco Sergipano (CONBASF) de galpões da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise) para instalação de centros de triagem de resíduos sólidos e compostagem.
A autorização se deu por meio das resoluções 27 e 28 do órgão em abril deste ano e a formalização da cessão acontecerá no ato de assinatura de Termo de Cessão de Uso entre as instituições. Conforme as resoluções, o Consórcio terá a cessão de uso por cinco anos, podendo este prazo ser prorrogado por igual período. Inicialmente, foram cedidos galpões nos municípios de Neópolis e Capela.
Segundo o superintendente do CONBASF, Mario Rosa, eles têm prazo de dois anos para viabilizar a implantação do projeto apresentado na solicitação. "Com a concessão do direito de uso, começamos a realização de um sonho aumento da expectativa para começar a praticar as ações estabelecidas pelas Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS)".
Ainda de acordo com Mário, desempenhou papel de grande relevância nesse processo, a vice-governadora Eliana Aquino, membro do Conselho de Desenvolvimento Industrial. "Uma parceria entre o CONBASF, o governo do estado, os municípios e os catadores de materiais recicláveis das regiões contempladas. Também é importante mencionar as atuações do presidente da Codise, José Matos Lima Filho; do diretor Técnico Operacional, Luiz Mário da Silva Júnior; e o assessor jurídico Flávio Cesar Carvalho Menezes para que este sonho fosse realizado".
No galpão em Neópolis, será instalada a estrutura para o funcionamento da Central de Triagem de Resíduos Sólidos e Compostagem, a ser operada pela Cooperativa Compartilhada de Catadores de Materiais Recicláveis (Coopims), com trabalhadores de Neópolis, Santana do São Francisco, Ilha das Flores, Brejo Grande, Pacatuba e Japoatã. No de Capela, ficará uma estrutura semelhante composta pelo Coopims de Capela, Aquidabã, Graccho Cardoso, Itabi, Nossa Senhora de Lourdes, Canhoba e Gararu.
O CONBASF aguarda, nos próximos dias, a liberação dos galpões de Propriá e Nossa Senhora da Glória.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS