Governo estuda liberar saques em contas ativas do FGTS, diz Guedes

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 30/05/2019 às 22:45:00

 

O governo estuda liberar saques de contas ativas do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS), numa medida similar à implementada pelo governo Michel Temer no caso de contas inativas. A informação foi confirmada ontem (30) pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.
O objetivo é o mesmo: injetar recursos capazes de alavancar a volta do crescimento. A medida, entretanto, ainda segue em estudo, e só deve ser implementada após a eventual aprovação da reforma da Previdência. "Nós temos que começar pelas coisas mais importantes", disse Guedes.
"As coisas devem se acelerar nas próximas três ou quatro semanas", disse o ministro, em referência à tramitação da reforma da Previdência no Congresso

O governo estuda liberar saques de contas ativas do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS), numa medida similar à implementada pelo governo Michel Temer no caso de contas inativas. A informação foi confirmada ontem (30) pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.
O objetivo é o mesmo: injetar recursos capazes de alavancar a volta do crescimento. A medida, entretanto, ainda segue em estudo, e só deve ser implementada após a eventual aprovação da reforma da Previdência. "Nós temos que começar pelas coisas mais importantes", disse Guedes.
"As coisas devem se acelerar nas próximas três ou quatro semanas", disse o ministro, em referência à tramitação da reforma da Previdência no Congresso