Educação discute soluções tecnológicas para ampliar a fiscalização da frota do transporte escolar

Cidades

 

A implementação de mecanismos que assegurem qualidade e a efetiva prestação do serviço de transporte escolar contratado pelo Governo de Sergipe para atender a milhares de estudantes da rede pública estadual é uma preocupação contínua da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc).
Nesse sentido, o superintendente executivo da pasta, professor José Ricardo de Santana, conheceu o sistema de monitoramento de frotas desenvolvido pela GFB Intelligent Solutions - Brasil, empresa que oferece soluções personalizadas para gestão de frotas, com vistas à otimização da segurança e dos custos do serviço de transporte.
Acompanhado do diretor de Administração e Finanças, Paulo César Gonçalves, dos coordenadores da Divisão de Transporte da Seduc, Jurandyr Cavalcante e Gilvan Costa, e do chefe de Controle Interno, André Jacinto, o superintendente Ricardo de Santana discutiu com representantes da GFB Brasil estratégias de gerenciamento de frota que permitam ampliar a fiscalização do transporte escolar, que atende aos alunos da rede pública estadual, e do transporte administrativo do órgão.
"É importante que tenhamos ferramentas eficazes de acompanhamento e controle que nos permitam otimizar custos e garantir a qualidade do transporte que ofertamos aos nossos estudantes. Por este motivo, estamos avaliando possibilidades de implementação de inovações tecnológicas que aprimorem o gerenciamento desse serviço", explica o Ricardo de Santana.
Ao apresentar o sistema de gestão de frotas da GFB Brasil aos gestores da Seduc, Dalton Silva, representante da empresa - presente já em mais de 40 países -, destacou que o grupo possui excelência no ramo de tecnologia, com foco na redução de custos operacionais com soluções inovadoras para a gestão de frotas.
"O nosso sistema possibilita uma melhora da segurança, a partir do monitoramento da condução do veículo feita pelo motorista, melhora também o controle da evasão escolar, pois possibilita um acompanhamento dos alunos que utilizam o serviço e uma fiscalização mais efetiva das empresas contratadas para oferta do serviço de transporte", disse Dalton.

A implementação de mecanismos que assegurem qualidade e a efetiva prestação do serviço de transporte escolar contratado pelo Governo de Sergipe para atender a milhares de estudantes da rede pública estadual é uma preocupação contínua da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc).
Nesse sentido, o superintendente executivo da pasta, professor José Ricardo de Santana, conheceu o sistema de monitoramento de frotas desenvolvido pela GFB Intelligent Solutions - Brasil, empresa que oferece soluções personalizadas para gestão de frotas, com vistas à otimização da segurança e dos custos do serviço de transporte.
Acompanhado do diretor de Administração e Finanças, Paulo César Gonçalves, dos coordenadores da Divisão de Transporte da Seduc, Jurandyr Cavalcante e Gilvan Costa, e do chefe de Controle Interno, André Jacinto, o superintendente Ricardo de Santana discutiu com representantes da GFB Brasil estratégias de gerenciamento de frota que permitam ampliar a fiscalização do transporte escolar, que atende aos alunos da rede pública estadual, e do transporte administrativo do órgão.
"É importante que tenhamos ferramentas eficazes de acompanhamento e controle que nos permitam otimizar custos e garantir a qualidade do transporte que ofertamos aos nossos estudantes. Por este motivo, estamos avaliando possibilidades de implementação de inovações tecnológicas que aprimorem o gerenciamento desse serviço", explica o Ricardo de Santana.
Ao apresentar o sistema de gestão de frotas da GFB Brasil aos gestores da Seduc, Dalton Silva, representante da empresa - presente já em mais de 40 países -, destacou que o grupo possui excelência no ramo de tecnologia, com foco na redução de custos operacionais com soluções inovadoras para a gestão de frotas.
"O nosso sistema possibilita uma melhora da segurança, a partir do monitoramento da condução do veículo feita pelo motorista, melhora também o controle da evasão escolar, pois possibilita um acompanhamento dos alunos que utilizam o serviço e uma fiscalização mais efetiva das empresas contratadas para oferta do serviço de transporte", disse Dalton.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS