Homem sofre descarga elétrica no Centro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O acidente despertou a atenção de curiosos
O acidente despertou a atenção de curiosos

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/05/2019 às 09:53:00

 

Um funcionário de uma empresa terceirizada de telefonia ficou ferido em estado grave após sofrer um choque elétrico por volta das 12h de ontem, na rua Apulcro Mota, centro da capital. Paulo de Jesus Soares, 25 anos, fazia um serviço de manutenção em um terminal telefônico situado no alto de um poste junto à esquina com a Avenida Carlos Firpo, quando foi surpreendido pela descarga de energia. Testemunhas relataram que o choque foi violento e veio acompanhado por uma explosão e um princípio de incêndio.
O fogo atingiu os outros fios atados ao poste, além das roupas e do corpo de Paulo, que desmaiou, acordou em seguida e ficou pendurado pela cintura no alto do poste, em uma cena que chocou os muitos frequentadores. O funcionário foi logo socorrido por outros colegas, que apagaram o fogo com extintores e retiraram a vítima. Em seguida, eles tentaram ventilar a área atingida pelas queimaduras, até a chegada de uma equipe do Serviço Municipal de Atendimento de Urgência (Samu), que prestou o atendimento médico. 
De acordo com a coordenação do Samu, Paulo estava acordado, consciente e orientado, mas sofreu uma extensa lesão de queimadura elétrica que atingiu as costas, a cintura e o lado esquerdo do abdômen, próximo ao rim. O paciente foi internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e passou na tarde de ontem por uma cirurgia de remoção dos tecidos necrosados das queimaduras, que atingiram 30% do corpo. Ele foi mandado em seguida para a Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ), onde permanecerá em tratamento. Segundo o Huse, seu estado de saúde era considerado estável até o fechamento desta edição.
As causas do acidente ainda serão apuradas. A Energisa informou que o fornecimento de energia elétrica na região não foi prejudicado. 
Poste caiu - Em outra ocorrência, por volta das 3h30 da madrugada de ontem, um poste da rede de energia foi derrubado por um veículo na Avenida Poeta José Sampaio, no Ponto Novo (zona oeste), ao lado do campus da Uninassau. Um Ford Ka com placas de Lagarto (Centro-Sul) que teria passado pelo local em alta velocidade perdeu o controle e bateu contra a estrutura, que caiu sob a pista e rompeu a fiação de energia elétrica. Não houve informações confirmadas sobre feridos, mas testemunhas informaram que o motorista estava sem habilitação e teria cochilado ao volante. 
A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) interrompeu o tráfego na pista em direção à rua Acre, fazendo com que o trânsito fosse desviado pela rotatória de interligação das avenidas Rio de Janeiro, Nova Saneamento e São João Batista. O fluxo de veículos ficou lento na região até por volta das 12h30, quando funcionários de uma empresa contratada da Energisa concluíram a troca do poste derrubado e de um segundo poste que ficou prejudicado. Segundo a empresa, cerca de 6 mil clientes dos bairros Ponto Novo, Suissa e Castelo Branco chegaram a ficar sem energia até por volta de 5h, quando manobras realizadas na rede de distribuição remanejaram e normalizaram o fornecimento.
O responsável pelo acidente não foi identificado. Segundo a Energisa, 66 ocorrências de colisões em postes já aconteceram neste ano, deixando mais de 50 mil clientes sem energia elétrica e gerando um prejuízo material de mais de R$ 53 mil. Multiplicando-se por 3 o número de unidades consumidoras que tiveram o fornecimento interrompido, chega-se à ordem de 150 mil pessoas que ficaram sem energia. Em caso de identificação dos causadores dos acidentes, a Energisa move um processo judicial para que eles paguem os prejuízos causados. (Gabriel Damásio)

Um funcionário de uma empresa terceirizada de telefonia ficou ferido em estado grave após sofrer um choque elétrico por volta das 12h de ontem, na rua Apulcro Mota, centro da capital. Paulo de Jesus Soares, 25 anos, fazia um serviço de manutenção em um terminal telefônico situado no alto de um poste junto à esquina com a Avenida Carlos Firpo, quando foi surpreendido pela descarga de energia. Testemunhas relataram que o choque foi violento e veio acompanhado por uma explosão e um princípio de incêndio.
O fogo atingiu os outros fios atados ao poste, além das roupas e do corpo de Paulo, que desmaiou, acordou em seguida e ficou pendurado pela cintura no alto do poste, em uma cena que chocou os muitos frequentadores. O funcionário foi logo socorrido por outros colegas, que apagaram o fogo com extintores e retiraram a vítima. Em seguida, eles tentaram ventilar a área atingida pelas queimaduras, até a chegada de uma equipe do Serviço Municipal de Atendimento de Urgência (Samu), que prestou o atendimento médico. 
De acordo com a coordenação do Samu, Paulo estava acordado, consciente e orientado, mas sofreu uma extensa lesão de queimadura elétrica que atingiu as costas, a cintura e o lado esquerdo do abdômen, próximo ao rim. O paciente foi internado no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e passou na tarde de ontem por uma cirurgia de remoção dos tecidos necrosados das queimaduras, que atingiram 30% do corpo. Ele foi mandado em seguida para a Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ), onde permanecerá em tratamento. Segundo o Huse, seu estado de saúde era considerado estável até o fechamento desta edição.As causas do acidente ainda serão apuradas. A Energisa informou que o fornecimento de energia elétrica na região não foi prejudicado. 

Poste caiu - Em outra ocorrência, por volta das 3h30 da madrugada de ontem, um poste da rede de energia foi derrubado por um veículo na Avenida Poeta José Sampaio, no Ponto Novo (zona oeste), ao lado do campus da Uninassau. Um Ford Ka com placas de Lagarto (Centro-Sul) que teria passado pelo local em alta velocidade perdeu o controle e bateu contra a estrutura, que caiu sob a pista e rompeu a fiação de energia elétrica. Não houve informações confirmadas sobre feridos, mas testemunhas informaram que o motorista estava sem habilitação e teria cochilado ao volante. 
A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) interrompeu o tráfego na pista em direção à rua Acre, fazendo com que o trânsito fosse desviado pela rotatória de interligação das avenidas Rio de Janeiro, Nova Saneamento e São João Batista. O fluxo de veículos ficou lento na região até por volta das 12h30, quando funcionários de uma empresa contratada da Energisa concluíram a troca do poste derrubado e de um segundo poste que ficou prejudicado. Segundo a empresa, cerca de 6 mil clientes dos bairros Ponto Novo, Suissa e Castelo Branco chegaram a ficar sem energia até por volta de 5h, quando manobras realizadas na rede de distribuição remanejaram e normalizaram o fornecimento.
O responsável pelo acidente não foi identificado. Segundo a Energisa, 66 ocorrências de colisões em postes já aconteceram neste ano, deixando mais de 50 mil clientes sem energia elétrica e gerando um prejuízo material de mais de R$ 53 mil. Multiplicando-se por 3 o número de unidades consumidoras que tiveram o fornecimento interrompido, chega-se à ordem de 150 mil pessoas que ficaram sem energia. Em caso de identificação dos causadores dos acidentes, a Energisa move um processo judicial para que eles paguem os prejuízos causados. (Gabriel Damásio)