Eco-friendly: a renovação da moda a partir da consciência

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 17/05/2019 às 22:48:00

 

No mundo inteiro, grandes empresas ligadas à moda como a Burbery, Saint Laurent e a Nina Ricci estão abandonando o uso do plástico em suas peças e embalagens em um esforço de preservação do meio ambiente e de desenvolver uma consciência mais sustentável. 
No Brasil, o empresário Douglas Rocha é um dos que passaram a abolir ao máximo o plástico de toda a cadeia produtiva, desde a confecção ao envio: "adotei a redução do uso de plástico, substituindo outros materiais biodegradáveis, um uso consciente do plástico e o mínimo consumo deste material na confecção das minhas peças e também das embalagens que vão pelo correio, me adaptando ao consumo consciente das matérias primas no quesito sustentabilidade, disponibilidade e humanização da minha marca". 

No mundo inteiro, grandes empresas ligadas à moda como a Burbery, Saint Laurent e a Nina Ricci estão abandonando o uso do plástico em suas peças e embalagens em um esforço de preservação do meio ambiente e de desenvolver uma consciência mais sustentável. 
No Brasil, o empresário Douglas Rocha é um dos que passaram a abolir ao máximo o plástico de toda a cadeia produtiva, desde a confecção ao envio: "adotei a redução do uso de plástico, substituindo outros materiais biodegradáveis, um uso consciente do plástico e o mínimo consumo deste material na confecção das minhas peças e também das embalagens que vão pelo correio, me adaptando ao consumo consciente das matérias primas no quesito sustentabilidade, disponibilidade e humanização da minha marca".