Muita gente deixou compra do presente para última hora

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O movimento na área central de Aracaju foi intenso durante todo o sábado
O movimento na área central de Aracaju foi intenso durante todo o sábado

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 11/05/2019 às 15:11:00

 

Milton Alves Júnior
Com a perspectiva de 
reajuste real alcan-
çando a casa dos 5% se comparado ao mesmo período do ano passado, as últimas 48 horas no centro comercial de Aracaju foram marcadas por um já tradicional movimento intenso de consumidores em busca de presentes para este domingo destinado ao Dia das Mães. Considerada a segunda data comemorativa mais importante do ano para o setor comercial - atrás apenas para o Natal, a expectativa, conforme indicativo econômico apresentado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), as vendas online seguem o mesmo progresso varejista e devem atingir a casa dos 3,3 bilhões de reais no país.
Paralelo às condições de pagamento, com divisões de até 10 vezes sem juros em todos os cartões de crédito, desde a última quarta-feira, 08, o cidadão consumidor já se deparava com ofertas, liquidações de estoques e descontos criados para conquistar a preferência dos filhos que optaram por deixar as compras para os instantes finais. Visando justamente conquistar novas vendas para este público, lojas instaladas no Centro, e demais polos comerciais da capital sergipana estarão parcialmente abertas no dia de hoje. Na avalição da gerente lojista Henilma Porto, deixar as compras para o último dia nem sempre representa desleixo.
"Começamos a perceber que a data de pagamento salarial das pessoas e a rotina de trabalho de cada um tem influenciado diretamente no dia em que as pessoas vêm ao centro, ou vão ao shopping para realizar compras. Apesar disso, posso garantir que nossas vendas atingiram um fluxo positivo nesse Dia das Mães, mesmo com muitos servidores do Estado, por exemplo, sem estar hoje com o salário na conta", disse. Diante desta situação, segundo contratação da gerente, parcela representativa dos consumidores estão buscando adquirir presentes no crédito, e com parcelas estendidas. A depender do valor adquirido a taxa de juros é zerada.
 "Muitas pessoas lamentam a não condição de pagar a vista, ou mesmo ter a garantia de salário com data fixa para pagar as compras em duas ou três vezes. Por isso muita gente acaba deixando as compras agora para os instantes finais, utilizam o cartão, mas o mais importante, não deixam a data passar em branco", declarou Henilma que gerencia uma loja de bolsas e calçados. Nesse cenário, o JORNAL DO DIA encontrou ainda consumidores que buscam deixar as compras para as vésperas na perspectiva de se deparar com promoções e queima de estoques. Esse é o caso da funcionária pública municipal, Vivian dos Santos.
Ex-vendedora em uma loja instalada no bairro 13 de Julho, ela reconheceu os riscos, mas optou por enaltecer as virtudes. "É uma modalidade comum em toda data comemorativa. Trabalhei em uma loja na 13 (de Julho), mas que tem franquia no centro e a administração é a mesma. Algumas vezes deixei para a véspera como foi no Natal do ano passado e não encontrei nada que estava procurando, do meu gosto, mas na maioria das vezes esse risco vale a pena. Tenho plena consciência de que sou a típica pessoa que chega pro último nas compras, mas nunca deixo de presentear, principalmente quando se falamos de Dia das Mães", revelou.
Procura - Ainda sobre a expectativa comercial, a Câmara dos Dirigentes Lojistas acreditam que mais de 75% das pessoas - em especial filhos e maridos, se mostraram dispostos a realizar compras neste Dia das Mães. 3% a mais se comparado com a data comemorativa em 2018. Já entre os produtos mais procurados e adquiridos estão: bolsas, calçados, produtos de beleza, roupas, utensílios domésticos, livros, equipamentos eletrônicos, além de viagens e reservas em bares e restaurantes para este domingo. Um balanço geral das vendas deve ser apresentado até a próxima quarta-feira, 15.
Por se tratar de um domingo especial, os dois shoppings da cidade estarão com horário de funcionamento estendido. Conforme anunciado pelos estabelecimentos, as lojas âncoras estarão abertas das 12h às 21h, e restaurantes e praças de alimentação, das 12h às 22h. Demais lojas e quiosques funcionarão das 14h às 20h. O cinema e o hipermercado abrirão de acordo com o horário das redes.

Milton Alves Júnior

Com a perspectiva de  reajuste real alcan- çando a casa dos 5% se comparado ao mesmo período do ano passado, as últimas 48 horas no centro comercial de Aracaju foram marcadas por um já tradicional movimento intenso de consumidores em busca de presentes para este domingo destinado ao Dia das Mães. Considerada a segunda data comemorativa mais importante do ano para o setor comercial - atrás apenas para o Natal, a expectativa, conforme indicativo econômico apresentado pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), as vendas online seguem o mesmo progresso varejista e devem atingir a casa dos 3,3 bilhões de reais no país.
Paralelo às condições de pagamento, com divisões de até 10 vezes sem juros em todos os cartões de crédito, desde a última quarta-feira, 08, o cidadão consumidor já se deparava com ofertas, liquidações de estoques e descontos criados para conquistar a preferência dos filhos que optaram por deixar as compras para os instantes finais. Visando justamente conquistar novas vendas para este público, lojas instaladas no Centro, e demais polos comerciais da capital sergipana estarão parcialmente abertas no dia de hoje. Na avalição da gerente lojista Henilma Porto, deixar as compras para o último dia nem sempre representa desleixo.
"Começamos a perceber que a data de pagamento salarial das pessoas e a rotina de trabalho de cada um tem influenciado diretamente no dia em que as pessoas vêm ao centro, ou vão ao shopping para realizar compras. Apesar disso, posso garantir que nossas vendas atingiram um fluxo positivo nesse Dia das Mães, mesmo com muitos servidores do Estado, por exemplo, sem estar hoje com o salário na conta", disse. Diante desta situação, segundo contratação da gerente, parcela representativa dos consumidores estão buscando adquirir presentes no crédito, e com parcelas estendidas. A depender do valor adquirido a taxa de juros é zerada.
 "Muitas pessoas lamentam a não condição de pagar a vista, ou mesmo ter a garantia de salário com data fixa para pagar as compras em duas ou três vezes. Por isso muita gente acaba deixando as compras agora para os instantes finais, utilizam o cartão, mas o mais importante, não deixam a data passar em branco", declarou Henilma que gerencia uma loja de bolsas e calçados. Nesse cenário, o JORNAL DO DIA encontrou ainda consumidores que buscam deixar as compras para as vésperas na perspectiva de se deparar com promoções e queima de estoques. Esse é o caso da funcionária pública municipal, Vivian dos Santos.
Ex-vendedora em uma loja instalada no bairro 13 de Julho, ela reconheceu os riscos, mas optou por enaltecer as virtudes. "É uma modalidade comum em toda data comemorativa. Trabalhei em uma loja na 13 (de Julho), mas que tem franquia no centro e a administração é a mesma. Algumas vezes deixei para a véspera como foi no Natal do ano passado e não encontrei nada que estava procurando, do meu gosto, mas na maioria das vezes esse risco vale a pena. Tenho plena consciência de que sou a típica pessoa que chega pro último nas compras, mas nunca deixo de presentear, principalmente quando se falamos de Dia das Mães", revelou.

Procura - Ainda sobre a expectativa comercial, a Câmara dos Dirigentes Lojistas acreditam que mais de 75% das pessoas - em especial filhos e maridos, se mostraram dispostos a realizar compras neste Dia das Mães. 3% a mais se comparado com a data comemorativa em 2018. Já entre os produtos mais procurados e adquiridos estão: bolsas, calçados, produtos de beleza, roupas, utensílios domésticos, livros, equipamentos eletrônicos, além de viagens e reservas em bares e restaurantes para este domingo. Um balanço geral das vendas deve ser apresentado até a próxima quarta-feira, 15.
Por se tratar de um domingo especial, os dois shoppings da cidade estarão com horário de funcionamento estendido. Conforme anunciado pelos estabelecimentos, as lojas âncoras estarão abertas das 12h às 21h, e restaurantes e praças de alimentação, das 12h às 22h. Demais lojas e quiosques funcionarão das 14h às 20h. O cinema e o hipermercado abrirão de acordo com o horário das redes.