Prefeitura lança edital das feiras livres de Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 09/05/2019 às 23:12:00

 

A Prefeitura de Aracaju realizará, pela primeira vez, a licitação das feiras livres. O prefeito Edvaldo Nogueira lançou, nesta quinta-feira, o edital que prevê a realização do certame em cinco lotes - em cada um estão inseridas cinco feiras. Com a licitação, as empresas vencedoras não só responderão pela organização das feiras, mas, também, pela adequação do comércio de carnes, laticínios e crustáceos dentro dos padrões sanitários. 
Edvaldo também comemorou o fato de, com a licitação, ser possível a instalação de refrigeradores nas feiras para a comercialização de produtos de origem animal, como carnes e peixes. "A falta de refrigeração é um problema. Era preciso organizar, fazer algo que não prejudicasse o feirante e nem gerasse dificuldades. Fizemos os cálculos, para que seja algo justo, e as feiras terão os refrigeradores. É algo que também vai atrair mais consumidores", disse.
O prefeito ainda afirmou que as empresas vencedoras serão fiscalizadas com rigor para que cumpram todas as exigências estabelecidas no certame. "Vamos fiscalizar, cobrar, exigir que cumpram o edital. Não haverá qualquer tipo de apadrinhamento. Será uma relação profissional e com foco em atender, da melhor maneira, o cidadão", ressaltou. 
A licitação envolve 25 feiras da capital, que serão divididas em lotes. No lote 1, estão as feiras do Augusto Franco, Orlando Dantas, Santos Dumont, Costa Nova, Médici e Santa Tereza. No lote 2, estão as feiras do Sol Nascente, Castelo Branco, Grageru e Bairro América. O lote 3 é formado pelas feiras do São José,  18 do Forte, Cirurgia, Bugio e Suíssa. No lote 4, estão as feiras do Santo Antonio, São Carlos, D. Pedro I e Coqueiral. E lote 5 é composto pelas feiras do Batistão, D. Pedro I, Jabotiana, Agamenon, Lamarão e Jardim Esperança.

A Prefeitura de Aracaju realizará, pela primeira vez, a licitação das feiras livres. O prefeito Edvaldo Nogueira lançou, nesta quinta-feira, o edital que prevê a realização do certame em cinco lotes - em cada um estão inseridas cinco feiras. Com a licitação, as empresas vencedoras não só responderão pela organização das feiras, mas, também, pela adequação do comércio de carnes, laticínios e crustáceos dentro dos padrões sanitários. 
Edvaldo também comemorou o fato de, com a licitação, ser possível a instalação de refrigeradores nas feiras para a comercialização de produtos de origem animal, como carnes e peixes. "A falta de refrigeração é um problema. Era preciso organizar, fazer algo que não prejudicasse o feirante e nem gerasse dificuldades. Fizemos os cálculos, para que seja algo justo, e as feiras terão os refrigeradores. É algo que também vai atrair mais consumidores", disse.
O prefeito ainda afirmou que as empresas vencedoras serão fiscalizadas com rigor para que cumpram todas as exigências estabelecidas no certame. "Vamos fiscalizar, cobrar, exigir que cumpram o edital. Não haverá qualquer tipo de apadrinhamento. Será uma relação profissional e com foco em atender, da melhor maneira, o cidadão", ressaltou. 
A licitação envolve 25 feiras da capital, que serão divididas em lotes. No lote 1, estão as feiras do Augusto Franco, Orlando Dantas, Santos Dumont, Costa Nova, Médici e Santa Tereza. No lote 2, estão as feiras do Sol Nascente, Castelo Branco, Grageru e Bairro América. O lote 3 é formado pelas feiras do São José,  18 do Forte, Cirurgia, Bugio e Suíssa. No lote 4, estão as feiras do Santo Antonio, São Carlos, D. Pedro I e Coqueiral. E lote 5 é composto pelas feiras do Batistão, D. Pedro I, Jabotiana, Agamenon, Lamarão e Jardim Esperança.