SSP anuncia nova queda no número de mortes violentas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/05/2019 às 00:06:00

 

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou ontem novos dados relacionados ao número de homicídios registrados neste ano em Sergipe. Eles apontaram que o Estado teve o menor número de homicídios desde junho de 2011 - a menor quantidade de casos em 95 meses - e que o quadrimestre referente aos meses de janeiro e abril de 2019 apresentou queda em relação ao mesmo período daquele ano. 
De acordo com os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), foram contabilizados 250 casos de homicídio de janeiro a abril de 2019. A menor quantidade de casos desde o mesmo período de 2011, quando a quantidade de ocorrências foi de 231, o que representa o quadrimestre com a menor incidência desse tipo de crime em oito anos. Além dessa redução, abril também contabilizou quedas em relação ao mesmo mês desde aquele ano.
Ainda segundo os índices, no mês de abril de 2019, houve o registro de 49 homicídios, sendo 31 no interior do estado, dez na capital e oito em duas cidades que formam a Região Metropolitana de Aracaju (Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão contabilizaram quatro investidas criminosas cada, enquanto que não houve ocorrência na Barra dos Coqueiros). Já quanto os dados referentes aos casos contabilizados neste ano são comparados com os registrados em 2016, a redução no número de homicídios é ainda maior. Enquanto em 2019 foram 250 casos, nos quatro primeiros meses de 2016 foram 440 registros, representando uma queda de 43,2% na incidência desse crime no estado.
"A respeito de todo comparativo, nós temos a plena convicção de que a metodologia utilizada no ano anterior é a mesma utilizada neste ano. O modo que nós coletamos e catalogamos informações é o mesmo de 2008 até aqui, não mudou nada", afirmou Sidney Teles, diretor do CEACrim, sobre um único método de extração para maior fidelidade nos números.
O secretário da Segurança Pública, João Eloy, destacou como positiva a baixa nos números e ressaltou que a constante redução na incidência de homicídios e demais ações criminosas, tanto na capital, quanto no interior do estado, é fruto de planejamento, análise das áreas de maior incidência e do trabalho integrado entre as polícias e demais instituições que compõem a segurança pública.  "Nós estamos constantemente nos reunindo e debatendo os números obtidos, assim como analisando as áreas que precisam de melhorias na segurança pública. O trabalho integrado entre as polícias Civil e Militar é um dos principais pontos que precisamos frisar quando falamos sobre a redução no número de homicídios no estado. Estamos atentos às demandas da sociedade na garantia da segurança pública da população", enfatizou.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou ontem novos dados relacionados ao número de homicídios registrados neste ano em Sergipe. Eles apontaram que o Estado teve o menor número de homicídios desde junho de 2011 - a menor quantidade de casos em 95 meses - e que o quadrimestre referente aos meses de janeiro e abril de 2019 apresentou queda em relação ao mesmo período daquele ano. 
De acordo com os dados da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (CEACrim), foram contabilizados 250 casos de homicídio de janeiro a abril de 2019. A menor quantidade de casos desde o mesmo período de 2011, quando a quantidade de ocorrências foi de 231, o que representa o quadrimestre com a menor incidência desse tipo de crime em oito anos. Além dessa redução, abril também contabilizou quedas em relação ao mesmo mês desde aquele ano.
Ainda segundo os índices, no mês de abril de 2019, houve o registro de 49 homicídios, sendo 31 no interior do estado, dez na capital e oito em duas cidades que formam a Região Metropolitana de Aracaju (Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão contabilizaram quatro investidas criminosas cada, enquanto que não houve ocorrência na Barra dos Coqueiros). Já quanto os dados referentes aos casos contabilizados neste ano são comparados com os registrados em 2016, a redução no número de homicídios é ainda maior. Enquanto em 2019 foram 250 casos, nos quatro primeiros meses de 2016 foram 440 registros, representando uma queda de 43,2% na incidência desse crime no estado.
"A respeito de todo comparativo, nós temos a plena convicção de que a metodologia utilizada no ano anterior é a mesma utilizada neste ano. O modo que nós coletamos e catalogamos informações é o mesmo de 2008 até aqui, não mudou nada", afirmou Sidney Teles, diretor do CEACrim, sobre um único método de extração para maior fidelidade nos números.
O secretário da Segurança Pública, João Eloy, destacou como positiva a baixa nos números e ressaltou que a constante redução na incidência de homicídios e demais ações criminosas, tanto na capital, quanto no interior do estado, é fruto de planejamento, análise das áreas de maior incidência e do trabalho integrado entre as polícias e demais instituições que compõem a segurança pública.  "Nós estamos constantemente nos reunindo e debatendo os números obtidos, assim como analisando as áreas que precisam de melhorias na segurança pública. O trabalho integrado entre as polícias Civil e Militar é um dos principais pontos que precisamos frisar quando falamos sobre a redução no número de homicídios no estado. Estamos atentos às demandas da sociedade na garantia da segurança pública da população", enfatizou.