Bandidos explodem cofres de dois bancos em Umbaúba

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/05/2019 às 10:42:00

 

Duas agências bancárias do Banese e do Banco do Brasil foram destruídas na madrugada de ontem em Umbaúba (Sul). Elas foram alvo de explosões praticadas por um grupo de criminosos, que chegou à cidade por volta da 0h e permaneceu na cidade por cerca de 30 minutos. Testemunhas relataram que o grupo chegou em várias caminhonetes e pararam os veículos na Avenida Benjamin Constant, centro da cidade. Encapuzados e armados com fuzis, eles quebraram as portas dos bancos, que são vizinhos. 
Durante a abordagem, os assaltantes renderam um vigilante e o obrigaram a dar-lhes acesso ao interior de um dos bancos. No outro, eles quebraram as portas de vidro. "Pegaram o vigia como refém e logo-logo soltaram. Ele disse que os caras foram bem educados, falaram que estavam ali só pra 'pegar o dinheiro do governo' e depois iriam liberar ele", disse uma testemunha. Em seguida, duas fortes explosões foram ouvidas e acordaram toda a vizinhança. As bombas destruíram principalmente os cofres dos bancos, cujas salas foram completamente destruídas. 
Mesmo com a educação na abordagem, os criminosos chegaram a disparar tiros para o alto e a furar os pneus dos carros, numa tentativa de intimidar os moradores e criar obstáculos à chegada da polícia. Caminhoneiros que passavam pela BR-101 relataram ainda que a entrada da cidade chegou a ser fechada e que os bandidos espalharam pregos e tachas na pista quando fugiram. Os motoristas avisaram do assalto à Polícia Rodoviária Federal (PRF), que se mobilizou nas buscas pelos bandidos junto com equipes das polícias Militar e Civil. 
A caminhonete descrita no local do assalto foi encontrada queimada na cidade de Conde (BA), próximo à Linha Verde (BA-099), por onde os ladrões teriam fugido. O valor que pode ter sido roubado dos bancos ainda não foi contabilizado. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que os ataques estão sendo investigados pelo Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope). Equipes da unidade estiveram na cidade ainda durante a madrugada, para fazer os primeiros levantamentos e ouvir depoimentos de testemunhas e funcionários dos bancos. O objetivo era saber como foi o modo de ação dos bandidos e o que foi levado. 
Ainda segundo a SSP, esse é o primeiro caso de explosão a bancos este ano em Sergipe. No ano passado, foram registrados três casos, todos eles com autores identificados e presos. No início de abril, seis homens que explodiriam uma agência em Simão Dias (Centro-Sul) morreram em confronto com a polícia, e outros três suspeitos de envolvimento com o grupo foram presos. (Gabriel Damásio)

Duas agências bancárias do Banese e do Banco do Brasil foram destruídas na madrugada de ontem em Umbaúba (Sul). Elas foram alvo de explosões praticadas por um grupo de criminosos, que chegou à cidade por volta da 0h e permaneceu na cidade por cerca de 30 minutos. Testemunhas relataram que o grupo chegou em várias caminhonetes e pararam os veículos na Avenida Benjamin Constant, centro da cidade. Encapuzados e armados com fuzis, eles quebraram as portas dos bancos, que são vizinhos. 
Durante a abordagem, os assaltantes renderam um vigilante e o obrigaram a dar-lhes acesso ao interior de um dos bancos. No outro, eles quebraram as portas de vidro. "Pegaram o vigia como refém e logo-logo soltaram. Ele disse que os caras foram bem educados, falaram que estavam ali só pra 'pegar o dinheiro do governo' e depois iriam liberar ele", disse uma testemunha. Em seguida, duas fortes explosões foram ouvidas e acordaram toda a vizinhança. As bombas destruíram principalmente os cofres dos bancos, cujas salas foram completamente destruídas. 
Mesmo com a educação na abordagem, os criminosos chegaram a disparar tiros para o alto e a furar os pneus dos carros, numa tentativa de intimidar os moradores e criar obstáculos à chegada da polícia. Caminhoneiros que passavam pela BR-101 relataram ainda que a entrada da cidade chegou a ser fechada e que os bandidos espalharam pregos e tachas na pista quando fugiram. Os motoristas avisaram do assalto à Polícia Rodoviária Federal (PRF), que se mobilizou nas buscas pelos bandidos junto com equipes das polícias Militar e Civil. 
A caminhonete descrita no local do assalto foi encontrada queimada na cidade de Conde (BA), próximo à Linha Verde (BA-099), por onde os ladrões teriam fugido. O valor que pode ter sido roubado dos bancos ainda não foi contabilizado. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que os ataques estão sendo investigados pelo Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope). Equipes da unidade estiveram na cidade ainda durante a madrugada, para fazer os primeiros levantamentos e ouvir depoimentos de testemunhas e funcionários dos bancos. O objetivo era saber como foi o modo de ação dos bandidos e o que foi levado. 
Ainda segundo a SSP, esse é o primeiro caso de explosão a bancos este ano em Sergipe. No ano passado, foram registrados três casos, todos eles com autores identificados e presos. No início de abril, seis homens que explodiriam uma agência em Simão Dias (Centro-Sul) morreram em confronto com a polícia, e outros três suspeitos de envolvimento com o grupo foram presos. (Gabriel Damásio)