PF identifica hackers que invadiram site da Justiça Federal

Geral


  • Seis mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 3ª Vara Federal de Sergipe e cumpridos nas cidades de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Novo Hamburgo (RS). Foram apreendidos celulares, computadores e mídias pertencentes aos envolvidos

  • Policiais federais conferem hds de computadores

 

Gabriel Damásio
A Polícia Federal de
flagrou na manhã 
desta, quinta-feira, a Operação "Contra-ataque", com o objetivo de identificar e responsabilizar os autores de invasões ao site da Justiça Federal em Sergipe (JFSE). Os ataques virtuais aconteceram em 5 de novembro de 2016 e interromperam o funcionamento do endereço eletrônico.
Segundo a PF, seis mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 3ª Vara Federal de Sergipe e cumpridos nas cidades de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Novo Hamburgo (RS). Nos locais indicados, os agentes federais apreenderam celulares, computadores e mídias pertencentes aos envolvidos. Esses equipamentos serão submetidos a exames periciais, com o objetivo que robustecer as provas já colhidas no Inquérito Policial instaurado pela superintendência regional do órgão em Sergipe. Não houve prisões. 
Os envolvidos podem responder pela prática do crime do artigo 154-A do Código Penal, que é o de "invadir dispositivo informático alheio, conectado ou não à rede de computadores, mediante violação indevida de mecanismo de segurança e com o fim de obter, adulterar ou destruir dados ou informações sem autorização expressa ou tácita do titular do dispositivo ou instalar vulnerabilidades para obter vantagem ilícita". Ele prevê pena de até um ano de prisão, além do pagamento de multa.

Gabriel Damásio

A Polícia Federal de flagrou na manhã  desta, quinta-feira, a Operação "Contra-ataque", com o objetivo de identificar e responsabilizar os autores de invasões ao site da Justiça Federal em Sergipe (JFSE). Os ataques virtuais aconteceram em 5 de novembro de 2016 e interromperam o funcionamento do endereço eletrônico.
Segundo a PF, seis mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 3ª Vara Federal de Sergipe e cumpridos nas cidades de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Novo Hamburgo (RS). Nos locais indicados, os agentes federais apreenderam celulares, computadores e mídias pertencentes aos envolvidos. Esses equipamentos serão submetidos a exames periciais, com o objetivo que robustecer as provas já colhidas no Inquérito Policial instaurado pela superintendência regional do órgão em Sergipe. Não houve prisões. 
Os envolvidos podem responder pela prática do crime do artigo 154-A do Código Penal, que é o de "invadir dispositivo informático alheio, conectado ou não à rede de computadores, mediante violação indevida de mecanismo de segurança e com o fim de obter, adulterar ou destruir dados ou informações sem autorização expressa ou tácita do titular do dispositivo ou instalar vulnerabilidades para obter vantagem ilícita". Ele prevê pena de até um ano de prisão, além do pagamento de multa.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS