Ernan Sena é o novo presidente do Sergipe

Esporte


  • Com 32 votos contra 25 de Ramon Barbosa, Ernan Sena foi eleito presidente do Sergipe, em substituição Carlson Silva, que renunciou

 

O advogado e funci-
onário do Tribunal 
de Justiça Ernan Sena é o novo presidente do Sergipe. Com 32 votos contra 25 concedidos pelos conselheiros rubros, Ernan venceu a Ramon Barbosa, que também concorreu à presidência. A eleição aconteceu na tarde noite da terça-feira 16, na sede do time rubro, no Complexo João Hora de Oliveira. O pleito foi conduzido pelo Conselheiro Joaquim Macedo. 
Ao todo, 57 conselheiros compareceram ao João Hora para participar do pleito rubro. Ernan, que tem como vice-presidente Cláudio Mitidieri, chega para substituir ao médico Carlson Silva e o professor Joaquim Macedo, que renunciaram depois de pouso mais de três meses de mandato. 
Uma das primeiras missões do novo presidente é reconstruir a equipe, que sai muito esfacelada do estadual, para participar do Brasileiro da Série D, cujo objetivo é tentar o acesso para a Série C. O time rubro estreia na competição nacional no mês de maio. Os colorados enfrentarão equipes como o Coruripe-AL, comandada pelo sergipano Elenilson Santos e o Salgueiro-PE, que recentemente dispensou o treinador Sérgio China.
Ernan Sena tem como proposta principal a organização do clube centenário e implantar um novo modelo de gestão para administrar e encarar a realidade atual. "Será uma gestão de com pé no chão. O Sergipe precisa de todos. Precisa de organização, enxugar a folha de pagamento e trabalhar com pé no chão, modernizando o clube, que vive com modelo de gestão da década de 90", disse Ernan, acrescentando que, o apoio do torcedor será muito importante para o clube. "O Sergipe precisa mais do que nunca do apoio do seu torcedor. Seja participando do programa sócio torcedor, se associando, e acompanhando o nosso clube nos jogos", concluiu.
A maior preocupação do novo dirigente rubro é com a parte administrativa. Saldar as dívidas, equalizar receita e despesas são ações que serão iniciadas imediatamente. Assim, Ernan defende uma imediata reestruturação financeira e o fortalecimento das categorias de base 
- Existem muitas pendências jurídicas do clube que precisam ser solucionadas. Temos que estancar a sangria da área jurídica. O time tem muitas dívidas trabalhistas, que precisam ser resolvidas. Vamos enquadrar a situação financeira do Sergipe à nossa realidade. Pretendo rever contratos para adequar a situação financeira do Sergipe à realidade econômica atual. Logo de início, vamos baixar o teto salarial, estabelecer limites e enxugar a folha, - disse o presidente eleito.
Resolvida a situação financeira, o novo presidente disse que parte para o planejamento.  É preciso trazer atletas que se enquadrem na proposta das competições que o Sergipe irá disputar. "Temos que trazer pessoas técnicas, que possam ajudar a modernizar o clube. A partir de agora, o torcedor pode esperar muito trabalho, dedicação, seriedade, e honestidade", avalia o novo presidente do Sergipe.

O advogado e funci- onário do Tribunal  de Justiça Ernan Sena é o novo presidente do Sergipe. Com 32 votos contra 25 concedidos pelos conselheiros rubros, Ernan venceu a Ramon Barbosa, que também concorreu à presidência. A eleição aconteceu na tarde noite da terça-feira 16, na sede do time rubro, no Complexo João Hora de Oliveira. O pleito foi conduzido pelo Conselheiro Joaquim Macedo. 
Ao todo, 57 conselheiros compareceram ao João Hora para participar do pleito rubro. Ernan, que tem como vice-presidente Cláudio Mitidieri, chega para substituir ao médico Carlson Silva e o professor Joaquim Macedo, que renunciaram depois de pouso mais de três meses de mandato. 
Uma das primeiras missões do novo presidente é reconstruir a equipe, que sai muito esfacelada do estadual, para participar do Brasileiro da Série D, cujo objetivo é tentar o acesso para a Série C. O time rubro estreia na competição nacional no mês de maio. Os colorados enfrentarão equipes como o Coruripe-AL, comandada pelo sergipano Elenilson Santos e o Salgueiro-PE, que recentemente dispensou o treinador Sérgio China.
Ernan Sena tem como proposta principal a organização do clube centenário e implantar um novo modelo de gestão para administrar e encarar a realidade atual. "Será uma gestão de com pé no chão. O Sergipe precisa de todos. Precisa de organização, enxugar a folha de pagamento e trabalhar com pé no chão, modernizando o clube, que vive com modelo de gestão da década de 90", disse Ernan, acrescentando que, o apoio do torcedor será muito importante para o clube. "O Sergipe precisa mais do que nunca do apoio do seu torcedor. Seja participando do programa sócio torcedor, se associando, e acompanhando o nosso clube nos jogos", concluiu.
A maior preocupação do novo dirigente rubro é com a parte administrativa. Saldar as dívidas, equalizar receita e despesas são ações que serão iniciadas imediatamente. Assim, Ernan defende uma imediata reestruturação financeira e o fortalecimento das categorias de base 
- Existem muitas pendências jurídicas do clube que precisam ser solucionadas. Temos que estancar a sangria da área jurídica. O time tem muitas dívidas trabalhistas, que precisam ser resolvidas. Vamos enquadrar a situação financeira do Sergipe à nossa realidade. Pretendo rever contratos para adequar a situação financeira do Sergipe à realidade econômica atual. Logo de início, vamos baixar o teto salarial, estabelecer limites e enxugar a folha, - disse o presidente eleito.
Resolvida a situação financeira, o novo presidente disse que parte para o planejamento.  É preciso trazer atletas que se enquadrem na proposta das competições que o Sergipe irá disputar. "Temos que trazer pessoas técnicas, que possam ajudar a modernizar o clube. A partir de agora, o torcedor pode esperar muito trabalho, dedicação, seriedade, e honestidade", avalia o novo presidente do Sergipe.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS