Iran lamenta falta de água nas comunidades ribeirinhas

Política

 

O deputado Iran Barbosa (PT) exibiu um vídeo na sessão desta quinta-feira, destacando a falta de água na região riberinha, que vem afetando a população que vive às margens do rio São Francisco, principalmente a comunidade quilombola Brejão dos Negros, localizada no município de Brejo Grande.
"A água ali na foz do São Francisco salinizou e as comunidades estão enfrentando graves problemas. Eu trouxe um vídeo com reclamações da comunidade quilombola Brejão dos Negros, que nunca havia tido problemas com a falta de água, mas atualmente, por conta da água salgada, as pessoas estão sem o produto até mesmo para o consumo humano, pois o caminhão pipa suspendeu o abastecimento", lamenta.
O vídeo enfatiza o problema e mostra que a população quer saber de quem é a responsabilidade pelo desabastecimento de água na região: se do município, o governo do estado por meio da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) e até mesmo o Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra).
"Recebemos uma foto bem emblemática que mostra a população cavando às margens do rio São Francisco para ver se encontra água. A informação é de que acabou o contrato com os caminhões-pipas que a Deso fornecia e há mais de uma semana as pessoas estão totalmente desassistidas no que diz respeito ao abastecimento de água. É uma comunidade quilombola, que tem um olhar especial sobretudo do Ministério Público Federal, mas água é tão fundamental que esperar os trâmites de uma ação judicial é possível que não dê conta da necessidade da população. Eu faço um apelo à Deso e ao governador do estado para que tome providências imediatas, pois a comunidade não tem condições de fazer a dessalinização. Uma comunidade ribeirinha sofrendo com a falta de água", enfatiza.

O deputado Iran Barbosa (PT) exibiu um vídeo na sessão desta quinta-feira, destacando a falta de água na região riberinha, que vem afetando a população que vive às margens do rio São Francisco, principalmente a comunidade quilombola Brejão dos Negros, localizada no município de Brejo Grande.
"A água ali na foz do São Francisco salinizou e as comunidades estão enfrentando graves problemas. Eu trouxe um vídeo com reclamações da comunidade quilombola Brejão dos Negros, que nunca havia tido problemas com a falta de água, mas atualmente, por conta da água salgada, as pessoas estão sem o produto até mesmo para o consumo humano, pois o caminhão pipa suspendeu o abastecimento", lamenta.
O vídeo enfatiza o problema e mostra que a população quer saber de quem é a responsabilidade pelo desabastecimento de água na região: se do município, o governo do estado por meio da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) e até mesmo o Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra).
"Recebemos uma foto bem emblemática que mostra a população cavando às margens do rio São Francisco para ver se encontra água. A informação é de que acabou o contrato com os caminhões-pipas que a Deso fornecia e há mais de uma semana as pessoas estão totalmente desassistidas no que diz respeito ao abastecimento de água. É uma comunidade quilombola, que tem um olhar especial sobretudo do Ministério Público Federal, mas água é tão fundamental que esperar os trâmites de uma ação judicial é possível que não dê conta da necessidade da população. Eu faço um apelo à Deso e ao governador do estado para que tome providências imediatas, pois a comunidade não tem condições de fazer a dessalinização. Uma comunidade ribeirinha sofrendo com a falta de água", enfatiza.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS