Sobe para 10 o número de vítimas do temporal no Rio

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Todas as vezes que ocorrem chuvas fortes no Rio ocorre uma tragédia
Todas as vezes que ocorrem chuvas fortes no Rio ocorre uma tragédia

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 10/04/2019 às 09:52:00

 

Douglas Corrêa 
Agência Brasil  
Com a morte de um 
homem, com idade 
entre 30 e 35 anos, no Jardim Maravilha, em Guaratiba, na zona oeste do Rio, sobe para 10 o número de mortos em consequência do temporal que atinge o Rio há mais de 24 horas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o corpo da vítima foi encontrado perto de uma ponte na Avenida Barão de Cocais esquina de São José dos Campos.
Segundo a corporação, o homem morreu afogado. O bairro de Guaratiba foi muito atingido pelo temporal e continua praticamente ilhado. O município permanece em estágio de crise desde às 20h55 de anteontem (8).
Atendimento - O Corpo de Bombeiros trabalha com embarcações para retirar as pessoas de dentro das casas. A corporação reforça que está mobilizado no atendimento à população. Os militares estão empenhados em diversas ocorrências, como quedas de árvores e salvamentos provocados por inundações, desabamentos e deslizamentos. O trabalho continuará até o estágio de normalidade. A Secretaria de Defesa Civil está em alerta e segue monitoramento as condições meteorológicas e apoiando as ações municipais.
Os bombeiros registraram mais de 2 mil ocorrências nas últimas 24 horas em todo o Estado, quando a média diária é de 1,2 mil chamados.
Light - A concessionária de energia Light informou que cerca de 15 mil clientes estão sem energia devido à tempestade ocorrida ontem. Às 23hs de anteontem (8), a Light registrava 80 mil clientes interrompidos.
Do total de clientes interrompidos no momento, a Light informa que cerca de 7 mil clientes estão concentrados na Estrada dos Bandeirantes e na Taquara, em Jacarepaguá, na zona oeste, devido à queda de árvore sobre a rede de alta tensão, e na Estrada do Itanhangá, devido a um deslizamento de terra.
Os bairros da Barra da Tijuca e Jacarepaguá são os mais impactados no momento e, por conta de queda de galhos e árvores sobre a rede, há problemas de acesso das equipes e maior tempo para restabelecimento da energia.
Tempo - O Sistema Alerta Rio informa que na noite de ontem a chuva começaria a perder intensidade gradualmente passando de moderada a fraca. Já hoje (10), a previsão é de chuva fraca a moderada a qualquer momento do dia, devido à entrada de umidade do oceano.
A tendência é que na quinta-feira (11) não haja ocorrência de chuva no Rio.

Com a morte de um  homem, com idade  entre 30 e 35 anos, no Jardim Maravilha, em Guaratiba, na zona oeste do Rio, sobe para 10 o número de mortos em consequência do temporal que atinge o Rio há mais de 24 horas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o corpo da vítima foi encontrado perto de uma ponte na Avenida Barão de Cocais esquina de São José dos Campos.
Segundo a corporação, o homem morreu afogado. O bairro de Guaratiba foi muito atingido pelo temporal e continua praticamente ilhado. O município permanece em estágio de crise desde às 20h55 de anteontem (8).

Atendimento - O Corpo de Bombeiros trabalha com embarcações para retirar as pessoas de dentro das casas. A corporação reforça que está mobilizado no atendimento à população. Os militares estão empenhados em diversas ocorrências, como quedas de árvores e salvamentos provocados por inundações, desabamentos e deslizamentos. O trabalho continuará até o estágio de normalidade. A Secretaria de Defesa Civil está em alerta e segue monitoramento as condições meteorológicas e apoiando as ações municipais.
Os bombeiros registraram mais de 2 mil ocorrências nas últimas 24 horas em todo o Estado, quando a média diária é de 1,2 mil chamados.

Light -
A concessionária de energia Light informou que cerca de 15 mil clientes estão sem energia devido à tempestade ocorrida ontem. Às 23hs de anteontem (8), a Light registrava 80 mil clientes interrompidos.
Do total de clientes interrompidos no momento, a Light informa que cerca de 7 mil clientes estão concentrados na Estrada dos Bandeirantes e na Taquara, em Jacarepaguá, na zona oeste, devido à queda de árvore sobre a rede de alta tensão, e na Estrada do Itanhangá, devido a um deslizamento de terra.
Os bairros da Barra da Tijuca e Jacarepaguá são os mais impactados no momento e, por conta de queda de galhos e árvores sobre a rede, há problemas de acesso das equipes e maior tempo para restabelecimento da energia.

Tempo - O Sistema Alerta Rio informa que na noite de ontem a chuva começaria a perder intensidade gradualmente passando de moderada a fraca. Já hoje (10), a previsão é de chuva fraca a moderada a qualquer momento do dia, devido à entrada de umidade do oceano.
A tendência é que na quinta-feira (11) não haja ocorrência de chuva no Rio.