Assistente sergipana no Mundial Escolar da Sérvia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Assistente do quadro da CBF, Vaneide Gois foi escalada para trabalhar no Mundial Escolar de Futebol, em Belgrado.
Assistente do quadro da CBF, Vaneide Gois foi escalada para trabalhar no Mundial Escolar de Futebol, em Belgrado.

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/04/2019 às 07:00:00

 

A arbitragem sergipana será representada no Mundial Escolar de Futebol, que acontece em Belgrado na Sérvia entre os dias 06 e 14 de abril. Vaneide Vieira de Góis, também pertencente ao quadro da CBF, embarcou na manhã desta quinta-feira para Sérvia.
Vaneide Vieira de Góis, é formanda em Educação Física, tem 38 anos e ampla experiência na arbitragem. Vinculado aos quadros da Federação Sergipana de Futebol (FSF) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), foi a escolhida para a missão na Europa.
Definidas as chaves - Na noite desta quinta-feira foi realizado em Belgrado, o sorteio das chaves do Mundial Escolar de Futebol. O evento é promovido pela ISF - Federação Internacional do Desporto Escolar e contará com 24 países. No masculino, o Brasil ficou no grupo D ao lado das equipes do Líbano, China Taipei, Bélgica FL, Bulgária e os anfitriões, Servia. Já no feminino o Brasil, que também está no grupo D, enfrenta Itália, Croácia e República Tcheca.
Para o técnico da equipe feminina brasileira, Amauri Giordan, a competição terá um nível técnico elevado: "Estamos numa chave com duas equipes tradicionais e a equipe que sedia o mundial que com certeza estará muito preparada. Acredito que com 16 equipes no feminino teremos um campeonato de nível técnico muito bom, o que é excelente para o evento", afirmou o técnico catarinense.
Quem tem uma opinião também parecida é Vinicius Morais, técnico do Colégio Amorim, de São Paulo, que irá representar o país pelo masculino: "As chaves são muito fortes e ainda é cedo para identificar o nível de cada equipe. Temos no campeonato países que por tradição tem equipes muito fortes e países menos expressivos no futebol que podem nos surpreender, ainda mais, por se tratar de um Mundial sub 18 e, a equipe brasileira, em sua maioria, vem com alunos entre 16 e 17 anos", disse Vinicius.
A seletiva masculina para o Mundial da Sérvia aconteceu em Aracaju entre os dias 21 e 28 de fevereiro. O Colégio Amorim, de São Paulo foi o campeão. O Colégio Carolina Lupion, do Paraná foi o vice-campeão. 

A arbitragem sergipana será representada no Mundial Escolar de Futebol, que acontece em Belgrado na Sérvia entre os dias 06 e 14 de abril. Vaneide Vieira de Góis, também pertencente ao quadro da CBF, embarcou na manhã desta quinta-feira para Sérvia.
Vaneide Vieira de Góis, é formanda em Educação Física, tem 38 anos e ampla experiência na arbitragem. Vinculado aos quadros da Federação Sergipana de Futebol (FSF) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), foi a escolhida para a missão na Europa.
Definidas as chaves - Na noite desta quinta-feira foi realizado em Belgrado, o sorteio das chaves do Mundial Escolar de Futebol. O evento é promovido pela ISF - Federação Internacional do Desporto Escolar e contará com 24 países. No masculino, o Brasil ficou no grupo D ao lado das equipes do Líbano, China Taipei, Bélgica FL, Bulgária e os anfitriões, Servia. Já no feminino o Brasil, que também está no grupo D, enfrenta Itália, Croácia e República Tcheca.
Para o técnico da equipe feminina brasileira, Amauri Giordan, a competição terá um nível técnico elevado: "Estamos numa chave com duas equipes tradicionais e a equipe que sedia o mundial que com certeza estará muito preparada. Acredito que com 16 equipes no feminino teremos um campeonato de nível técnico muito bom, o que é excelente para o evento", afirmou o técnico catarinense.
Quem tem uma opinião também parecida é Vinicius Morais, técnico do Colégio Amorim, de São Paulo, que irá representar o país pelo masculino: "As chaves são muito fortes e ainda é cedo para identificar o nível de cada equipe. Temos no campeonato países que por tradição tem equipes muito fortes e países menos expressivos no futebol que podem nos surpreender, ainda mais, por se tratar de um Mundial sub 18 e, a equipe brasileira, em sua maioria, vem com alunos entre 16 e 17 anos", disse Vinicius.
A seletiva masculina para o Mundial da Sérvia aconteceu em Aracaju entre os dias 21 e 28 de fevereiro. O Colégio Amorim, de São Paulo foi o campeão. O Colégio Carolina Lupion, do Paraná foi o vice-campeão.