Criança atingida por raio está reagindo bem

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 29/03/2019 às 07:33:00

 

Tem reagido bem aos medicamentos a menina de apenas sete anos de idade que no último domingo, 24, enquanto brincava no quintal de casa, foi acidentalmente atingida por um raio. O fato foi registrado no município sergipano de Itabaianinha. A criança foi imediatamente conduzida pelos familiares para o hospital regional da cidade, e, em seguida, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), transportou a paciente para o setor pediátrico do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), onde permanece acomodada na ala vermelha. Segundo o último boletim médico apresentado o estado da criança segue grave, porém com alguns indicativos de melhora.
A criança chegou à unidade hospitalar com sinais de queimaduras de segundo grau na região do tórax e vítima de parada cardiorrespiratória. Os primeiros socorros que resultaram no ressuscitar da criança foi promovido ainda na viatura Móvel do Samu. O caso tem gerado preocupação aos moradores já que, de acordo com estudos realizados pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), Itabaianinha surge como a cidade sergipana com maior concentração de raios do Estado.
 
Até a noite de ontem a criança seguia entubada e sedada. "Os trabalhos especializados que o caso requer continuam sendo realizados em tempo integral na expectativa de conquistarmos a evolução que todos desejam. A paciente está reagindo positivamente a esses cuidados, e esperamos que assim permaneça para quelonógrafo em breve a equipe médica se depare com a possibilidade real de conceder alta médica", disse a superintendente do Huse Darcy Tavares. (Milton Alves Júnior)

Tem reagido bem aos medicamentos a menina de apenas sete anos de idade que no último domingo, 24, enquanto brincava no quintal de casa, foi acidentalmente atingida por um raio. O fato foi registrado no município sergipano de Itabaianinha. A criança foi imediatamente conduzida pelos familiares para o hospital regional da cidade, e, em seguida, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), transportou a paciente para o setor pediátrico do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), onde permanece acomodada na ala vermelha. Segundo o último boletim médico apresentado o estado da criança segue grave, porém com alguns indicativos de melhora.
A criança chegou à unidade hospitalar com sinais de queimaduras de segundo grau na região do tórax e vítima de parada cardiorrespiratória. Os primeiros socorros que resultaram no ressuscitar da criança foi promovido ainda na viatura Móvel do Samu. O caso tem gerado preocupação aos moradores já que, de acordo com estudos realizados pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), Itabaianinha surge como a cidade sergipana com maior concentração de raios do Estado. Até a noite de ontem a criança seguia entubada e sedada. "Os trabalhos especializados que o caso requer continuam sendo realizados em tempo integral na expectativa de conquistarmos a evolução que todos desejam. A paciente está reagindo positivamente a esses cuidados, e esperamos que assim permaneça para quelonógrafo em breve a equipe médica se depare com a possibilidade real de conceder alta médica", disse a superintendente do Huse Darcy Tavares. (Milton Alves Júnior)