Multidão acompanha procissão de São José na capital

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Centenas de pessoas acompanharam as homenagens a São José em Aracaju
Centenas de pessoas acompanharam as homenagens a São José em Aracaju

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/03/2019 às 09:33:00

 

Católicos de vários municípios sergipanos participaram na tarde e noite de ontem da tradicional procissão de São José, em Aracaju. Reunidos no bairro e diante da igreja que levam o nome do santo, assim como ocorrer ao longo das últimas décadas -, já no início da manhã a igreja começava a receber fiéis dispostos em participar da procissão luminosa que este ano teve como tema: "o papel do leigo na igreja e na sociedade, sobre a identidade, a vocação, a espiritualidade dos fiéis". Para garantir a segurança de todos, agentes da Polícia Militar do Estado de Sergipe e da Superio ntendência Municipal de Transporte e Transito (SMTT), acompanharam, mais uma vez, o trajeto dos religiosos.
As atividades começaram ainda no início deste mês com a trezena de São José realizada pela paróquia em parceria com a Arquidiocese de Aracaju. Ontem, dia do santo, antes da procissão as ruas da zona Sul, iniciada às 19h, foram realizadas sucessivas missas e demais atividades de louvor as quais contaram com a participação de padres e grupos de jovens de vários bairros aracajuanos. Se a fé é a que prevalece sempre, para os fiéis apegados à tradição, ontem realmente foi um dia a se comemorar. Diz a cultura católica que se por ventura chover no dia de São José, é sinal que o ano será de fartura. Ao contrário do ano passado, ontem não houve registo de chuva em mais de 70% dos municípios sergipanos.
A crença indica que a chuva é um sinal para o sertanejo de que terá uma boa safra durante o ano e uma boa colheita de milho no período junino. De acordo com o agricultor Élio Gonçalves, morador do município de Estância, a chuva no município foi tímida, mas bastante válida para acreditar em um ano de colheita positiva. "Como na semana passada houve uma chuva forte, a gente acreditava que hoje poderia cair uma chuva também. Mas o sol prevaleceu. Caiu um chuvisco no início da tarde, mas chuva de verdade, não. Mesmo assim acredito em uma safra boa", disse.
Presença cativa todos os anos, o jornalista, músico e vereador por Aracaju, Lucas Aribé ressaltou ao Jornal do Dia a necessidade em participar das atividades desenvolvidas pela paróquia. Desde a infância o parlamentar tem por costume acompanhar os eventos católicos em companhia de familiares e ex-vizinhos. "Trata-se de um momento de união entre todos os católicos, em especial dos devotos de São José que fazem suas promessas e cultuam o santo. Essa integração com a igreja faz parte da minha vida desde a infância, sempre fui com os meus familiares e amigos; o dia 19 de março pra gente é imperdível", declarou.
Interior - Além da capital sergipana, ainda foram realizados atos alusivos ao protetor da Igreja Católica e padroeiro dos trabalhadores e das famílias, na cidade de Campo do Brito, agreste sergipano, onde foi realizada a tradicional peregrinação à Serra dos Montes. A atividade foi iniciada nas primeiras horas de ontem e reuniu milhares de fiéis em um percurso de quatro quilômetros até a capelinha de São José. Houve comemoração ainda nos municípios de Japaratuba, Pinhão, Malhador e em Nossa Senhora do Socorro, no conjunto João Alves. (Milton Alves Júnior)

Católicos de vários municípios sergipanos participaram na tarde e noite de ontem da tradicional procissão de São José, em Aracaju. Reunidos no bairro e diante da igreja que levam o nome do santo, assim como ocorrer ao longo das últimas décadas -, já no início da manhã a igreja começava a receber fiéis dispostos em participar da procissão luminosa que este ano teve como tema: "o papel do leigo na igreja e na sociedade, sobre a identidade, a vocação, a espiritualidade dos fiéis". Para garantir a segurança de todos, agentes da Polícia Militar do Estado de Sergipe e da Superio ntendência Municipal de Transporte e Transito (SMTT), acompanharam, mais uma vez, o trajeto dos religiosos.
As atividades começaram ainda no início deste mês com a trezena de São José realizada pela paróquia em parceria com a Arquidiocese de Aracaju. Ontem, dia do santo, antes da procissão as ruas da zona Sul, iniciada às 19h, foram realizadas sucessivas missas e demais atividades de louvor as quais contaram com a participação de padres e grupos de jovens de vários bairros aracajuanos. Se a fé é a que prevalece sempre, para os fiéis apegados à tradição, ontem realmente foi um dia a se comemorar. Diz a cultura católica que se por ventura chover no dia de São José, é sinal que o ano será de fartura. Ao contrário do ano passado, ontem não houve registo de chuva em mais de 70% dos municípios sergipanos.
A crença indica que a chuva é um sinal para o sertanejo de que terá uma boa safra durante o ano e uma boa colheita de milho no período junino. De acordo com o agricultor Élio Gonçalves, morador do município de Estância, a chuva no município foi tímida, mas bastante válida para acreditar em um ano de colheita positiva. "Como na semana passada houve uma chuva forte, a gente acreditava que hoje poderia cair uma chuva também. Mas o sol prevaleceu. Caiu um chuvisco no início da tarde, mas chuva de verdade, não. Mesmo assim acredito em uma safra boa", disse.
Presença cativa todos os anos, o jornalista, músico e vereador por Aracaju, Lucas Aribé ressaltou ao Jornal do Dia a necessidade em participar das atividades desenvolvidas pela paróquia. Desde a infância o parlamentar tem por costume acompanhar os eventos católicos em companhia de familiares e ex-vizinhos. "Trata-se de um momento de união entre todos os católicos, em especial dos devotos de São José que fazem suas promessas e cultuam o santo. Essa integração com a igreja faz parte da minha vida desde a infância, sempre fui com os meus familiares e amigos; o dia 19 de março pra gente é imperdível", declarou.

Interior - Além da capital sergipana, ainda foram realizados atos alusivos ao protetor da Igreja Católica e padroeiro dos trabalhadores e das famílias, na cidade de Campo do Brito, agreste sergipano, onde foi realizada a tradicional peregrinação à Serra dos Montes. A atividade foi iniciada nas primeiras horas de ontem e reuniu milhares de fiéis em um percurso de quatro quilômetros até a capelinha de São José. Houve comemoração ainda nos municípios de Japaratuba, Pinhão, Malhador e em Nossa Senhora do Socorro, no conjunto João Alves. (Milton Alves Júnior)