Ex-pastor é preso em investigação contra pedofilia em Estância

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/03/2019 às 06:24:00

 

A Delegacia de Atendi-
mento a Grupos Vulne-
ráveis (DAGV) em Estância (Sul) deflagrou ontem operações para prender dois homens, um acusado de pedofilia e outro por crimes cibernéticos relacionados à violência doméstica. As prisões foram decretadas pela Vara Criminal de Estância e cumpridas com apoio de equipes da Seção de Inteligência da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core).
Um dos acusados é Edvanio Nascimento Santos, 41 anos. O nome foi divulgado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP). Segundo a polícia, ele é ex-pastor evangélico e foi investigado desde janeiro, como suspeito de ter abusado sexualmente de uma menina de 11 anos de idade. A delegada Gisele Martins, responsável pelas investigações, disse que Edvânio foi denunciado pela mãe da criança, que estranhara uma mudança no comportamento da filha. 
Os policiais passaram a investigar as redes sociais do suspeito e descobriram, através de mensagens trocadas, que ele teria se relacionado com outras duas vítimas adolescentes, chegando a oferecer dinheiro em troca de relações sexuais. A polícia investiga se o ex-pastor se relacionou ou não com outras adolescentes ou crianças, e se ele usava ou não algum tipo de proteção, já que o acusado admitiu ser soropositivo. 
Gisele Martins diz que apesar de não pertencer mais  a uma igreja como pastor, o criminoso ainda continua sendo conhecido dessa forma e detém certa autoridade na comunidade. Ela também acredita que no decorrer da investigação outras vítimas possam surgir.
Outra prisão - A segunda prisão foi a de um homem que possuía mandado de busca e apreensão e foi denunciado por agredir a companheira e publicar vídeos íntimos dela na internet. Ele foi localizado pelas equipes da Core no momento em que passava em uma rodovia. Na ação, foram apreendidos aparelhos eletrônicos pessoais, que passarão por uma perícia que deve investigar as postagens publicadas por ele e a motivação do crime.  
Os dois acusados foram conduzidos à Delegacia, para adoção das medidas legais cabíveis a cada caso. Edvanio foi preso e os demais procedimentos investigativos continuam em curso pelas equipes do DAGV de Estância. A operação teve ainda o apoio da Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol). (com SSP)

A Delegacia de Atendi- mento a Grupos Vulne- ráveis (DAGV) em Estância (Sul) deflagrou ontem operações para prender dois homens, um acusado de pedofilia e outro por crimes cibernéticos relacionados à violência doméstica. As prisões foram decretadas pela Vara Criminal de Estância e cumpridas com apoio de equipes da Seção de Inteligência da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core).
Um dos acusados é Edvanio Nascimento Santos, 41 anos. O nome foi divulgado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP). Segundo a polícia, ele é ex-pastor evangélico e foi investigado desde janeiro, como suspeito de ter abusado sexualmente de uma menina de 11 anos de idade. A delegada Gisele Martins, responsável pelas investigações, disse que Edvânio foi denunciado pela mãe da criança, que estranhara uma mudança no comportamento da filha. 
Os policiais passaram a investigar as redes sociais do suspeito e descobriram, através de mensagens trocadas, que ele teria se relacionado com outras duas vítimas adolescentes, chegando a oferecer dinheiro em troca de relações sexuais. A polícia investiga se o ex-pastor se relacionou ou não com outras adolescentes ou crianças, e se ele usava ou não algum tipo de proteção, já que o acusado admitiu ser soropositivo. 
Gisele Martins diz que apesar de não pertencer mais  a uma igreja como pastor, o criminoso ainda continua sendo conhecido dessa forma e detém certa autoridade na comunidade. Ela também acredita que no decorrer da investigação outras vítimas possam surgir.

Outra prisão -
A segunda prisão foi a de um homem que possuía mandado de busca e apreensão e foi denunciado por agredir a companheira e publicar vídeos íntimos dela na internet. Ele foi localizado pelas equipes da Core no momento em que passava em uma rodovia. Na ação, foram apreendidos aparelhos eletrônicos pessoais, que passarão por uma perícia que deve investigar as postagens publicadas por ele e a motivação do crime.  
Os dois acusados foram conduzidos à Delegacia, para adoção das medidas legais cabíveis a cada caso. Edvanio foi preso e os demais procedimentos investigativos continuam em curso pelas equipes do DAGV de Estância. A operação teve ainda o apoio da Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol). (com SSP)