Dúvida do Lagarto em 2020: CB ou Série D

Esporte


  • Campeões simbólicos do primeiro turno, jogadores do Lagarto fizeram festa

 

O objetivo foi alcan-
çado, com a con-
quista do primeiro lutar da primeira fase do Sergipão 2019. O Lagarto ganhou e agora tem o direito de escolher uma vaga na Copa do Brasil de 2020 ou uma vaga no Brasileir5o da Série D. O presidente Robson Costa já tem uma opinião pessoal sobre essa decisão, mas espera ouvir seus pares de diretoria, principalmente o investidor Diego Costa, a quem evidentemente caberá a palavra final.
 A verdade é que a posição está muito dividida em Lagarto. Quem pensa no presente, em uma melhor situação financeira, com recebimento de cotas e até mudanças de fase, faz opção pela Copa do Brasil, que é uma competição mais rentável, porém não leva a equipe a ter maiores aspirações em termos de projeção nacional.
Mas tem aqueles que pensam no futuro da equipe, em galgar um espaço nas competições nacionais. E aí a opção seria o Brasileiro da Série D. Uma competição deficitária, mas é a porta de entrada para uma Série C e daí uma Série B. As opiniões divergem, mas cada uma das opções tem um objetivo claro, que é o crescimento da equipe nacionalmente.
Mas para os dirigentes lagartenses, a equipe não deve parar por aqui. A conquista da primeira fase é apenas uma das etapas, uma das metas da equipe na atual temporada. O objetivo mesmo é conquistar o título de campeão estadual. Com isso, o time de Lagarto reconquistaria a hegemonia do futebol sergipano e teria o complemento do calendário na próxima temporada, com a Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Brasileiro da Série D.
Ao n, o presidente Robson Costa falou sobre a conquista, mas não deixou escapar ainda, o que pensam os dirigentes do Lagarto em termos das competições nacionais, afirmando que ele terá até a próxima sexta-feira para se posicionar. Veja o que pensas o presidente Robinho:   
- Estamos ainda em festa e hoje. Esta segunda-feira foi de folga para os atletas e boa parte da diretoria. É momento de recarregar as energias para o Hexagonal, que já é outra competição. Temos que saber aproveitar ao máximo o bom momento que estamos atravessando. Quanto à escolha entre uma competição ou outra, temos até a sexta-feira para protocolar o nosso desejo. Ambas oferecem vantagem e desvantagens. Existe um consenso que deveríamos seguir com o planejado e ao final da competição, geral possamos ter as duas ou até mais três competições - concluiu o presidente do Lagarto.

O objetivo foi alcan- çado, com a con- quista do primeiro lutar da primeira fase do Sergipão 2019. O Lagarto ganhou e agora tem o direito de escolher uma vaga na Copa do Brasil de 2020 ou uma vaga no Brasileir5o da Série D. O presidente Robson Costa já tem uma opinião pessoal sobre essa decisão, mas espera ouvir seus pares de diretoria, principalmente o investidor Diego Costa, a quem evidentemente caberá a palavra final.
 A verdade é que a posição está muito dividida em Lagarto. Quem pensa no presente, em uma melhor situação financeira, com recebimento de cotas e até mudanças de fase, faz opção pela Copa do Brasil, que é uma competição mais rentável, porém não leva a equipe a ter maiores aspirações em termos de projeção nacional.
Mas tem aqueles que pensam no futuro da equipe, em galgar um espaço nas competições nacionais. E aí a opção seria o Brasileiro da Série D. Uma competição deficitária, mas é a porta de entrada para uma Série C e daí uma Série B. As opiniões divergem, mas cada uma das opções tem um objetivo claro, que é o crescimento da equipe nacionalmente.
Mas para os dirigentes lagartenses, a equipe não deve parar por aqui. A conquista da primeira fase é apenas uma das etapas, uma das metas da equipe na atual temporada. O objetivo mesmo é conquistar o título de campeão estadual. Com isso, o time de Lagarto reconquistaria a hegemonia do futebol sergipano e teria o complemento do calendário na próxima temporada, com a Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Brasileiro da Série D.
Ao n, o presidente Robson Costa falou sobre a conquista, mas não deixou escapar ainda, o que pensam os dirigentes do Lagarto em termos das competições nacionais, afirmando que ele terá até a próxima sexta-feira para se posicionar. Veja o que pensas o presidente Robinho:   
- Estamos ainda em festa e hoje. Esta segunda-feira foi de folga para os atletas e boa parte da diretoria. É momento de recarregar as energias para o Hexagonal, que já é outra competição. Temos que saber aproveitar ao máximo o bom momento que estamos atravessando. Quanto à escolha entre uma competição ou outra, temos até a sexta-feira para protocolar o nosso desejo. Ambas oferecem vantagem e desvantagens. Existe um consenso que deveríamos seguir com o planejado e ao final da competição, geral possamos ter as duas ou até mais três competições - concluiu o presidente do Lagarto.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS