Belivaldo visita Hospital do Câncer de Barretos e analisa parceria para Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O governador Belivaldo Chagas durante visita ao Hospital de Barretos
O governador Belivaldo Chagas durante visita ao Hospital de Barretos

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 08/02/2019 às 06:41:00

 

Com o objetivo de estabelecer parcerias com a Fundação Pio XII para fortalecimento do tratamento oncológico ofertado pela rede de Saúde em Sergipe, o governador Belivaldo Chagas foi conhecer a estrutura e o funcionamento do Hospital de Amor, em Barretos (SP), referência no tratamento e prevenção de câncer no Brasil. 
Na oportunidade, Belivaldo foi recepcionado por Henrique Prata, que é neto de sergipanos e presidente da Fundação Pio XII, mantedora do Hospital de Amor. Para o governador, toda parceria é bem-vinda para ampliar o tratamento ofertado.
"É enriquecedor conhecer a experiência e instalações do Hospital de Barretos, uma instituição que conquistou a primeira colocação entre os centros de saúde que atuam na área de pesquisa na América Latina. Vamos estudar a possibilidade de parceria para levar para nosso estado o modelo de gestão e de assistência que funciona tão bem aqui", declarou.
O Hospital de Amor é uma instituição de saúde filantrópica especializada no tratamento e prevenção de câncer com sede em Barretos. É a maior instituição oncológica do País, contando com unidades espalhadas pelas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte, sendo três hospitais em Barretos, Jales e Porto Velho, Rondônia, além de unidades fixas de prevenção ao câncer em Campinas, Fernandópolis, Campo Grande, Nova Andradina e Juazeiro. 
Com uma média de 4.100 atendimentos a pacientes por dia e mais de 400 médicos que trabalham em período integral com dedicação exclusiva, a unidade é o hospital que mais atende casos de câncer pelo Sistema Único de Saúde [SUS] no Brasil em 18 especialidades.  
Acompanharam o governador o secretário de Estado da Saúde, Valberto Lima; a interventora do Hospital Cirurgia, Márcia Guimarães; o diretor-técnico do Hospital Cirurgia, Dr. Rilton Moraes; os deputados estaduais Luciano Bispo, Zezinho Sobral e Adailton Martins; o secretário de Estado da Comunicação, Sales Neto;  o professor do departamento de Medicina da UFS, Dr. Mário Adriano dos Santos; o cirurgião oncológico Carlos Kleber; a responsável técnica da Oncologia do Huse, Meirejane Oliveira Feitoza; a coordenadora de oncologia da Secretaria de Estado da Saúde Lívia Angélica; o promotor estadual da área da saúde, Rony Almeida; o assessor da Secretaria de Estado da Saúde, José Carvalho de Menezes.

Com o objetivo de estabelecer parcerias com a Fundação Pio XII para fortalecimento do tratamento oncológico ofertado pela rede de Saúde em Sergipe, o governador Belivaldo Chagas foi conhecer a estrutura e o funcionamento do Hospital de Amor, em Barretos (SP), referência no tratamento e prevenção de câncer no Brasil. 
Na oportunidade, Belivaldo foi recepcionado por Henrique Prata, que é neto de sergipanos e presidente da Fundação Pio XII, mantedora do Hospital de Amor. Para o governador, toda parceria é bem-vinda para ampliar o tratamento ofertado.
"É enriquecedor conhecer a experiência e instalações do Hospital de Barretos, uma instituição que conquistou a primeira colocação entre os centros de saúde que atuam na área de pesquisa na América Latina. Vamos estudar a possibilidade de parceria para levar para nosso estado o modelo de gestão e de assistência que funciona tão bem aqui", declarou.
O Hospital de Amor é uma instituição de saúde filantrópica especializada no tratamento e prevenção de câncer com sede em Barretos. É a maior instituição oncológica do País, contando com unidades espalhadas pelas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte, sendo três hospitais em Barretos, Jales e Porto Velho, Rondônia, além de unidades fixas de prevenção ao câncer em Campinas, Fernandópolis, Campo Grande, Nova Andradina e Juazeiro. 
Com uma média de 4.100 atendimentos a pacientes por dia e mais de 400 médicos que trabalham em período integral com dedicação exclusiva, a unidade é o hospital que mais atende casos de câncer pelo Sistema Único de Saúde [SUS] no Brasil em 18 especialidades.  
Acompanharam o governador o secretário de Estado da Saúde, Valberto Lima; a interventora do Hospital Cirurgia, Márcia Guimarães; o diretor-técnico do Hospital Cirurgia, Dr. Rilton Moraes; os deputados estaduais Luciano Bispo, Zezinho Sobral e Adailton Martins; o secretário de Estado da Comunicação, Sales Neto;  o professor do departamento de Medicina da UFS, Dr. Mário Adriano dos Santos; o cirurgião oncológico Carlos Kleber; a responsável técnica da Oncologia do Huse, Meirejane Oliveira Feitoza; a coordenadora de oncologia da Secretaria de Estado da Saúde Lívia Angélica; o promotor estadual da área da saúde, Rony Almeida; o assessor da Secretaria de Estado da Saúde, José Carvalho de Menezes.