SMTT implanta fiscalização eletrônica na Etelvino Alves de Lima

Geral


  • SMTT implanta fiscalização eletrônica na Avenida Etelvino Alves de Lima, palco de inúmeros acidentes graves

 

A avenida Etelvino Alves de Lima, que interliga as avenidas Augusto Franco (Rio de Janeiro) e Francisco José da Fonseca (Gasoduto), foi inaugurada em 2018 e trouxe significativos avanços para a mobilidade urbana da capital. No entanto, embora esteja devidamente sinalizada, tanto com sinalizações horizontais (faixas de pedestres e divisores de pista) e também verticais que indicam, inclusive, o limite de velocidade permitido da via (60km/h), muitos condutores desobedecem as leis de trânsito e passam pelo local em alta velocidade, ocasionando acidentes de trânsito. Nos últimos meses, foram registrados 34 acidentes na avenida - 13 com vítimas não fatais e um com vítima fatal.
Por causa dos altos índices de acidentes na via, a população da capital tem solicitado providências à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), através dos diversos canais de comunicação do órgão, para que medidas sejam tomadas para coibir a velocidade dos veículos que transitam pela via. Na SMTT, no momento, há mais de 30 solicitações registradas. Após ter conhecimento da demanda e de realizar minuciosos estudos no local, a SMTT, atendendo o anseio da população, começará a instalar nesta terça-feira, 5, dois radares na Etelvino Alves de Lima. 
Segundo o superintendente interino da SMTT, Renato Telles, a medida visa dar mais segurança a todos. "A Etelvino Alves é uma importante avenida para a mobilidade de Aracaju e ela está sinalizada, como determina a legislação, mas, infelizmente, alguns condutores insistem em não obedecer as sinalizações e o limite de velocidade da via, e isso vem causando acidentes. A população tem nos procurado para denunciar esse desrespeito dos condutores e, depois de realizar diversas ações educativas na avenida, analisamos com calma a situação do local e decidimos implantar a fiscalização eletrônica na via para coibir o excesso de velocidade e dar mais segurança e tranquilidade à população, sem interferir, ressalto, na fluidez do trânsito na avenida", explica. 
O diretor de Trânsito da SMTT, Thiago Alcântara, conta que o órgão tem feito rotineiramente um trabalho de canalização na avenida para coibir a alta velocidade dos veículos no local, e também ações educativas, levando mensagens de conscientização para condutores e pedestres. Além disso, a superintendência colocou um letreiro luminoso no início da Etelvino Alves de Lima, reforçando o limite permitido de velocidade da via.

A avenida Etelvino Alves de Lima, que interliga as avenidas Augusto Franco (Rio de Janeiro) e Francisco José da Fonseca (Gasoduto), foi inaugurada em 2018 e trouxe significativos avanços para a mobilidade urbana da capital. No entanto, embora esteja devidamente sinalizada, tanto com sinalizações horizontais (faixas de pedestres e divisores de pista) e também verticais que indicam, inclusive, o limite de velocidade permitido da via (60km/h), muitos condutores desobedecem as leis de trânsito e passam pelo local em alta velocidade, ocasionando acidentes de trânsito. Nos últimos meses, foram registrados 34 acidentes na avenida - 13 com vítimas não fatais e um com vítima fatal.
Por causa dos altos índices de acidentes na via, a população da capital tem solicitado providências à Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), através dos diversos canais de comunicação do órgão, para que medidas sejam tomadas para coibir a velocidade dos veículos que transitam pela via. Na SMTT, no momento, há mais de 30 solicitações registradas. Após ter conhecimento da demanda e de realizar minuciosos estudos no local, a SMTT, atendendo o anseio da população, começará a instalar nesta terça-feira, 5, dois radares na Etelvino Alves de Lima. 
Segundo o superintendente interino da SMTT, Renato Telles, a medida visa dar mais segurança a todos. "A Etelvino Alves é uma importante avenida para a mobilidade de Aracaju e ela está sinalizada, como determina a legislação, mas, infelizmente, alguns condutores insistem em não obedecer as sinalizações e o limite de velocidade da via, e isso vem causando acidentes. A população tem nos procurado para denunciar esse desrespeito dos condutores e, depois de realizar diversas ações educativas na avenida, analisamos com calma a situação do local e decidimos implantar a fiscalização eletrônica na via para coibir o excesso de velocidade e dar mais segurança e tranquilidade à população, sem interferir, ressalto, na fluidez do trânsito na avenida", explica. 
O diretor de Trânsito da SMTT, Thiago Alcântara, conta que o órgão tem feito rotineiramente um trabalho de canalização na avenida para coibir a alta velocidade dos veículos no local, e também ações educativas, levando mensagens de conscientização para condutores e pedestres. Além disso, a superintendência colocou um letreiro luminoso no início da Etelvino Alves de Lima, reforçando o limite permitido de velocidade da via.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS