Pavimentação melhorará a mobilidade dos moradores de povoado em São Cristóvão

Cidades

 

"Era muito complicado ir até a cidade, a estrada era cheia de buracos e nos períodos de chuvas, os carros não chegavam até aqui. Nossa vida melhorou muito, quem estuda não tem mais dificuldade, o povoado está valorizado e os moradores muito satisfeitos". O relato é de um dos mais antigos moradores do povoado Caípe, em São Cristóvão, na Grande Aracaju. Residindo no povoado desde a infância, José Domingos Santos, de 72 anos, aposentado, diz que a pavimentação só trouxe benefícios. 
O coro de alegria com o benefício do Governo do Estado levado para a comunidade ecoa entre os demais moradores. O estudante de 17 a nos é um dos que comemoram. Há algumas semanas, o trajeto de quase 5 km percorrido de segunda à sexta-feira por Jefferson Cardoso Corrêa, 17 anos, ganhou um contorno diferente. Morador do povoado desde que nasceu, o estudante do primeiro ano do ensino médio declara que o percurso de sua casa até a escola estadual na sede de São Cristóvão mudou para melhor. 
"Agora, o tempo gasto do povoado até a cidade é de no máximo 15 minutos, antes era mais do que o dobro, sem contar que em épocas de chuvas eu tinha de ir a pé até onde o ônibus escolar podia chegar, mas por muitas, muitas vezes mesmo, eu e os alunos aqui do povoado faltamos às aulas, pois, a estrada ficava intransitável até para os pedestres", relembra o jovem, agora com um sorriso de satisfação por conta da obra.
Executada pelo o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento e Sustentabilidade (Sedurbs), a intervenção recebeu investimentos de mais de R$ R$ 2,3 milhões, oriundos do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados (Proinveste). A pavimentação granítica com implantação de meio-fio da Avenida Santo Antônio, que liga a sede do município a um dos povoados mais antigos da cidade histórica, totalizando 4,97 Km de extensão, atende a um anseio de décadas por parte dos moradores.
De acordo com o engenheiro fiscal da obra, Bruno Oliveira, os serviços se aproximam da conclusão. "Estamos com duas frentes de trabalho executando a regularização de trechos da avenida com a patrol, fazendo o espalhamento de brita graduada, assentamento do meio-fio e o espalhamento de colchão de areia. Concluídas estas ações, poderemos fazer o assentamento do paralelepípedo no 1,5 km restante, de modo que o percentual executado é de 80%", explica.

"Era muito complicado ir até a cidade, a estrada era cheia de buracos e nos períodos de chuvas, os carros não chegavam até aqui. Nossa vida melhorou muito, quem estuda não tem mais dificuldade, o povoado está valorizado e os moradores muito satisfeitos". O relato é de um dos mais antigos moradores do povoado Caípe, em São Cristóvão, na Grande Aracaju. Residindo no povoado desde a infância, José Domingos Santos, de 72 anos, aposentado, diz que a pavimentação só trouxe benefícios. 
O coro de alegria com o benefício do Governo do Estado levado para a comunidade ecoa entre os demais moradores. O estudante de 17 a nos é um dos que comemoram. Há algumas semanas, o trajeto de quase 5 km percorrido de segunda à sexta-feira por Jefferson Cardoso Corrêa, 17 anos, ganhou um contorno diferente. Morador do povoado desde que nasceu, o estudante do primeiro ano do ensino médio declara que o percurso de sua casa até a escola estadual na sede de São Cristóvão mudou para melhor. 
"Agora, o tempo gasto do povoado até a cidade é de no máximo 15 minutos, antes era mais do que o dobro, sem contar que em épocas de chuvas eu tinha de ir a pé até onde o ônibus escolar podia chegar, mas por muitas, muitas vezes mesmo, eu e os alunos aqui do povoado faltamos às aulas, pois, a estrada ficava intransitável até para os pedestres", relembra o jovem, agora com um sorriso de satisfação por conta da obra.
Executada pelo o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento e Sustentabilidade (Sedurbs), a intervenção recebeu investimentos de mais de R$ R$ 2,3 milhões, oriundos do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados (Proinveste). A pavimentação granítica com implantação de meio-fio da Avenida Santo Antônio, que liga a sede do município a um dos povoados mais antigos da cidade histórica, totalizando 4,97 Km de extensão, atende a um anseio de décadas por parte dos moradores.
De acordo com o engenheiro fiscal da obra, Bruno Oliveira, os serviços se aproximam da conclusão. "Estamos com duas frentes de trabalho executando a regularização de trechos da avenida com a patrol, fazendo o espalhamento de brita graduada, assentamento do meio-fio e o espalhamento de colchão de areia. Concluídas estas ações, poderemos fazer o assentamento do paralelepípedo no 1,5 km restante, de modo que o percentual executado é de 80%", explica.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS