Dia de posse no legislativo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Ontem, quando chegou de Brasília, o hoje ex-deputado federal André Moura (PSC) foi recepcionado no aeroporto por vários prefeitos e vereadores em uma demonstração de gratidão pelos recursos da União que conseguiu liberar para seus municípios. Após a recep
Ontem, quando chegou de Brasília, o hoje ex-deputado federal André Moura (PSC) foi recepcionado no aeroporto por vários prefeitos e vereadores em uma demonstração de gratidão pelos recursos da União que conseguiu liberar para seus municípios. Após a recep

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 01/02/2019 às 06:04:00

 

Nesta sexta-feira 24 deputados estaduais, 
oito deputados federais e dois senado
res eleitos por Sergipe em 2018 iniciarão seus mandatos. A cerimônia de posse na Assembleia Legislativa e no Senado ocorrerá às 15h, em sessão especial realizada no plenário das duas Casas.  Já na Câmara dos Deputados a posse será às 10h.
Serão empossados na Assembleia Legislativa os 12 deputados reeleitos Capitão Samuel (PSC), Francisco Gualberto (PT), Garibalde Mendonça (MDB), Georgeo Passos (PPS), Gilmar Carvalho (PSC), Goretti Reis (PSD), Luciano Bispo (MDB), Luciano Pimentel (PSB), Jeferson Andrade (PSD), Maria Mendonça (PSDB), Vanderbal Marinho (PSC) e Zezinho Guimarães (MDB).
Vão ser empossados ainda os 12 deputados estaduais eleitos Adailton Martins (PSD), Dilson de Agripino (PPS), Diná Almeida (Podemos), Ibrain Monteiro (PSC), Iran Barbosa (PT), Janier Mota (PR), Maísa Mitidieri (PSD), Kitty Lima (PPS), Rodrigo Valadares (PTB), Samuel Carvalho (PPS), Talysson Costa (PR) e Zezinho Guimarães (Podemos).
Na Câmara dos Deputados vão tomar posse hoje os quatro deputados federais reeleitos Fábio Reis (MDB), Fábio Mitidieri (PSD), João Daniel (PT) e Laércio Oliveira (PR). E os quatro eleitos Bosco Costa (PR), Fábio Henrique (PDT), Gustinho Ribeiro (SD) e Valdevan 90 (PSC), que conseguiu ontem autorização do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, para viajar a Brasília para a posse e sem o uso de tornozeleira eletrônica.
Já no Senado serão empossados os dois senadores eleitos: Delegado Alessandro Vieira (PPS) e Rogério Carvalho (PT). Os dois - junto com a senadora Maria do Carmo Alves (DEM), que está no meio do mandato de oito anos - vão representar Sergipe no Senado.
A posse dos 24 deputados estaduais e dos oito deputados federais por Sergipe representa uma renovação de 50%, que é a maior das legislaturas anterior. Já no Senado a renovação da bancada sergipana é de mais de 70%.
A eleição de 2018 trouxe a maior renovação à Câmara dos Deputados desde a democratização: 47,37%, segundo cálculo da Secretaria-Geral da Mesa (SGM). Em números proporcionais, é a maior renovação desde a eleição da Assembleia Constituinte, em 1986.
Dos 54 senadores que tomarão posse (dois por estado), 46 não estavam no Senado no ano anterior, possibilitando uma renovação também histórica de cerca de 85%. 
Com uma renovação significativa na Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e Senado nas eleições 2018, a mensagem foi de mudança mediante o grau de insatisfação dos eleitores com a classe política diante dos repetidos casos de corrupção no país.  

Nesta sexta-feira 24 deputados estaduais,  oito deputados federais e dois senado res eleitos por Sergipe em 2018 iniciarão seus mandatos. A cerimônia de posse na Assembleia Legislativa e no Senado ocorrerá às 15h, em sessão especial realizada no plenário das duas Casas.  Já na Câmara dos Deputados a posse será às 10h.
Serão empossados na Assembleia Legislativa os 12 deputados reeleitos Capitão Samuel (PSC), Francisco Gualberto (PT), Garibalde Mendonça (MDB), Georgeo Passos (PPS), Gilmar Carvalho (PSC), Goretti Reis (PSD), Luciano Bispo (MDB), Luciano Pimentel (PSB), Jeferson Andrade (PSD), Maria Mendonça (PSDB), Vanderbal Marinho (PSC) e Zezinho Guimarães (MDB).
Vão ser empossados ainda os 12 deputados estaduais eleitos Adailton Martins (PSD), Dilson de Agripino (PPS), Diná Almeida (Podemos), Ibrain Monteiro (PSC), Iran Barbosa (PT), Janier Mota (PR), Maísa Mitidieri (PSD), Kitty Lima (PPS), Rodrigo Valadares (PTB), Samuel Carvalho (PPS), Talysson Costa (PR) e Zezinho Guimarães (Podemos).
Na Câmara dos Deputados vão tomar posse hoje os quatro deputados federais reeleitos Fábio Reis (MDB), Fábio Mitidieri (PSD), João Daniel (PT) e Laércio Oliveira (PR). E os quatro eleitos Bosco Costa (PR), Fábio Henrique (PDT), Gustinho Ribeiro (SD) e Valdevan 90 (PSC), que conseguiu ontem autorização do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, para viajar a Brasília para a posse e sem o uso de tornozeleira eletrônica.
Já no Senado serão empossados os dois senadores eleitos: Delegado Alessandro Vieira (PPS) e Rogério Carvalho (PT). Os dois - junto com a senadora Maria do Carmo Alves (DEM), que está no meio do mandato de oito anos - vão representar Sergipe no Senado.
A posse dos 24 deputados estaduais e dos oito deputados federais por Sergipe representa uma renovação de 50%, que é a maior das legislaturas anterior. Já no Senado a renovação da bancada sergipana é de mais de 70%.
A eleição de 2018 trouxe a maior renovação à Câmara dos Deputados desde a democratização: 47,37%, segundo cálculo da Secretaria-Geral da Mesa (SGM). Em números proporcionais, é a maior renovação desde a eleição da Assembleia Constituinte, em 1986.
Dos 54 senadores que tomarão posse (dois por estado), 46 não estavam no Senado no ano anterior, possibilitando uma renovação também histórica de cerca de 85%. 
Com uma renovação significativa na Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e Senado nas eleições 2018, a mensagem foi de mudança mediante o grau de insatisfação dos eleitores com a classe política diante dos repetidos casos de corrupção no país.  

Posse dos parlamentares

A primeira sessão preparatória destinada a posse dos 24 deputados estaduais, 513 deputados federais e 54 dos 81 senadores será presidida pelo último presidente da Casa, na sequência o vice-presidente e, na falta desses, o mais idoso entre os reeleitos. No caso da Assembleia Legislativa quem vai comandar os trabalhos será o presidente Luciano Bispo (MDB), que foi reeleito deputado.

Convocação 1

De acordo com o regimento interno do Poder Legislativo, logo após a posse dos parlamentares haverá a segunda sessão preparatória na qual será eleita a nova Mesa Diretora para o biênio 2019/2020. Eleita e empossada a Mesa em votação aberta, o novo presidente da Assembleia convocará os parlamentares a comparecer à Alese no próximo dia 15 de fevereiro para a instalação da primeira sessão legislativa da 19ª Legislatura.

Convocação 2 

Já os presidentes eleitos da Câmara dos Deputados e do Senado  convocarão os novos parlamentares para a primeira sessão plenária de 2019 já na próxima segunda-feira, 04, quando iniciam os trabalhos no Congresso Nacional. A sessão solene será conjunta da Câmara e do Senado, quando será lida mensagem encaminhada pelo presidente Jair Bolsonaro, às 15h, no plenário da Câmara dos Deputados. 

Eleição no Senado 

O Senado realiza hoje a sua eleição mais disputada desde a redemocratização, com ao menos nove candidatos à presidência da Casa. Apesar do favoritismo de Renan Calheiros (MDB-AL), que tenta chegar à presidência pela quinta vez, o terreno é instável. O senador alagoano ainda disputa internamente a indicação de sua bancada com a senadora Simone Tebet (MDB-MS) e enfrenta uma onda anti-Renan.

Eleição na Câmara

A Câmara dos Deputados também tem pelo menos nove candidatos na disputa pela presidência, sendo o favorito o atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ). Diferente do Senado, ontem, véspera da abertura da nova legislatura, a campanha para a eleição da Mesa Diretora tomou conta dos corredores da Câmara. Panfletos, santinhos e adesivos foram distribuídos nos acessos ao plenário, ao setor de comissões e auditórios. Pôsteres com fotos dos possíveis candidatos podiam ser vistos pelo Parlamento. 

Eleição na Alese 1

Na Assembleia Legislativa existe a possibilidade de apenas dois candidatos a presidente: o atual presidente Luciano Bispo (MDB) e o vice Garibalde Mendonça (MDB). Luciano é candidato declarado e Garibalde ainda está construindo sua candidatura.

Eleição na Alese 2

No início da noite de ontem, em conversa com a coluna, Garibalde admitiu que estava montando uma chapa. Disse que teria novas conversas no decorrer da noite com "amigos" e que estava confiante em fechar hoje uma chapa para disputa da Mesa Diretora no biênio 2019/2020. 

Eleição na Alese 3

Garibalde discorda que esteja montando uma chapa de oposição. Ressalta que todos têm o direito de disputar a eleição da Mesa e que está "marcando território".

Eleição na Alese 4

A coluna tem informações que Garibalde já tem como certo sete votos. São eles: Zezinho Guimarães (MDB), Goretti Reis (PSD), os quatro deputados do G4 (Georgeo Passos/PPS, Kitty Lima/PPS, Samuel Carvalho/PPS e Rodrigo Valadares/PTB) e o dele próprio. Na chapa apenas a definição dos nomes de Goretti e do próprio Garibalde.

Eleição na Alese 5

Luciano Bispo fechou a chapa ontem. Ele (presidente), Francisco Gualberto/PT (vice-presidente), Jeferson Andrade/PSD (1º secretário), Luciano Pimentel/PSB (2º secretário), Capitão Samuel/PSC (3º secretário) e Marisa Mitidieri/PSD (4ª secretária).  Disse que está tranquilo e confiante na eleição e que a única coisa que pode garantir é continuar agindo como sempre agiu a sua vida toda: com respeito às pessoas. 

Eleição na Alese 6

Bispo estava guardando a 2ª secretaria para Garibalde, que recusou insatisfeito por ter sido preterido da vice-presidência. Chegou a oferecer a 4ª secretaria para que os deputados do G4, que são de oposição, indicassem um nome.

Eleição na Alese 7

Dos 12 novos deputados, Luciano Bispo deve contar com o apoio de Zezinho Sobral (Podemos), Diná Almeida (Podemos), Adailton Martins (PSD), Dilson de Agripino (PPS) e Maisa Mitidieri (PSD), que fará parte da Mesa. Não será surpresa se tiver o apoio de Ibrain Monteiro (PSC), filho do prefeito Valmir Monteiro (PSC-Lagarto).

Eleição na Alese 8

Já os deputados estaduais reeleitos Gilmar Carvalho (PSC) e Vanderbal Marinho (PSC) devem votar com Luciano Bispo, assim como o deputado estadual eleito Iran Barbosa (PT). A deputada estadual reeleita Maria Mendonça (PSDB) e o deputado estadual eleito Talysson Costa (PR), filho do prefeito afastado Valmir de Francisquinho (PR-Itabaiana), votarão  em branco.

Registro

Pelo regimento interno da Assembleia Legislativa as candidaturas dos postulantes aos seis cargos da Mesa Diretora só serão registradas depois da solenidade de posse. Assim, até às 15h, ainda tem muita água pra rolar por debaixo da ponte.

Mudança no DER 1

O governador Belivaldo Chagas (PSD) iniciou a reforma do segundo escalão do governo com a nomeação do engenheiro civil Ancelmo Luiz de Souza para assumir a presidência do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) no lugar de Antônio Vasconcelos, que está há anos no cargo. Como vem fazendo, Belivaldo anunciou a mudança pelo twitter. 

Mudança no DER 2

A coluna já vinha anunciando, com exclusividade, que haveria mudanças no DER e que a indicação do diretor presidente seria do deputado federal reeleito Fábio Mitidieri (PSD). O que ocorreu.

Deso

Nos próximos dias o governador deverá anunciar a volta de Carlos Melo para a presidência da Deso. Melo, que é servidor de carreira da Deso, responde hoje pela Companhia de Desenvolvimento e Irrigação em Sergipe (Cohidro). 

Compromissos

Belivaldo se reúne na próxima terça-feira (05,) com os membros do primeiro escalão para discutir a crise financeira do estado e na quarta-feira viaja para Brasília, visando participar de mais uma reunião de governadores do Nordeste. Do DF, o governador irá a Barretos conhecer o Hospital do Câncer, que é referência nacional.  

Hospital do câncer

Ontem, durante entrega de dez leitos no Huse, o governador declarou que não vai construir o polêmico Hospital do Câncer em Sergipe e nem abandonar o que está sendo feito na área de oncologia pelo Hospital de Cirurgia e Huse. "Seria irresponsabilidade fazer PPP para construir Hospital do Câncer. Isso não existe, não farei. Farei sim a parceria que for possível para melhorar os serviços prestados pelos hospitais no estado". 

Veja essa ...

Do governador Belivaldo Chagas, ontem, em tom de brincadeira, durante solenidade de entrega de dez novos leitos no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse): "Há um certo trauma. Fake de novo? Não! Deus nos livre!". Fez referência ao centro de nefrologia entregue pelo então secretário de Saúde, Almeida Lima, em 2018.

Curtas

O ex-deputado federal Heleno Silva (PRB) continua se articulando politicamente com os ex-companheiros da base aliada de Belivaldo Chagas. Já conversou com o deputado federal reeleito Fábio Mitidieri, com o senador eleito Rogério Carvalho e ontem teve uma conversa com o deputado federal reeleito Laércio Oliveira.  

Do vice-presidente nacional do PT, Márcio Macedo, sobre o impedimento para que o ex-presidente Lula pudesse participar do velório do seu irmão: "A ação da PF/Mouro proibindo Lula de ir ao velório do seu irmão mais velho Vavá, tem requintes de crueldade. Lula tem uma relação paterna com o Vavá, ele tem o direito legal de ir ao enterro. Nem a ditadura militar fez isso: autorizou Lula ir ao enterro da sua mãe D. Lindú".

Dados mostram que no país 175.325 detentos deixaram suas celas  para sepultar os seus detentos. Isso demonstra, mais uma vez, que Lula é preso político.

Estreia hoje um novo Programa Jornalístico em Sergipe, das 17 às 19h. É o Inove Notícias, na 930 Liberdade AM,  com apresentação do jornalista Nivaldo Cândido e de Kleber Alves. Na reportagem Barroso Guimarães e na produção Elder Santos.