Equipe quase fechada

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Agrese) recebeu ontem equipamentos oriundos do \'Águas de Sergipe\', que é um programa firmado entre o governo do Estado e o Banco Mundial, desenvolvido através da Secretaria de Estad
A Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe (Agrese) recebeu ontem equipamentos oriundos do \'Águas de Sergipe\', que é um programa firmado entre o governo do Estado e o Banco Mundial, desenvolvido através da Secretaria de Estad

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 28/12/2018 às 05:55:00

 

O governador reeleito Belivaldo Cha-
gas (PSD) deve encerrar o ano com 
toda a equipe do primeiro escalão já montada para que possa iniciar o novo mandato, que começa dia 1º de janeiro, com todo o time escalado e pronto para entrar em campo. Até porque todos os cargos comissionados serão exonerados em 31 de dezembro, havendo a necessidade de publicação no Diário Oficial do Estado de 2019 a nomeação dos novos gestores do primeiro e segundo escalão com seus principais auxiliares.
Belivaldo já iniciou esta semana as conversas com as lideranças políticas aliadas e deve bater o martelo até a próxima segunda-feira. Ele já tem definido da sua cota pessoal os gestores de seis das 14 Secretarias de Estado e a Procuradoria Geral do Estado.
Estão confirmados pelo próprio governador José Carlos Felizola na super Secretaria Geral de Governo (SEGG), que é uma fusão das Secretarias de Governo e Casa Civil, incorporando ainda o planejamento; a permanência de Josué Passos Subrinho na Secretaria da Educação, que incorporou as Secretarias de Esporte e Cultura, passando a se chamar SEDUC;  a permanência de Valberto Lima na Secretaria da Saúde.
Confirmado ainda a permanência de Ademário Alves na Secretaria da Fazenda (SEFAZ), de Sales Neto na Secretaria de Comunicação Social (Secom) e João Eloy no comando da Secretaria de Segurança Pública (SSP). 
Também confirmado o procurador Vinícius Oliveira como o novo procurador-geral do Estado, em substituição a Aparecida Gama.
Já estão definidos também os nomes para a Secretaria de Justiça e Defesa do Consumidor e a nova Secretaria de Administração, que foi criada com a extinção da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) 
Assim, na mesma de negociação com os aliados apenas seis das 14 secretarias que passam a fazer parte da nova estrutura de governo após aprovação da reforma administrativa do Estado pela Assembleia Legislativa, na semana passada. 
As secretarias que faltam ser negociadas com os aliados: Secretaria de Transparência e Controle (SETC), Secretaria da Inclusão Social e do Trabalho (SEIT), Secretaria do Turismo (SETUR), Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (SEDETEC), Secretaria da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (SEADAP) e a Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS).
Belivaldo já teve as primeiras conversas com os aliados: os deputados federais reeleitos Fábio Mitidieri (PSD), Fábio Reis (MDB) e Laércio Oliveira (PR), e com o senador eleito Rogério Carvalho (PT).
Hoje a Secretaria de Justiça tem a indicação de Fábio Mitidieri, a de Administração dos Reis, a de Desenvolvimento Econômico de Laércio Oliveira, a de Turismo do ex-prefeito José Franco (PSDB-Nossa Senhora do Socorro) e a da Agricultura do PT do deputado federal reeleito João Daniel. Já a da Inclusão Social, comandada por Mitzy Matos, é, no momento, uma indicação técnica do governador.
A nova secretaria do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, que é uma fusão da Infraestrutura com Meio Ambiente, deve ser um problema. É que a Secretaria do Meio Ambiente estava com o PT e a Infraestrutura com Valmor Barbosa, que está no comando da pasta desde o início do governo Marcelo Déda, em 2006. Ela deve ser bem cobiçada. Já a Secretaria de Transparência e Controle foi criada c om a reforma administrativa.
Tem ainda para definir o novo coordenador do Escritório de Representação do Governo de Sergipe em Brasília, que tem staf de secretário.
Agora é aguardar a decisão de Belivaldo Chagas sobre a definição final dos nomes que vão compor a sua equipe de governo...

O governador reeleito Belivaldo Cha- gas (PSD) deve encerrar o ano com  toda a equipe do primeiro escalão já montada para que possa iniciar o novo mandato, que começa dia 1º de janeiro, com todo o time escalado e pronto para entrar em campo. Até porque todos os cargos comissionados serão exonerados em 31 de dezembro, havendo a necessidade de publicação no Diário Oficial do Estado de 2019 a nomeação dos novos gestores do primeiro e segundo escalão com seus principais auxiliares.
Belivaldo já iniciou esta semana as conversas com as lideranças políticas aliadas e deve bater o martelo até a próxima segunda-feira. Ele já tem definido da sua cota pessoal os gestores de seis das 14 Secretarias de Estado e a Procuradoria Geral do Estado.
Estão confirmados pelo próprio governador José Carlos Felizola na super Secretaria Geral de Governo (SEGG), que é uma fusão das Secretarias de Governo e Casa Civil, incorporando ainda o planejamento; a permanência de Josué Passos Subrinho na Secretaria da Educação, que incorporou as Secretarias de Esporte e Cultura, passando a se chamar SEDUC;  a permanência de Valberto Lima na Secretaria da Saúde.
Confirmado ainda a permanência de Ademário Alves na Secretaria da Fazenda (SEFAZ), de Sales Neto na Secretaria de Comunicação Social (Secom) e João Eloy no comando da Secretaria de Segurança Pública (SSP). 
Também confirmado o procurador Vinícius Oliveira como o novo procurador-geral do Estado, em substituição a Aparecida Gama.
Já estão definidos também os nomes para a Secretaria de Justiça e Defesa do Consumidor e a nova Secretaria de Administração, que foi criada com a extinção da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) 
Assim, na mesma de negociação com os aliados apenas seis das 14 secretarias que passam a fazer parte da nova estrutura de governo após aprovação da reforma administrativa do Estado pela Assembleia Legislativa, na semana passada. 
As secretarias que faltam ser negociadas com os aliados: Secretaria de Transparência e Controle (SETC), Secretaria da Inclusão Social e do Trabalho (SEIT), Secretaria do Turismo (SETUR), Secretaria do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (SEDETEC), Secretaria da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (SEADAP) e a Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS).
Belivaldo já teve as primeiras conversas com os aliados: os deputados federais reeleitos Fábio Mitidieri (PSD), Fábio Reis (MDB) e Laércio Oliveira (PR), e com o senador eleito Rogério Carvalho (PT).
Hoje a Secretaria de Justiça tem a indicação de Fábio Mitidieri, a de Administração dos Reis, a de Desenvolvimento Econômico de Laércio Oliveira, a de Turismo do ex-prefeito José Franco (PSDB-Nossa Senhora do Socorro) e a da Agricultura do PT do deputado federal reeleito João Daniel. Já a da Inclusão Social, comandada por Mitzy Matos, é, no momento, uma indicação técnica do governador.
A nova secretaria do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, que é uma fusão da Infraestrutura com Meio Ambiente, deve ser um problema. É que a Secretaria do Meio Ambiente estava com o PT e a Infraestrutura com Valmor Barbosa, que está no comando da pasta desde o início do governo Marcelo Déda, em 2006. Ela deve ser bem cobiçada. Já a Secretaria de Transparência e Controle foi criada c om a reforma administrativa.
Tem ainda para definir o novo coordenador do Escritório de Representação do Governo de Sergipe em Brasília, que tem staf de secretário.
Agora é aguardar a decisão de Belivaldo Chagas sobre a definição final dos nomes que vão compor a sua equipe de governo...

SEAD

Ontem, após conversa do deputado federal Fábio Reis (MDB) com o governador reeleito Belivaldo Chagas (PSD), foi fechado o entendimento para que a nova Secretaria de Administração (antiga Seplag) fique com o grupo. Só que o secretário não será mais Rosman Pereira, mas o diretor presidente da Jucese, George Trindade, que é do agrupamento político dos Reis.  Haverá uma nova conversa sobre novo espaço no governo, que deve ser comandado por Rosman por opção do agrupamento.  

SEJUC

Ontem, em conversa com a coluna, o deputado federal reeleito Fábio Mitidieri (PSD) disse que Belivaldo confirmou a permanência de Cristiano Barreto no comando da Secretaria de Justiça. "O governador reconhece que Cristiano faz um grande trabalho na secretaria, que não registra uma fuga de presos há mais de um ano. Ele se garantiu com o autotrabalho", afirma.

SEIT

Ao ser questionado se o PSD reivindica outro espaço no governo, já que perdeu a Secretaria de Esporte com a fusão com a Secretaria de Educação, Fábio Mitidieri disse que o partido pleiteia a Secretaria de Inclusão Social. "Há uma conversa adiantada sobre isso, mas que não foi concluída. Não estamos fazendo pressão, estamos defendendo nosso espaço, mas sem pressa. O governo é de transição para o próprio Belivaldo", declara.

Sem pressão

Ressalta que o PSD está deixando Belivaldo bem à vontade. "O momento é de deixar ele à vontade, de prestigiar e de torcer para que faça um bom governo. Não é de colocar a faca no pesco, mas de ajudar. Tenho certeza que vai reservar um bom espaço para o partido", defende.  

Agricultura

O deputado federal reeleito João Daniel (PT) quer manter Rosilene Rodrigues no comando da Secretaria de Agricultura. A coluna tem informações que o governador tem preferência pelo ex-secretário Esmeraldo Leal, que deixou a pasta para disputar mandato de deputado estadual, não tendo sido eleito. João Daniel prefere Rosilene por rezar 100% na sua cartilha.

Cota petista

Segundo uma liderança petista, como a coluna já divulgou, a prioridade do PT é conseguir mandato de deputado federal para Márcio Macedo, vice-presidente nacional do partido, que ficou com a primeira suplência da coligação de Belivaldo Chagas. Como João Daniel está de arestas com Márcio desde a campanha eleitoral e Fábio Mitidieri e Laércio Oliveira não aceitam ser secretário para Márcio assumir, as negociações estão mesmo ocorrendo com o deputado federal reeleito Fábio Reis (MDB). Assim, o deputado emedebista seria secre tário na cota do PT e não dos Reis. 

Sedetec

O deputado Laércio Oliveira também deseja permanecer com o comando da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e as agregadas. 

Durante o recesso

Em pleno recesso de final de ano os deputados estaduais vão se reunir em sessão extraordinária na próxima quinta-feira, visando analisar e votar projeto de lei do Poder Executivo propondo remanejamento de recursos do fundo previdenciário para pagamento dos salários dos aposentados e pensionistas. Segundo o presidente da Assembleia, Luciano Bispo (MDB), não haverá pagamento extra aos parlamentares.

Nova pesquisa

Presidente mais impopular desde o fim da ditadura, Michel Temer encerrará seu mandato com a reprovação em baixa, aponta o Datafolha. O governo Temer é considerado ruim ou péssimo por 62% dos entrevistados, regular para 29% e bom ou ótimo para apenas 7%.

Revisão

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) determinou como uma das prioridades do início de seu governo uma revisão das medidas tomadas nos últimos 60 dias por Michel Temer. Segundo o documento distribuído pela equipe de Bolsonaro na tarde de ontem, os ministros deverão, nos primeiros 10 dias do governo, revisar atos de Temer nos últimos dois meses.

Veja essa ...

Do jornalista Ricardo Kotscho sobre a justificativa do motorista do filho de Jair Bolsonaro, o Fabrício Queiroz, sobre levantamento do Coaf com relação a movimentação financeira de R$ 1,2 milhão em que disse que o dinheiro foi da venda de carros e não de assessores do deputado Bolsonaro:  "A chave de ouro do ano em que o Brasil virou um país fake, onde tudo é falso como uma nota de 3 reais, foi a "entrevista" do motori sta Queiroz ao SBT, o último ato de um teatro de circo mambembe. O que foi aquilo? O cara ria sozinho na cara da repórter, nem ele acreditando no que falava".

...e essa...

Prossegue o jornalista: "Debocharam da nossa cara em horário nobre e tenho certeza que muitos seguidores fanáticos do homem que veio combater a corrupção vão achar que foi isso mesmo, compra e venda de carros usados, qual é o problema?".

Curtas

Ontem, durante entrevista coletiva a imprensa, o prefeito Edvaldo Nogueira declarou que já tem ações prontas para mover contra a Deso pelos buracos que deixar nas ruas de Aracaju. Disse ser inadmissível a prefeitura fazer recapeamento asf& aacute;ltico e a Deso abrir buracos depois.

Edvaldo avaliou como positivo os dois anos de gestão pelo pagamento dos salários em dia dos servidores, recuperação do asfalto, regularização da coleta do lixo, licitação da limpeza pública, arborização da cidade, funcionamento regular das escolas e das obras que estão sendo realizadas em vários bairros.

Esteve ontem em Sergipe, a convite do deputado federal André Moura 9pSC), o ministro Rossieli Soares da Silva (Educação). Na agenda inauguração de uma creche em Nossa Senhora do Socorro, visita ao Hospital Materno Infantil da UFS, anuncio do curso de Medicina em Estância e assinatura de convênios, inclusive com o prefeito Edvaldo Nogue ira. 

Os convênios, na ordem de R$ 6,3 milhões, são destinados a 19 municípios para aquisição de ônibus escolares, construção de creches, reformas e compra de carteiras escolares.