Democracia ameaçada

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Com as eleições deste ano já se desenha em São Cristovão uma chapa para as eleições municipais em 2020 com o prefeito Marcos Santana (MDB) disputando a reeleição tendo como vice Betão do Povo. No primeiro turno ficou claro o rompimento do prefeito com o v
Com as eleições deste ano já se desenha em São Cristovão uma chapa para as eleições municipais em 2020 com o prefeito Marcos Santana (MDB) disputando a reeleição tendo como vice Betão do Povo. No primeiro turno ficou claro o rompimento do prefeito com o v

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/10/2018 às 05:59:00

 

Depois das declarações do filho do 
presidenciável Jair Bolsonaro 
(PSL), o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), de que para fechar o STF era preciso apenas um soldado e um cabo, está no Youtube um vídeo com o coronel Carlos Alves, militar da reserva, dizendo palavras ofensivas a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, e advertindo sobre o que pode acontecer caso o Tribunal acate a denúncia de que a campanha de Bolsonaro tenha patrocinado de forma ilegal o impulsionamento de mensagens falsas pelo whatsapp.
No vídeo, o coronel critica Rosa Weber por ela ter recebido integrantes do PT e do PDT que ingressaram com uma ação na instituição para que sejam investigadas as denúncias de fraude na campanha. O militar chega a proferir palavras ofensivas contra a magistrada.
Chegou a dizer o militar: "Como eu, outros coronéis, generais, comandantes da Marinha, brigadeiros, almirantes, nós não aceitaremos fraudes, Rosa Weber. Primeiro, se você aceitar essa denúncia ridícula e tentar tirar Bolsonaro por crime eleitoral, nós vamos derrubar vocês aí sim, porque aí, acabou", afirmou.
Chegou a declarar: "O PT por um lado acusando e a Rosa Weber aceitando essa denúncia absurda de que o Bolsonaro está patrocinando ou promovendo fraudes bilionárias com o pessoal do Whatsapp para plantar fake news. E esta salafrária, corrupta, essa ministra incompetente. Se ela fosse séria, patriótica, se não devesse nada pra ninguém, ela nem receberia essa cambada no TSE, ela nem ouviria esse absurdo".
Também em tom de ameaça ao TSE e ao Judiciário, Alves insinua que o sistema de votação eletrônico não é seguro e afirma que integrantes da alta cúpula das Forças Armadas estão exigindo que a ministra "se vire" para garantir "eleições dignas e limpas para que não paire nenhuma dúvida" sobre o resultado das eleições.
O Exército confirmou que o homem que divulgou o vídeo na internet insultando e ameaçando a presidente do TSE é mesmo o coronel Carlos Alves. Em nota, a instituição diz que as declarações do coronel não representam o pensamento do Exército Brasileiro e que o Comandante do Exército encaminhou uma representação ao Ministério Público Militar solicitando que fosse investigado o cometimento de possível ilegalidade.  
"O referido militar afronta diversas autoridades e deve assumir as responsabilidades por suas declarações, as quais não representam o pensamento do Exército Brasileiro", ressalta a nota.
As declarações do coronel Carlos Alves são mais um indício que a democracia no país está ameaçada...
Sergipanos e brasileiros ainda têm tempo de refletir sobre a disposição de voto a um candidato facista, que não respeita as instituições e as minorias.
Não podem esquecer, a três dias das eleições, que não podemos abrir mão de um regime democrático de direito, e que voto não tem preço, tem consequências...

Depois das declarações do filho do  presidenciável Jair Bolsonaro  (PSL), o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), de que para fechar o STF era preciso apenas um soldado e um cabo, está no Youtube um vídeo com o coronel Carlos Alves, militar da reserva, dizendo palavras ofensivas a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, e advertindo sobre o que pode acontecer caso o Tribunal acate a denúncia de que a campanha de Bolsonaro tenha patrocinado de forma ilegal o impulsionamento de mensagens falsas pelo whatsapp.
No vídeo, o coronel critica Rosa Weber por ela ter recebido integrantes do PT e do PDT que ingressaram com uma ação na instituição para que sejam investigadas as denúncias de fraude na campanha. O militar chega a proferir palavras ofensivas contra a magistrada.Chegou a dizer o militar: "Como eu, outros coronéis, generais, comandantes da Marinha, brigadeiros, almirantes, nós não aceitaremos fraudes, Rosa Weber. Primeiro, se você aceitar essa denúncia ridícula e tentar tirar Bolsonaro por crime eleitoral, nós vamos derrubar vocês aí sim, porque aí, acabou", afirmou.
Chegou a declarar: "O PT por um lado acusando e a Rosa Weber aceitando essa denúncia absurda de que o Bolsonaro está patrocinando ou promovendo fraudes bilionárias com o pessoal do Whatsapp para plantar fake news. E esta salafrária, corrupta, essa ministra incompetente. Se ela fosse séria, patriótica, se não devesse nada pra ninguém, ela nem receberia essa cambada no TSE, ela nem ouviria esse absurdo".
Também em tom de ameaça ao TSE e ao Judiciário, Alves insinua que o sistema de votação eletrônico não é seguro e afirma que integrantes da alta cúpula das Forças Armadas estão exigindo que a ministra "se vire" para garantir "eleições dignas e limpas para que não paire nenhuma dúvida" sobre o resultado das eleições.
O Exército confirmou que o homem que divulgou o vídeo na internet insultando e ameaçando a presidente do TSE é mesmo o coronel Carlos Alves. Em nota, a instituição diz que as declarações do coronel não representam o pensamento do Exército Brasileiro e que o Comandante do Exército encaminhou uma representação ao Ministério Público Militar solicitando que fosse investigado o cometimento de possível ilegalidade.  
"O referido militar afronta diversas autoridades e deve assumir as responsabilidades por suas declarações, as quais não representam o pensamento do Exército Brasileiro", ressalta a nota.
As declarações do coronel Carlos Alves são mais um indício que a democracia no país está ameaçada...Sergipanos e brasileiros ainda têm tempo de refletir sobre a disposição de voto a um candidato facista, que não respeita as instituições e as minorias.
Não podem esquecer, a três dias das eleições, que não podemos abrir mão de um regime democrático de direito, e que voto não tem preço, tem consequências...

Debate na TV Sergipe 

Acontece hoje o segundo debate entre os candidatos a governador Belivaldo Chagas (PSD) e Valadares Filho (PSB) neste segundo turno das eleições. Será a partir das 22h, na TV Sergipe, tendo como mediadora a jornalista Suzane Vidal. O debate, dividido em quatro blocos, terá duração de 1h10.  

Fake News

Estamos a três dias das eleições e o que estamos vendo é uma guerra judicial entre os candidatos pela proibição de circulação de vídeos, nas televisões e redes sociais, com acusações contra os dois. Só Belivaldo ganhou 12 ações contra Valadares Filho neste segundo turno por calúnia e difamação, o que o levou a ser punido com suspensão dos vídeos e direito de resposta no programa eleitoral gratuito no rádio e na TV. Sem falar na troca de farpas.

Reforma administrativa

Belivaldo e Valadares Filho estão prometendo fazer uma reforma administrativa no Estado. VF declara que tão logo assuma o governo a fará. Já Belivaldo, por ser o governador, promete que em novembro formará uma comissão técnica, formada inclusive por professores da UFS, para elaborar o projeto de reforma administrativa. Já quer enviar para a Assembleia Legislativa em dezembro, antes do recesso parlamentar, para que possa ser implantada em janeiro de 2019.

No TRE

Está na pauta de julgamento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) desta quinta-feira julgamento de dois recursos de representação contra o deputado estadual eleito Talysson Costa (PR), filho o prefeito Valmir de Francisquinho (PR-Itabaiana), por propaganda eleitoral (banner, cartaz e faixa) e propaganda eleitoral (adesivo) nas eleições deste ano. Entrou com as representações a deputada estadual reeleita Maria Mendonça (PSDB), hoje adversária do prefeito em Itabaiana.

Registro

Uma outra representação de Maria Mendonça no TRE por abuso de poder econômico na campanha eleitoral deste ano resultou na cassação do mandato de Talysson, deputado estado eleito mais votado com 42.046 votos.  Sua assessoria jurídica já recorreu.

Recurso admitido 1

Recurso Especial Eleitoral do candidato a deputado federal Márcio Macedo (PT), que obteve 49.055 votos nas eleições deste ano, é conhecido e admitido pelo TRE-SE. Conforme destacado pelo desembargador presidente Ricardo Múcio, "o insurgente indicou ofensa a dispositivos constitucionais específicos, devidamente prequestionados perante este Regional, e expôs a razão jurídica que serviu de baliza à sua insurgência, tornando evidente, dessa maneira, o preenchimento do requisito específico de admissibilidade do Recurso Especial".

Recurso admitido 2

Com isso, o candidato a deputado federal eleito Fábio Henrique (PDT) foi intimado para, na condição de terceiro interessado, apresentar contrarrazões no prazo legal. O processo será encaminhado para julgamento pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Fábio obteve 35.226 votos, tendo sido eleito por média de votos.

Ato pró-Haddad

De Márcio Macedo, que é vice-presidente nacional do PT, sobre grande ato do presidenciável Fernando Haddad anteontem à noite, no Rio de Janeiro: "Ontem [terça-feira], no ato dos artistas e intelectuais na Lapa no Rio de Janeiro, foi um dia histórico da virada da democracia contra o fascismo, da civilização contra a barbárie, da vida contra a tortura. Fiquei muito feliz de testemunhar Chico Buarque, um símbolo da música brasileira, um dos artistas mais completos do mundo, se posicionar contra o fascismo e declarar voto a Haddad presidente 13. A virada já começou!".

Emendasdo Orçamento 1

Na manhã de ontem o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) recebeu, em seu gabinete, o coordenador da bancada federal de Sergipe, deputado Jony Marcos (PRB). No encontro, eles falaram sobre a apresentação de emendas parlamentares à proposta orçamentária de 2019, que serão destinadas para Aracaju. "Vamos trabalhar para defender os interesses dos aracajuanos no Congresso Nacional e para incluir Aracaju na lista de emendas prioritárias", afirmou. 

Emendas do Orçamento 2

A bancada federal de Sergipe se reúne na próxima terça-feira, em Brasília, para discutir as emendas de bancada do interesse de Sergipe no Orçamento Geral da União 2019. Será às 19h, no gabinete da senadora Maria do Carmo Alves (DEM) e sob a coordenação de Jony Marcos.

Veja essa ...

Do ex-deputado estadual e ex-conselheiro do TCE Reinaldo Moura, pai do deputado federal André Moura, nas redes sociais, em recado indireto a Valadares Filho, intitulado "De Reinaldo para o mimado":

'Amigo, você parece que tá mais doente que seu pai  Você dorme e acorda pensando em André Vá dar seus "pulinhos" por aí atrás de voto Paixão da "GOTA" é essa. Toda hora a mesma história que André é golpista.

GOLPISTA É VOCÊ E SEU PAI.

André como líder do Presidente foi coerente, ficou ao lado dele, ajudou muito a Sergipe e, se pagou um preço por isso, é outro caso.

Já você e seu pai "secaram" o peito do presidente, mamaram nos cargos federais e depois (como fazem a vida toda) deram um chute no cara.

Agora, por puro oportunismo, que é o que mais você e seu pai sabem fazer, estão apoiando o CAPITÃO, já pensando na sua galinha de ovos de ouro, A CODEVASF.

Vá cuidar de sua vida e deixe André trabalhar. Viu quanto ele arranjou essa semana para escolas de 11 municípios? Já você o que fez de melhor nos seus mandatos foram as festas de Capela, lembra? Em tempo: qualquer hora vou comentar o tal do "entorno" do delegado.

Prestou atenção MIMADO que nem falei seu nome.'

curtas

Na agenda dos candidatos a governador Belivaldo Chagas e Valadares Filho desta quinta-feira consta debate na TV Sergipe, às 22h. BC tem agenda administrativa pela manhã e VF colocação de adesivos.

Depois do senador eleito Alessandro Vieira e do deputado estadual reeleito Georgeo Passos, da Rede, a vereadora e deputada estadual eleita pelo partido, Kitty Lima, anunciou apoio a Valadares Filho neste segundo turno das eleições. Fez o comunicado no plenário da Câmara Municipal,

A Polícia Federal instaurou inquérito para investigar o vídeo no YouTube no qual o coronel da reserva do Exército Carlos Alves refere-se à presidente do TSE, Rosa Weber, como "salafrária e corrupta", além de criticar e fazer ameaças a outros ministros do STF.

A abertura do inquérito foi confirmada ontem pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann. Além da investigação sobre o coronel, foram abertos mais três inquéritos para apurar ameaças a Rosa Weber.