Ameaça a democracia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O prefeito Edvaldo Nogueira recebeu ontem, em seu gabinete, o suplente de vereador Cabo Didi (Rede), que assumirá o mandato na Câmara Municipal de Aracaju, a partir do próximo ano no lugar da vereadora Kitty Lima (Rede), eleita deputada estadual. No encon
O prefeito Edvaldo Nogueira recebeu ontem, em seu gabinete, o suplente de vereador Cabo Didi (Rede), que assumirá o mandato na Câmara Municipal de Aracaju, a partir do próximo ano no lugar da vereadora Kitty Lima (Rede), eleita deputada estadual. No encon

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/10/2018 às 07:13:00

 

O anti-petismo está levando a grande mai-
oria do eleitor brasileiro a votar em Jair 
Bolsonaro (PSL) para a presidência da República acreditando ser ele o salvador da pátria. Como se fosse a pessoa, por ser capitão da reserva e dizer que bandido tem de morrer, que vai acabar com a violência no país.
A grande maioria dos brasileiros também está acreditando que Bolsonaro vai acabar com a corrupção no país, como se ela só passou a existir no governo do PT. A roubalheira no país existe desde que o Brasil foi descoberto há mais de 1.500 anos por Pedro Alvares Cabral, quando levaram para a Europa o nosso ouro e pau Brasil.
Para votar contra o PT o povo escolheu Bolsonaro e não está levando em consideração que ele é uma pessoa despreparada, quando abre a boca só fala besteira. Tanto é que não foi e não vai para debate de candidatos a presidente.
O povo está tão cego de ódio pelo PT, que não está conseguindo enxergar não somente o despreparo de Bolsonaro, mas as suas atrocidades e aberrações. Não está vendo o seu preconceito contra as minorias, contra os homossexuais, os gordos, negros, quilombolas, os movimentos sociais e, inclusive, contra as mulheres, que são maioria no país.
As pessoas não estão enxergando ainda que ele é simpático a ditadura militar, a tortura. Mesmo estando nas redes sociais vídeos com ele fazendo essas declarações, o brasileiro não está percebendo que o país corre risco de perder a democracia e voltar a viver na ditadura em um governo facista, que quer ganhar as eleições se utilizando de das fake news, quando ele é um verdadeiro fake news.
O filho de Bolsonaro, o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL/SP), já deixou bem claro o que pode acontecer com o país. Em vídeo divulgado no domingo ele aparece dizendo que bastaria apenas "um soldado e um cabo" para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF).
Falou isso durante um evento com policiais federais.  Foi em resposta a pergunta sobre uma hipotética ação do Exército no caso de o STF tentar impedir seu pai de assumir a Presidência.  Afirmou Bolsonarinho: "Será que eles vão ter essa força mesmo (de impugnar)? O pessoal até brinca lá: se quiser fechar o STF sabe o que você faz? Você não manda nem um Jipe, manda um soldado e um cabo. Não é querendo desmerecer o soldado e o cabo. O que é o STF, cara? Tira o poder da caneta de um ministro do STF, o que ele é na rua?", questiona, fazendo jus ao velho ditado popular "filho de peixe, pexinho é".
No primeiro turno Bolsonaro ganhou as eleições no país com 46.03% (49.276.990) dos votos válidos. Em Sergipe, com 27,21% dos votos válidos (310.310 votos) ele perdeu para Fernando Haddad (PT), que conquistou 50,09% (571.234 votos), mas ganhou na capital que sempre teve um eleitorado com perfil de voto na esquerda. O eleitorado de Aracaju nas eleições de 7 de outubro votou com a extrema direita, ao conceder 119.781 votos (39,90%) a Bolsonaro e um total de 85.326 votos (28,42%) a Haddad.
Trocando em miúdos, nesta reta final da campanha do segundo turno, quando já estamos a cinco dias das eleições, não podemos esquecer que voto não tem preço, tem consequências...

O anti-petismo está levando a grande mai- oria do eleitor brasileiro a votar em Jair  Bolsonaro (PSL) para a presidência da República acreditando ser ele o salvador da pátria. Como se fosse a pessoa, por ser capitão da reserva e dizer que bandido tem de morrer, que vai acabar com a violência no país.
A grande maioria dos brasileiros também está acreditando que Bolsonaro vai acabar com a corrupção no país, como se ela só passou a existir no governo do PT. A roubalheira no país existe desde que o Brasil foi descoberto há mais de 1.500 anos por Pedro Alvares Cabral, quando levaram para a Europa o nosso ouro e pau Brasil.
Para votar contra o PT o povo escolheu Bolsonaro e não está levando em consideração que ele é uma pessoa despreparada, quando abre a boca só fala besteira. Tanto é que não foi e não vai para debate de candidatos a presidente.
O povo está tão cego de ódio pelo PT, que não está conseguindo enxergar não somente o despreparo de Bolsonaro, mas as suas atrocidades e aberrações. Não está vendo o seu preconceito contra as minorias, contra os homossexuais, os gordos, negros, quilombolas, os movimentos sociais e, inclusive, contra as mulheres, que são maioria no país.
As pessoas não estão enxergando ainda que ele é simpático a ditadura militar, a tortura. Mesmo estando nas redes sociais vídeos com ele fazendo essas declarações, o brasileiro não está percebendo que o país corre risco de perder a democracia e voltar a viver na ditadura em um governo facista, que quer ganhar as eleições se utilizando de das fake news, quando ele é um verdadeiro fake news.
O filho de Bolsonaro, o deputado federal reeleito Eduardo Bolsonaro (PSL/SP), já deixou bem claro o que pode acontecer com o país. Em vídeo divulgado no domingo ele aparece dizendo que bastaria apenas "um soldado e um cabo" para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF).
Falou isso durante um evento com policiais federais.  Foi em resposta a pergunta sobre uma hipotética ação do Exército no caso de o STF tentar impedir seu pai de assumir a Presidência.  Afirmou Bolsonarinho: "Será que eles vão ter essa força mesmo (de impugnar)? O pessoal até brinca lá: se quiser fechar o STF sabe o que você faz? Você não manda nem um Jipe, manda um soldado e um cabo. Não é querendo desmerecer o soldado e o cabo. O que é o STF, cara? Tira o poder da caneta de um ministro do STF, o que ele é na rua?", questiona, fazendo jus ao velho ditado popular "filho de peixe, pexinho é".
No primeiro turno Bolsonaro ganhou as eleições no país com 46.03% (49.276.990) dos votos válidos. Em Sergipe, com 27,21% dos votos válidos (310.310 votos) ele perdeu para Fernando Haddad (PT), que conquistou 50,09% (571.234 votos), mas ganhou na capital que sempre teve um eleitorado com perfil de voto na esquerda. O eleitorado de Aracaju nas eleições de 7 de outubro votou com a extrema direita, ao conceder 119.781 votos (39,90%) a Bolsonaro e um total de 85.326 votos (28,42%) a Haddad.
Trocando em miúdos, nesta reta final da campanha do segundo turno, quando já estamos a cinco dias das eleições, não podemos esquecer que voto não tem preço, tem consequências...

Reação do STF

Mediante repercussão pública do vídeo de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) falando em fechar o STF, o ministro presidente Dias Toffoli afirmou ontem em nota pública que "atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia". Frisou "O Supremo Tribunal Federal é uma instituição centenária e essencial ao Estado Democrático de Direito. Não há democracia sem um Poder Judiciário independente e autônomo. O país conta com instituições sólidas e todas as autoridades devem respeitar a Constituição. Atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia".

Reação de ministros 1

O ministro do STF, Alexandre de Moraes, também se pronunciou. Disse ontem que as declarações do filho de Jair Bolsonaro são "absolutamente irresponsáveis" e defendeu que a Procuradoria-Geral da República (PGR) abra uma investigação contra o parlamentar por crime tipificado na lei de segurança nacional e por incitar animosidade entre forças armadas e instituições civis. "Não é possível dizer que estava brincando, não se brinca com a democracia", disse.

Reação de ministros 2

"A sociedade brasileira hoje vive um paradoxo. Porque mesmo com 30 anos de Constituição, temos que conviver com declarações dúbias, feitas de maneira absolutamente irresponsável, por um membro do parlamento brasileiro. É algo inacreditável que tenhamos que ouvir tanta asneira da boca de quem representa o povo. Nada justifica a defesa do fechamento das instituições republicanas", enfatizou Alexandre de Moraes.

Reação de ministros 3

Já o ministro do STF, Celso de Mello, do STF, disse que o fato de Eduardo Bolsonaro ter tido uma votação expressiva nas eleições  (quase 2 milhões de votos) não legitima "investidas contra a ordem político-jurídica". Frisou: "Essa declaração, além de inconsequente e golpista, mostra bem o tipo (irrespons&aacut e;vel) de parlamentar cuja atuação no Congresso Nacional, mantida essa inaceitável visão autoritária, só comprometerá a integridade da ordem democrática e o respeito indeclinável que se deve ter pela supremacia da Constituição da República!!!!".

Reação de ministros 4

Declarou ainda Celso de Mello: "Votações expressivas do eleitorado não legitimam investidas contra a ordem político-jurídica fundada no texto da Constituição! Sem que se respeitem a Constituição e as leis da República, a liberdade e os direitos básicos do cidadão restarão atingidos em sua essência pela opressão do arbítrio daqueles que insistem em transgredir os signos que consagram, em nosso sistema político, os princípios inerentes ao Estado democrático do Direito".

Reação de associação de magistrados

O presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Fernando Mendes, também se manifestou ontem contra as declarações do filho do presidenciável Bolsonaro. "Os magistrados vão cobrar, de forma intransigente, o respeito às leis e ao Poder Judiciário".

Na TV Atalaia 1

A TV Atalaia realiza hoje o primeiro debate deste segundo turno entre os candidatos a governador Belivaldo Chagas (PSD) e Valadares Filho (PSB), que iniciará às 18h30 e terá duração de 1h15min, oportunidade em que os dois candidatos vão fazer perguntas entre si com temas livres e também vão responder perguntas sorteadas pelos mediadores sobre  dez temas.  

Na TV Atalaia 2

O debate da TV Atalaia  será mediado pelo jornalista Diego Barros e pela jornalista convidada Amália Roeder, da CBN-Aracaju. Também terá a participação especial do jornalista Gilvan Fontes.

Na TV Sergipe

A emissora realizará o segundo debate neste segundo turno com Belivaldo e Valadares Filho nessa quinta-feira, às 22h. Ele terá quatro blocos, onde os candidatos falarão de temas livres e responderão a perguntas com temas sorteados na hora. Ele será mediado pela jornalista Suzane Vidal e terá duração de 1h10.

Fora do segundo turno

Candidato a senador pela coligação de Valadares Filho, Henri Clay (PPL), disse ontem no Jornal da Fan que não se envolverá neste segundo turno das eleições. Henri Clay, que já reassumiu a presidência da OAB, saiu decepcionado da eleição com os problemas na coligação.  

Eleição no MP

Na eleição ontem no Ministério Público de Sergipe para escolha do novo procurador geral de Justiça de Sergipe apenas dois nomes concorreram: Machado Neto, que obteve 104 votos, e Eduardo D´Avila, que conquistou 58 votos. Caberá ao governador Belivaldo Chagas escolher o próximo procurador geral em substituição a Rony Almeida, através de lista tríplice, que só tem dois nomes.  A posse será 17 de novembro.

Setor automotivo brasileiro I

Nesta terça-feira o senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) preside comissão que vai discutir a medida provisória que institui uma nova política industrial para o setor automotivo brasileiro (MP 843/2018). Intitulado de Programa Rota 2030 - Mobilidade e Logística, o regime automotivo substitui o Inovar-Auto, que vigorou entre 2013 e 2017. Segundo Eduardo, a MP recebeu 81 emendas.

Setor automotivo brasileiro II

Eduardo explica que o Rota 2030 tem como base incentivos fiscais, que somam em média R$ 1,5 bilhão ao ano durante 5 anos. Segundo o texto da MP, as empresas que aderirem ao programa terão que cumprir requisitos, principalmente com investimentos em pesquisa e desenvolvimento.

Representação na PGR

 O deputado federal Jorge Solla (PT-BA) entrou com uma representação na Procuradoria geral da República (PGR) contra Jair Bolsonaro e requerendo sua prisão imediata por crime contra a Segurança Nacional. Revela que Bolsonaro disse em vídeo, aos manifestantes na Av. Paulista no domingo, que irá perseguir os opositores políticos de esquerda. Ele chegou a declarar: "A faxina agora será muito mais ampla (... ) Ou vão pra fora ou vão pra cadeia. Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria".

Veja essa ...

Do cantor e compositor paraibano Chico César avaliando os riscos de uma eventual eleição do candidato da extrema-direita a presidente, Jair Bolsonaro, em entrevista ao Brasil de Fato: "Acho que, antes da vitória, a gente já vê os frutos dessa árvore envenenada. Eles estão espalhados no Brasil todo. Uma campanha de ódio contra mulheres, negros, trans, índios".

Curtas

Na agenda de hoje do candidato a governador Belivaldo Chagas consta agenda administrativa pela manhã; debate na TV Atalaia, às 18h30; e depois carreata nos bairros Santo Antônio/Industrial e Santos Dumond/Soledade.

Já na agenda do candidato Valadares Filho desta terça-feira só consta a participação no debate da TV Atalaia.  

A partir de hoje, cinco dias antes do segundo turno das eleições 2018, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido. A exceção ocorre apenas em casos de flagrante delito e ainda se houver sentença criminal condenatória por crime inafiançável ou desrespeito a salvo-conduto.

Em representação apresentada, nesta segunda-feira (22), o PSOL provocou a Procuradoria-Geral da República e pediu que abra investigação sobre a declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) a respeito do fechamento do STF.