\'Cores e Letras\' no Corredor Cultural Irmão, da Secult

Cultura

 

A Galeria J. Inácio, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), anuncia que na próxima segunda-feira, 22, a partir das 10h, acontecerá a abertura da exposição 'Cores e Letras', do artista plástico e médico, Kuroiwa. A mostra faz parte dentre as contempladas no edital de ocupação da galeria, e é a penúltima exposição deste ano.
A exposição conta com desenhos e pinturas em diferentes técnicas e suportes associados a textos literários, visando a interação e interdependência das obras de artes plásticas, desenhos, pinturas e textos, ambos do artista, que se utiliza de técnicas de aquarela, bico de pena, pastel, acrílico (sobre tela e papel), e entalhes sobre madeira.
Diretor de uma unidade de saúde em São Bernardo do Campo (SP), Kuroiwa ressalta a importância de trabalhar com ciência e arte. "Na medicina, a ciência e a arte são realizadas ao mesmo tempo, embora sejam um pouco diferentes, cada uma é essencial para desenvolver áreas distintas do cérebro e assim ter mais criatividade no que for fazer", revela.
O tema da exposição foi pensado justamente diante do significado das obras, sendo que 'Cores' remete às artes plásticas, e 'Letras' faz referência à literatura. Segundo o artista, ambas são formas de energia que precisam ser transmitidas. Com isso, Kuroiwa espera que tanto as artes plásticas quanto a literatura satisfaçam os visitantes da exposição, que ficará aberta até o dia 20 de novembro.
Em função da reforma da Galeria J. Inácio, que fica anexa ao prédio da Biblioteca Pública Epifânio Dória, a exposição será realizada no Corredor Cultural Wellington Santos "Irmão", que fica na sede da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), localizada na Rua Vila Cristina, 1051, São José.

A Galeria J. Inácio, através da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), anuncia que na próxima segunda-feira, 22, a partir das 10h, acontecerá a abertura da exposição 'Cores e Letras', do artista plástico e médico, Kuroiwa. A mostra faz parte dentre as contempladas no edital de ocupação da galeria, e é a penúltima exposição deste ano.
A exposição conta com desenhos e pinturas em diferentes técnicas e suportes associados a textos literários, visando a interação e interdependência das obras de artes plásticas, desenhos, pinturas e textos, ambos do artista, que se utiliza de técnicas de aquarela, bico de pena, pastel, acrílico (sobre tela e papel), e entalhes sobre madeira.
Diretor de uma unidade de saúde em São Bernardo do Campo (SP), Kuroiwa ressalta a importância de trabalhar com ciência e arte. "Na medicina, a ciência e a arte são realizadas ao mesmo tempo, embora sejam um pouco diferentes, cada uma é essencial para desenvolver áreas distintas do cérebro e assim ter mais criatividade no que for fazer", revela.
O tema da exposição foi pensado justamente diante do significado das obras, sendo que 'Cores' remete às artes plásticas, e 'Letras' faz referência à literatura. Segundo o artista, ambas são formas de energia que precisam ser transmitidas. Com isso, Kuroiwa espera que tanto as artes plásticas quanto a literatura satisfaçam os visitantes da exposição, que ficará aberta até o dia 20 de novembro.
Em função da reforma da Galeria J. Inácio, que fica anexa ao prédio da Biblioteca Pública Epifânio Dória, a exposição será realizada no Corredor Cultural Wellington Santos "Irmão", que fica na sede da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), localizada na Rua Vila Cristina, 1051, São José.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS