Agência da Caixa pega fogo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Agência da Caixa pega fogo
Agência da Caixa pega fogo

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 09/10/2018 às 06:53:00

 

Peritos da Polícia Federal em parceria com a Secretaria de Estado da Segurança Pública investigam a origem das chamas que destruíram parte de uma agência da Caixa Econômica Federal, situada na esquina da Rua Pernambuco e a avenida Dr. José da Silva, no Siqueira Campos, zona Norte de Aracaju. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe, os primeiros levantamentos investigativos dão a entender que o sinistro foi criminoso, intencional. Ao todo foram utilizados 100 litros de água para eliminar as chamas e fazer o controle da temperatura no ambiente.
Responsável por coordenar a operação, o 2º Tenente do CBM José Luiz dos Santos Filho, informou ao Jornal do Dia que foi preciso isolar a área atingida, minimizar o acesso dos agentes no primeiro momento na área interna até identificar o índice de riscos de choque, já que os cashs foram atingidos e as caixas de distribuição de fios também. O calor, atrelado às chamas, contribuíram ainda para danificar o sistema de iluminação interna da agência bancária. Sem descartar a possibilidade, o oficial informou que moradores de rua foram vistos em atitude suspeita no local antes do incêndio. As informações foram apresentadas por possíveis testemunhas.
 "Fomos acionados para atender a esta ocorrência e a primeira atitude foi interditar o espaço, inviabilizar a passagem de populares, estudar o local a fim de evitar acidentes, controlar e depois apagar o incêndio. Realizamos nosso serviço com êxito, enquanto o processo de investigação a respeito do que teria levado a agência a pegar fogo era instaurado por agentes da Polícia Federal", declarou o tenente José Luiz que concluiu dizendo:  "realizamos ainda um monitoramento mais específico em todo o local na perspectiva de identificar outros focos de incêndio, mas não encontramos".
Outro caso - Em menos de um mês, esse é o segundo registro de incêndio contra agência da Caixa Econômica Federal instalada no bairro Siqueira Campos de Aracaju. No dia 16 de setembro a agência da Avenida Mariano Salmeiron também se tornou vítima de atos de vandalismo e até o final do mês seguia interditada para fluxo de clientes. Apesar de a Caixa não ter anunciado oficialmente o tamanho do prejuízo sofrido, funcionários alegaram que um homem invadiu o local das centrais de autoatendimento e incendiou uma das máquinas. As chamas logo se alastraram atingindo outros dois cashs e as respectivas fiações elétricas.
Nos dois casos a direção regional da instituição bancária optou por não se manifestar sobre o assunto.

Peritos da Polícia Federal em parceria com a Secretaria de Estado da Segurança Pública investigam a origem das chamas que destruíram parte de uma agência da Caixa Econômica Federal, situada na esquina da Rua Pernambuco e a avenida Dr. José da Silva, no Siqueira Campos, zona Norte de Aracaju. De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe, os primeiros levantamentos investigativos dão a entender que o sinistro foi criminoso, intencional. Ao todo foram utilizados 100 litros de água para eliminar as chamas e fazer o controle da temperatura no ambiente.
Responsável por coordenar a operação, o 2º Tenente do CBM José Luiz dos Santos Filho, informou ao Jornal do Dia que foi preciso isolar a área atingida, minimizar o acesso dos agentes no primeiro momento na área interna até identificar o índice de riscos de choque, já que os cashs foram atingidos e as caixas de distribuição de fios também. O calor, atrelado às chamas, contribuíram ainda para danificar o sistema de iluminação interna da agência bancária. Sem descartar a possibilidade, o oficial informou que moradores de rua foram vistos em atitude suspeita no local antes do incêndio. As informações foram apresentadas por possíveis testemunhas.
 "Fomos acionados para atender a esta ocorrência e a primeira atitude foi interditar o espaço, inviabilizar a passagem de populares, estudar o local a fim de evitar acidentes, controlar e depois apagar o incêndio. Realizamos nosso serviço com êxito, enquanto o processo de investigação a respeito do que teria levado a agência a pegar fogo era instaurado por agentes da Polícia Federal", declarou o tenente José Luiz que concluiu dizendo:  "realizamos ainda um monitoramento mais específico em todo o local na perspectiva de identificar outros focos de incêndio, mas não encontramos".

Outro caso - Em menos de um mês, esse é o segundo registro de incêndio contra agência da Caixa Econômica Federal instalada no bairro Siqueira Campos de Aracaju. No dia 16 de setembro a agência da Avenida Mariano Salmeiron também se tornou vítima de atos de vandalismo e até o final do mês seguia interditada para fluxo de clientes. Apesar de a Caixa não ter anunciado oficialmente o tamanho do prejuízo sofrido, funcionários alegaram que um homem invadiu o local das centrais de autoatendimento e incendiou uma das máquinas. As chamas logo se alastraram atingindo outros dois cashs e as respectivas fiações elétricas.
Nos dois casos a direção regional da instituição bancária optou por não se manifestar sobre o assunto.