Quem vai ter coragem?

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O prefeito Edvaldo Nogueira reuniu os parlamentares que dão sustentação ao governo municipal, nesta quarta-feira, quando foi discutida a mudança na liderança da bancada. O vereador Vinicius Porto passa a responder pelo bloco governista em substituição ao
O prefeito Edvaldo Nogueira reuniu os parlamentares que dão sustentação ao governo municipal, nesta quarta-feira, quando foi discutida a mudança na liderança da bancada. O vereador Vinicius Porto passa a responder pelo bloco governista em substituição ao

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/09/2018 às 11:38:00

 

Nessa sexta-feira, feriado de 7 de se
tembro, haverá o tradicional des
file cívico na Av. Barão de Maruim em comemoração a independência do Brasil.
Como todos os anos, durante o desfile cívico haverá o Grito dos Excluídos, que este ano tem como tema: "Vida em primeiro lugar! Desigualdade gera violência: basta de privilégios".
Trata-se de uma manifestação popular carregada de simbolismo, de força social, que defende a dignidade do povo, denuncia a violência institucional, cobra das autoridades a responsabilidade social, ocupa espaços públicos para exigir do Estado a garantia do acesso e a universalização dos direitos básicos e constrói ações organizadas politicamente a fim de fortalecer e mobilizar o povo a lutar por um projeto de sociedade mais igualitária, justa e fraterna.
O Grito dos Excluídos, que é uma iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e passou a ser uma forma de protesto da população contra algum tema específico, abrirá o desfile cívico. Os manifestantes sairão da Praça Fausto Cardoso às 8h, pela Av Ivo do Prado, com destino a Barão de Maruim.
Também é tradição no 7 de setembro, em ano de eleição, o desfile de candidatos pela avenida.  Os candidatos, com seus cabos eleitorais, costumam fazer o corpo a corpo com a população e distribuir praginhas.
A expectativa é se este ano, quando existe uma apatia grande da população com relação às eleições, se os candidatos que estão na disputa para governador, senador, deputado federal e deputado estadual vão ter a coragem de ir para a avenida.
Isso porque não está descartada a possibilidade de vaias e ojeriza da população, em razão da descrença cada vez maior na classe política por conta dos vários escândalos de corrupção no país desnudados pela Operação Lava Jato, assim como pela crise política, econômica, ética e moral que assola o país.
A grande expectativa agora é saber quais os políticos candidatos nas eleições 2018 que vão ter a coragem de ir a avenida desfilar em busca do voto dos indecisos e daqueles que pensam em anular o voto, que, como mostram as pesquisas, são muitos...

Nessa sexta-feira, feriado de 7 de se tembro, haverá o tradicional des file cívico na Av. Barão de Maruim em comemoração a independência do Brasil.
Como todos os anos, durante o desfile cívico haverá o Grito dos Excluídos, que este ano tem como tema: "Vida em primeiro lugar! Desigualdade gera violência: basta de privilégios".
Trata-se de uma manifestação popular carregada de simbolismo, de força social, que defende a dignidade do povo, denuncia a violência institucional, cobra das autoridades a responsabilidade social, ocupa espaços públicos para exigir do Estado a garantia do acesso e a universalização dos direitos básicos e constrói ações organizadas politicamente a fim de fortalecer e mobilizar o povo a lutar por um projeto de sociedade mais igualitária, justa e fraterna.
O Grito dos Excluídos, que é uma iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e passou a ser uma forma de protesto da população contra algum tema específico, abrirá o desfile cívico. Os manifestantes sairão da Praça Fausto Cardoso às 8h, pela Av Ivo do Prado, com destino a Barão de Maruim.Também é tradição no 7 de setembro, em ano de eleição, o desfile de candidatos pela avenida.  Os candidatos, com seus cabos eleitorais, costumam fazer o corpo a corpo com a população e distribuir praginhas.
A expectativa é se este ano, quando existe uma apatia grande da população com relação às eleições, se os candidatos que estão na disputa para governador, senador, deputado federal e deputado estadual vão ter a coragem de ir para a avenida.
Isso porque não está descartada a possibilidade de vaias e ojeriza da população, em razão da descrença cada vez maior na classe política por conta dos vários escândalos de corrupção no país desnudados pela Operação Lava Jato, assim como pela crise política, econômica, ética e moral que assola o país.
A grande expectativa agora é saber quais os políticos candidatos nas eleições 2018 que vão ter a coragem de ir a avenida desfilar em busca do voto dos indecisos e daqueles que pensam em anular o voto, que, como mostram as pesquisas, são muitos...

Belivaldo

A 31 dias das eleições o candidato a governador Belivaldo Chagas (PSD) é o que mais arrecadou recursos para a campanha eleitoral. BC declarou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) doação de R$ 2,2 milhões, sendo R$ 2 milhões do Diretório Estadual do PSD e R$ 200 mil doados pelo empresário Luciano Barreto.

Eduardo

O candidato Eduardo Amorim (PSDB) declarou ao TRE uma arrecadação de R$ 1,5 milhão originário do fundo especial, com repasse da direção nacional do seu partido.

VF

Valadares Filho (PSB) foi o terceiro candidato a governador que mais arrecadou até o momento. Declarou ao TRE ter recebido R$ 750 mil de fundo especial, sendo R$ 500 mil doados pelo seu partido e R$ 250 mil doados pelo PDT da sua vice Silvia Fontes.

Mendonça

O candidato Mendonça Prado (DEM) declarou ter arrecadado R$ 92 mil para a campanha eleitoral, através de doações de pessoas físicas: Edson Bomfim (R$ 40 mil), Luciano Prado (R$ 40 mil) e Maria Mendonça Prado (R$ 12 mil). Mendonça não recebeu ainda nenhuma ajuda financeira do seu partido.

Milton

Milton Andrade (PMN) informou ao TRE uma doação de R$ 50 mil feita por ele mesmo. A exemplo de Mendonça Prado, não recebeu ainda nenhuma ajuda financeira do partido.

Emerson

O candidato Dr. Emerson (Rede) também não recebeu nenhuma ajuda financeira do seu partido até o momento. Declarou a justiça eleitoral ter recebido apenas R$ 21.405,00, sendo R$ 7 mil doados por ele, R$ 4.400,00 repassados pelo deputado estadual Georgeo Passos, R$ 2.620,00 destinados pela Pague Junto Tecnologia de Intermediação LTDA, R$ 1.000,00 de Lécio Bouberon e R$ 1.000,00 de José Paulo Albuquerque.

Outros candidatos

Márcio Souza, candidato a governador do PSOL, declarou ao TRE um arrecadação de R$ 14.619,22 do fundo especial do Diretório Estadual do seu partido. Gilvani Santos (PSTU) não apresentou contas, assim como o candidato João Tarantella (PSL), que está com seu registro de candidatura indeferido.

 André e Heleno

Dos 14 candidatos ao Senado, André Moura (PSC) foi o que mais recebeu recurso financeiro. Ele declarou ao TRE o recebimento de R$ 1 milhão do da direção nacional do seu partido. A segunda maior arrecadação foi do seu companheiro de chapa Heleno Silva (PRB), que declarou ter recebido R$ 640 mil da direção nacional do seu partido.

Valadares e Clay

A terceira maior arrecadação é de Valadares (PSB), que informou ao TRE ter recebido R$ 505 mil, sendo R$ 500 mil do Diretório Estadual e R$ 5 mil doados por ele próprio. O quarto candidato que mais arrecadou foi o seu companheiro de chapa Henri Clay (PPL). A doação financeira, correspondente a R$ 450 mil, foi feita por ele (R$ 350 mil) e pela esposa Rosa (R$ 100 mil),     

Jackson

O candidato a senador Jackson Barreto (MDB) declarou ao TRE recebimento de R$ 60 mil, sendo R$ 40 mil doados pelo seu suplente de senador Sérgio Gama, e R$ 20 mil doados por ele mesmo. JB não recebeu dinheiro ainda do seu partido, referente ao fundo partidário.

Reynaldo

Reynaldo Nunes, candidato a senador do PV, declarou ter recebido R$ 210. 219,08, sendo R$ 110.219,08 do Diretório Estadual e R$ 100 mil do Diretório Nacional.

Outros

Os candidatos Alessandro Vieira (Rede), Clarckson Messias (PSTU) e  Sônia Meire (PSol) declararam terem recebido entre R$ 14 mil e R$ 16 mil. Só Jossimário Mick (Psol) recebeu apenas R$ 6.419,13. Desses candidatos, Alessandro foi o único que não recebeu doação do partido. Os R$ 16.396,00 que recebeu foram doados por Pague Junto Tecnologia de Intermediação LTDA (R$ 13.096,00) e pelo deputado Georgeo Passos (R$3.300,00).

Sem prestar contas

Os candidatos Rogério Carvalho (PT), Adelson Alves (Patriota), Betinho (PMB) e Cadu Silva (PSL) ainda não prestaram contas à justiça eleitoral. Vale ressaltar que Betinho e Cadu estão com pedido de registro de candidatura indeferido.

Passagem rápida

Teve alteração na agenda do presidenciável Ciro Gomes (PDT) em Sergipe. O candidato não chegará mais pela manhã, mas na madrugada, quando dormirá em Aracaju e, às 10h, concederá entrevista coletiva à imprensa, no Real Praia Hotel. Após a coletiva participa de ato público. No início da tarde Ciro segue para Caruaru, em Pernambuco, onde tem agenda.

stejando

Jackson Barreto comemora o apoio recebido de oito vereadores de Capela à sua candidatura ao Senado: Toninho Arimatea, Joyce Campos, Zezinho de Dr. Geraldo, irmão Isaac, Arildo do La Praça, Roni Cruz, Iolando Nascimento e Lopes. Assim como de sete vereadores de Aracaju: Nitinho, Soneca, Juvêncio Oliveira, pastor Alves, Bigode, Evandro Franca, Fábio Meireles, além do ex-vereador Ivaldo José.

Mais um

Ontem, por 4 x 3, o pleno do TRE decidiu pela cassação do mandato do prefeito Dr. Luizinho (PR-Neópolis) e seu vice José Miguel Lobo por abuso de poder e compra de votos nas eleições de 2016. Dr. Luizinho é o terceiro prefeito a ter o mandato cassado junto com o seu vice nos últimos 20 dias pelo TRE.

Os primeiros

Os outros dois prefeitos que tiveram mandatos cassados juntamente com seus vices foram Alan Andrelino (Areia Branca), pelo crime de captação ilícita de sufrágio, e Gerana Costa (Riachão do Dantas), por fraude eleitoral pela divulgação de pesquisa fraudulenta em benefício próprio.

De malas prontas

A prefeita Gerana (Avante) e o seu vice Luciano Goes (PSB) já devem se afastar hoje do comando do município, em razão da publicação dos acórdãos do TRE cassando o mandato dos dois, que podem recorrer junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas fora dos cargos. Assumirá interinamente a prefeitura o presidente da Câmara Municipal, o vereador Pedro Santos Oliveira (PT), que ficará no cargo até convocação de eleição suplementar se o TSE referendar posição do TRE.

Veja essa ...

De Belivaldo Chagas sobre a coligação de Valadares Filho ter pedido a impugnação da sua candidatura a governador por ter contratado professores sem concurso público quando secretário da Educação e ter tido a sua candidatura deferida pelo TRE: "Não adianta o time de Temer querer espernear ou ganhar no tapetão. Sempre fui ficha limpa e junto com o #Time55 vou continuar com o projeto #PraSergipeAvançar, dos que tem compromisso com o povo de Sergipe. Vamos derrotá-los nas urnas!".

Curtas

Na agenda de hoje de Mendonça Prado consta reunião com auditores técnicos fiscais, às 8h; visita ao centro comercial de Aracaju, às 9h; conversa com Auditores Fiscais Sindifisco, às 14h; e mini carreata no conjunto Eduardo Gomes e Tijuquinha, às 18h.

O candidato Valadares Filho faz panfletagem na manhã de hoje na Av. Adélia Franco e à tarde na Av. Beira Mar. À noite fará mini carreata na Barra dos Coqueiros.

Nesta quinta-feira consta na agenda de Eduardo Amorim gravação para o programa eleitoral pela manhã; ao meio-dia almoço da Somese para apresentação de propostas; às 16h10, entrevista na Rádio Transamérica FM 95,5, em Boquim; e às 19h30, reunião com lideranças no Bairro América.

Na manhã de hoje Belivaldo Chagas tem agenda administrativa; às 13h concede entrevista na Rádio Xodó FM; e às 18h participa de mini carreata no Conjunto Augusto Franco.

O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) participou ontem da mini carreata da coligação de Belivaldo Chagas no Bugio e Jardim Centenário.