Campanha diferente

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Depois do candidato a vice-presidente da República, Fernando Haddad (PT), vir a Sergipe cumprir agenda na quarta-feira, quem esteve ontem no estado foi o candidato a presidente Guilherme Boulos (PSOL). Boulos participou de almoço com sindicalistas no cent
Depois do candidato a vice-presidente da República, Fernando Haddad (PT), vir a Sergipe cumprir agenda na quarta-feira, quem esteve ontem no estado foi o candidato a presidente Guilherme Boulos (PSOL). Boulos participou de almoço com sindicalistas no cent

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 24/08/2018 às 06:02:00

 

Os candidatos a um cargo eleti
vo estão sentindo a ampla 
mudança nas eleições deste ano, principalmente no que diz respeito à redução do tempo da campanha e propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.
Com a redução da campanha eleitoral de 90 para 45 dias, metade do tempo que vigorava até então, o período de propaganda dos candidatos no rádio e na TV também foi diminuído em 10 dias, passando de 45 para 35 dias, tendo início em 31 de agosto, em primeiro turno.
Também esta incomodando os candidatos às restrições com relação à utilização do carro de som. Com a nova determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) só será permitido o seu uso com a presença do político. Alem disso o barulho será controlado, com o carro devendo obedecer o limite de 80 decibéis, medidos a sete metros de distância do veículo.
Todavia, o que mais está incomodando os candidatos é o desinteresse da população com relação às eleições. Isso porque há um descrédito do povo com a classe política, em razão dos vários escândalos de corrupção no país com maior ênfase para o da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que levou para a cadeia empresários responsáveis pelo maior PIB do país, deputados, senadores e até ex-presidente da República.
As pesquisas de intenções de voto estão mostrando um grande índice de abstenção nas eleições deste ano no país. As eleições recentes realizadas em Tocantins e Manaus registraram abstenção de mais de 45% do eleitorado.
Os deputados estaduais Venâncio Fonseca (PSC) e Garibalde Mendonça (MDB) externaram para a coluna o sentimento apático do povo com relação às eleições deste ano, assim como a dificuldade para fazer a campanha eleitoral com tantas restrições e tempo curto.
"A eleição está sem brilho, o povo está apático e o candidato sem ter como movimentar a campanha porque tudo é proibido", desabafa Venâncio, enfatizando que a campanha só ocorrerá mesmo no rápido tempo do programa eleitoral e pelas redes sociais, tirando o brilho de um pleito. E que o resultado disso pode ser uma grande abstenção nas urnas...

Os candidatos a um cargo eleti vo estão sentindo a ampla  mudança nas eleições deste ano, principalmente no que diz respeito à redução do tempo da campanha e propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.
Com a redução da campanha eleitoral de 90 para 45 dias, metade do tempo que vigorava até então, o período de propaganda dos candidatos no rádio e na TV também foi diminuído em 10 dias, passando de 45 para 35 dias, tendo início em 31 de agosto, em primeiro turno.
Também esta incomodando os candidatos às restrições com relação à utilização do carro de som. Com a nova determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) só será permitido o seu uso com a presença do político. Alem disso o barulho será controlado, com o carro devendo obedecer o limite de 80 decibéis, medidos a sete metros de distância do veículo.
Todavia, o que mais está incomodando os candidatos é o desinteresse da população com relação às eleições. Isso porque há um descrédito do povo com a classe política, em razão dos vários escândalos de corrupção no país com maior ênfase para o da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que levou para a cadeia empresários responsáveis pelo maior PIB do país, deputados, senadores e até ex-presidente da República.
As pesquisas de intenções de voto estão mostrando um grande índice de abstenção nas eleições deste ano no país. As eleições recentes realizadas em Tocantins e Manaus registraram abstenção de mais de 45% do eleitorado.
Os deputados estaduais Venâncio Fonseca (PSC) e Garibalde Mendonça (MDB) externaram para a coluna o sentimento apático do povo com relação às eleições deste ano, assim como a dificuldade para fazer a campanha eleitoral com tantas restrições e tempo curto.
"A eleição está sem brilho, o povo está apático e o candidato sem ter como movimentar a campanha porque tudo é proibido", desabafa Venâncio, enfatizando que a campanha só ocorrerá mesmo no rápido tempo do programa eleitoral e pelas redes sociais, tirando o brilho de um pleito. E que o resultado disso pode ser uma grande abstenção nas urnas...

Decepção 1

Tanto o deputado estadual Venâncio Fonseca (PSC) quanto o deputado estadual Garibalde Mendonça (MDB) declararam à coluna que estão andando pelo interior e nem parece que estão em período eleitoral.  Avaliam que será atípica a eleição deste ano.

Decepção 2

"Nem parece que existe eleição. O retrato da eleição em Sergipe não vai ser diferente da realizada este ano em Manaus e Tocantins. Existe um descrédito, uma revolta da população que passa pela crise econômica e pela classe política", avalia Venâncio.

Decepção 3

Para o deputado, com a falta de interesse da população e as restrições impostas aos candidatos, como a utilização de carros de som somente em carreatas e comícios, a "campanha será morta".

Plano de mídia

O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe definiu ontem à tarde o plano de mídia para as eleições 2018. Participaram da reunião representantes de partidos e coligações, emissoras de televisão e de rádio de Sergipe.

Tempo de TV 1

Por ter os maiores partidos na sua coligação "Pra Sergipe Avançar", o candidato a governador Belivaldo Chagas (PSD) terá o maior tempo no programa eleitoral gratuito no rádio e na televisão, o correspondente a 40,71%. Ele terá um tempo diário de 5:42,33 e 399 inserções.

Tempo de TV 2

O candidato a governador Eduardo Amorim (PSDB), da coligação "Coragem para Mudar Sergipe", vai dispor do segundo maior tempo diário no programa eleitoral (3:49,83) e 268 inserções.

Tempo de TV 3

O terceiro maior tempo no programa eleitoral é o do candidato a governador Valadares Filho (PSB), da coligação "Um novo governo para nossa gente". Será de (02:27,33) e com 171 inserções.

Tempo de TV 4

O candidato a governador Mendonça Prado (DEM), da coligação "Dignidade para o povo", terá o quarto maior tempo no programa eleitoral, que é inexpressivo, por ser menos de um minuto. Disporá de apenas 54 segundos e 33 centésimos de tempo diário e 63 inserções.

Tempo de TV 5

Os demais candidatos a governador terão entre 9 e 27 segundos no programa eleitoral.  A candidata Gilvani Alves/PSTU (9 segundos e 33 centésimo) e 10 inserções; João Tarantella/PSL (10 segundos e 83 centésimos) e 12 inserções; Dr Emerson/Rede (12 segundos e 33 centésimos) e 14 inserções; Márcio Souza/PSOL (15 segundos e 83 centésimos) e 19 inserções; e Milton Andrade/Coligação "Uma nova história para Sergipe" (15 segundos e83) e 19 inserções.

Horário eleitoral 1

No primeiro turno, as emissoras de rádio e televisão têm que veicular dois blocos diários de 25 minutos, a partir do próximo dia 31. Se houver segundo turno, as emissoras de rádio e televisão terão que veicular dois blocos diários de 10 minutos.

Horário eleitoral 2

O horário de exibição na televisão será das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55. Às terças, quintas e sábados, metade do tempo fica com os deputados federais e a outra metade com os presidenciáveis. Nas segundas, quartas e sextas serão veiculadas as propagandas dos candidatos que concorrem aos cargos de governador, senador e deputado estadual.

Horário eleitoral 3

No primeiro turno das eleições, a propaganda, em horário eleitoral gratuito, será veiculada entre o dia 31 de agosto (37 dias antes do pleito) e o dia 4 de outubro (três dias antes da eleição).

Debate com empresários

O programa "Conversando com o Lojista", coordenado pela FCDL/Sergipe e CDL/Aracaju, vai ouvir as propostas de alguns candidatos ao governo do Estado, com ênfase nas áreas de comércio, serviços e empregabilidade, numa rodada de diálogo envolvendo diretamente a participação de empresários, lojistas e convidados. O primeiro a ser ouvido será Valadares Filho (PSB), no próximo dia 30 de agosto, a partir das 12h, na sede da CDL.

Compromissos de campanha

Belivaldo Chagas participou ontem, no início da noite, de mini-carreata na zona norte. Começou pela Orlinha do Bairro Industrial, passando pelo Porto Dantas, Japãozinho, Av. Goré e Lamarão. Já Valadares Filho fez mini-carreata em São Cristovão, a partir das 18h. E Eduardo Amorim (PSDB) participou de reunião com empresários em Socorro e  da inauguração de comitês dos filhos de Valmir Monteiro (PSC-Lagarto) e Valmir de Francisquinho (PR-Itabaiana), Ibraim Monteiro e Talysson respectivamente. Os dois são candidatos a deputado estadual.  

 Mais uma pesquisa

Hoje tem divulgação de nova pesquisa eleitoral para governador, senador, deputado federal e deputado estadual. Ela foi realizada pelo Instituto Franca, no período de 13 a 19 deste mês, com entrevista a 1.300 eleitores na capital e municípios do interior.

Veja essa ...

Do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do PT à presidente, ao criticar a Globo ontem por se recusar a cobrir a sua campanha eleitoral em recado divulgado nas redes sociais: "Não vai ser a Globo quem vai definir minha candidatura. Não adianta tentarem esconder nossa campanha. A Rede Globo tem dificuldade de aceitar a soberania do voto do povo brasileiro. Já vimos essa história com as Diretas. A campanha Lula está na rua junto a milhões de brasileiros".

Curtas

Na agenda de hoje de Eduardo Amorim consta entrevista na Rádio Cultura, às 7h30; debate no Sindicato dos Médicos de Sergipe (SINDIMED), às 12h; caminhada em Estância, a partir das 16h; e inauguração do Comitê da candidata a deputada estadual Maria Mendonça (PSDB), às 19h, em Itabaiana.

Nesta sexta-feira o candidato Mendonça Prado tem na agenda entrevista na Jovem Pan, ás 7h; formatura alusiva ao Dia do Soldado, às 9h; e carreata nas Ruas do BUGIO, com concentração no final de linha do bugio, às 15h.

A agenda de Valadares Filho começa hoje, às 8h, com um café da manhã com gestores públicos estaduais, no Hotel Quality.  Às 18h, participará de mini-carreata em Nossa Senhora do Socorro, com concentração a partir das 18h, na Av Coletora A.

Belivaldo Chagas tem agenda administrativa pelo dia. Às 16h irá a Santa Rosa do Ermírio, para missa em Serra da Guia. Às 19h estará em Canindé do São Francisco participando de encontro com lideranças.