Começa caminhada de Lula, Belivaldo e aliados

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O centro da cidade avermelhou ontem com a caminhada de lançamento das candidaturas de Lula e Belivaldo Chagas em Sergipe, com a participação da militância e candidatos da coligação.  Em discurso na Praça Fausto Cardoso, o prefeito Edvaldo Nogueira voltou
O centro da cidade avermelhou ontem com a caminhada de lançamento das candidaturas de Lula e Belivaldo Chagas em Sergipe, com a participação da militância e candidatos da coligação. Em discurso na Praça Fausto Cardoso, o prefeito Edvaldo Nogueira voltou

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/08/2018 às 08:04:00

 

A largada da candidatura de Belival
do Chagas (PSD) ao governo foi 
dada ontem, com a realização de uma grande caminhada pelo centro de Aracaju e inauguração do comitê eleitoral da coligação na Avenida Barão de Maruim, com a presença do candidato a vice-presidente da República de Lula, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT).
O ato político, que reuniu a militância e os candidatos da coligação "Pra Sergipe Avançar", também serviu para o lançamento da candidatura de Lula em Sergipe. Tanto é que na manifestação não faltaram palavras de ordem como "Lula Livre", "Lula Presidente", "Olé, olé, olá, Lula, Lula".
Apesar da coligação de Belivaldo ter várias cores partidárias, a que prevaleceu foi o vermelho que é a cor do PT. O vermelho tomou conta da grande caminhada que tinha à frente Haddad e Manuela D´Ávila (PCdoB); Belivaldo e a vice Eliane Aquino (PT); os candidatos ao Senado Jackson Barreto (MDB) e Rogério Carvalho (PT); os deputados federais Fábio Reis (MDB), Fábio Mitidieri (PSD) e João Daniel (PT); e o vice-presidente nacional do PT, Márcio Macedo, entre outras lideranças. Também o presidente da Assembleia, deputado estadual Luciano Bispo (MDB).
Fernando Haddad veio a Sergipe fortalecido com a pesquisa Datafolha divulgada ontem, que amplia ainda mais a liderança de Lula. Ele tem 39% das intenções de voto, 20 pontos acima de Jair Bolsonaro, que aparece com 19%. O levantamento mostra ainda a fragilidade de todas as candidaturas associadas ao golpe de 2016, como a de Geraldo Alckmin, que tem apenas 6%.
A pesquisa revela também que Haddad, vice de Lula, pode herdar a candidatura caso o TSE não permita que o ex-presidente seja candidato ao Planalto. Para o Datafolha, a simulação com o nome de Haddad apresenta 4%, mas sem o nome associado a Lula. Ao mesmo tempo, o instituto diz que, no momento, 31% dos eleitores votariam em um candidato escolhido por Lula - o que daria a Haddad alto potencial eleitoral.
O Datafolha reconhece que Haddad tem um potencial considerável: não é conhecido por 27% dos eleitores, contra 59% que já ouviram falar do ex-prefeito paulistano. Em comparação, Lula é conhecido de 99% dos ouvidos, Marina, por 93% e Alckmin, por 88%. Assim, Haddad registra baixíssima rejeição: 21%.
Diante deste novo cenário político, a presença de Haddad favoreceu a candidatura de Belivaldo e Eliane, que saiu na frente com um grande ato em Aracaju e inauguração de comitê.

A largada da candidatura de Belival do Chagas (PSD) ao governo foi  dada ontem, com a realização de uma grande caminhada pelo centro de Aracaju e inauguração do comitê eleitoral da coligação na Avenida Barão de Maruim, com a presença do candidato a vice-presidente da República de Lula, o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT).
O ato político, que reuniu a militância e os candidatos da coligação "Pra Sergipe Avançar", também serviu para o lançamento da candidatura de Lula em Sergipe. Tanto é que na manifestação não faltaram palavras de ordem como "Lula Livre", "Lula Presidente", "Olé, olé, olá, Lula, Lula".
Apesar da coligação de Belivaldo ter várias cores partidárias, a que prevaleceu foi o vermelho que é a cor do PT. O vermelho tomou conta da grande caminhada que tinha à frente Haddad e Manuela D´Ávila (PCdoB); Belivaldo e a vice Eliane Aquino (PT); os candidatos ao Senado Jackson Barreto (MDB) e Rogério Carvalho (PT); os deputados federais Fábio Reis (MDB), Fábio Mitidieri (PSD) e João Daniel (PT); e o vice-presidente nacional do PT, Márcio Macedo, entre outras lideranças. Também o presidente da Assembleia, deputado estadual Luciano Bispo (MDB).
Fernando Haddad veio a Sergipe fortalecido com a pesquisa Datafolha divulgada ontem, que amplia ainda mais a liderança de Lula. Ele tem 39% das intenções de voto, 20 pontos acima de Jair Bolsonaro, que aparece com 19%. O levantamento mostra ainda a fragilidade de todas as candidaturas associadas ao golpe de 2016, como a de Geraldo Alckmin, que tem apenas 6%.
A pesquisa revela também que Haddad, vice de Lula, pode herdar a candidatura caso o TSE não permita que o ex-presidente seja candidato ao Planalto. Para o Datafolha, a simulação com o nome de Haddad apresenta 4%, mas sem o nome associado a Lula. Ao mesmo tempo, o instituto diz que, no momento, 31% dos eleitores votariam em um candidato escolhido por Lula - o que daria a Haddad alto potencial eleitoral.
O Datafolha reconhece que Haddad tem um potencial considerável: não é conhecido por 27% dos eleitores, contra 59% que já ouviram falar do ex-prefeito paulistano. Em comparação, Lula é conhecido de 99% dos ouvidos, Marina, por 93% e Alckmin, por 88%. Assim, Haddad registra baixíssima rejeição: 21%.
Diante deste novo cenário político, a presença de Haddad favoreceu a candidatura de Belivaldo e Eliane, que saiu na frente com um grande ato em Aracaju e inauguração de comitê.

Recepção

Fernando Haddad e Manuela D´Avila, que podem ser o candidato a presidente e vice respectivamente no caso do ex-presidente Lula ser impedido judicialmente de disputar as eleições, chegaram em Sergipe por volta das 9h40 da manhã de ontem. Foram recepcionados no aeroporto pela militância, o governador Belivaldo Chagas (PSD), o ex-governador Jackson Barreto (MDB), o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), a vice-prefeita Eliane Aquino (PT), o vice-presidente nacional do PT Márcio Macedo, o presidente estadual do PT Rogério Carvalho, o deputado federal João Daniel (PT) e o deputado estadual Francisco Gualberto (PT), entre outros. 

Cumprindo agenda

Como chegaram depois do horário previsto, que era de 8h, Haddad e Manuela seguiram com os companheiros direto para a sede do PT, onde dariam entrevista coletiva à imprensa e participariam do lançamento do livro "Caravana da Esperança - Lula Pelo Nordeste", do fotógrafo Ricardo Stuckert.

Otimista 1

De Haddad, na coletiva, sobre um possível impedimento jurídico na candidatura de Lula: "O Partido dos Trabalhadores está confiante. Não temos o que temer. Estamos do lado da maioria da população, que sabe o que quer. É lutar na esfera jurídica para que a justiça seja feita. A justiça não pode ter lado. Nossa defesa é pela imparcialidade". 

Otimista 2

De acordo com Fernando Haddad, Lula tem o melhor plano de governo para tirar o país da crise e apresenta sua candidatura ao povo brasileiro como "o melhor candidato, as melhores propostas, a melhor militância". Ressalta: "Por isso, temos tudo para vencer já no primeiro turno".

Programa de governo

Ainda na coletiva o candidato a vice-presidente falou do programa de governo para o Nordeste e reafirmou que Lula não foi condenado em clima de imparcialidade. "Se ver o processo, não tem nenhuma prova contra ele", frisou.

Seguindo agenda

Após a coletiva, Haddad e Manuela almoçaram no Hotel Real Classic junto com Márcio Macedo, Rogério Carvalho, Eliane Aquino e Edvaldo Nogueira. De lá seguiram para a produtora para gravação do horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão, que começa no próximo dia 31 de agosto.

Gravando apoio

Haddad gravou pedindo votos para os candidatos Belivaldo e Eliane Aquino, assim como para Rogério Carvalho e Jackson Barreto, e candidatos do PT.

Indireta aos adversários

Do prefeito Edvaldo Nogueira, que participou ontem da caminhada de lançamento das candidaturas de Lula e Belivaldo, assim como de outros atos com Fernando Haddad e Manuela D´Ávila: "Eu disse desde o início que iria participar da campanha na hora certa! E aqui estou eu, do lado dos mesmos aliados, tomando conta das ruas de Aracaju. Mostrando o projeto que promove inclusão social e desenvolvimento para o Brasil e para Sergipe!".

Em Aracaju

O candidato a governador Eduardo Amorim (PSDB), com seu vice Ivan Leite (PRB) e os candidatos ao Senado André Moura (PSC) e Heleno Silva (PRB), fizeram ontem, no início da noite, uma mini carreata no Conjunto Augusto Franco.

No interior

Hoje, na agenda de Eduardo, consta gravação do programa eleitoral pela manhã. Às 12h tem reunião, em Nossa Senhora do Socorro, com empresários do Distrito Industrial; às 19h, em Itabaiana, tem inauguração do comitê do candidato a deputado estadual Talysson de Valmir; e às 20h, em Lagarto, inauguração do comitê do candidato a deputado estadual Ibrain Monteiro. 

Mendonça

Na agenda de hoje do candidato a governador Mendonça Prado (DEM) consta, às 7h, panfletagem no cruzamento da Av. Rio de Janeiro com Nova Saneamento; às 9h, gravação do programa eleitoral; e às 15h, carreata nas Ruas dos Bairros Tamandaré e Santos Dumont.

Adiado

Foi adiada para próxima terça-feira votação do projeto de lei do Poder Executivo que define situação dos funcionários da Fundação Hospitalar de Saúde, que caminha para ser extinta.  Com o adiamento, os deputados da base aliada do governo puderam participar das atividades de campanha de Fernando Haddad e Belivaldo Chagas.

Expectativa

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse ontem  que sua expectativa é de que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) resolva até o final de agosto a situação do registro do ex-presidente Lula. O início do horário eleitoral está marcado para o dia 31 de agosto. Se o caso não obtiver decisão até lá, Gilmar Mendes considera que Lula poderá ser apresentado como candidato no horário eleitoral.

Veja essa ..

Durante entrevista coletiva à imprensa, na sede do PT, o grupo do Sintese, liderado pela deputada estadual Ana Lúcia e a ex-presidente Angela Melo, comandou um protesto a Jackson Barreto. Gritavam "Fora Jackson", "A casa do trabalhador na aceita traidor".

...e essa...

De uma liderança do PT sobre a manifestação contra JB por professores petistas: "Só deu discurso para a direita. Não teve nenhum constrangimento para Jackson nem Haddad, que já estão acostumados com discursos internos e protestos radicais de petistas. Isso levou Haddad a gravar pedindo voto para Jackson".

Curtas

De Jackson Barreto sobre manifestação do Sintese: "Um grupo de quatro gatos pingados do Sintese tentou criar constrangimento para mim durante visita de Fernando Haddad. Não poderia esperar atitude diferente desse grupo de sindicalistas, o mesmo que enterrou Déda ainda vivo".

Declarou ainda JB: "Não será um grupo inexpressivo que abalará minha convicção de luta contra os golpistas, nem me impedirá de ocupar meu lugar na história! #LulaLivre".

Os eleitores que pretendem participar das Eleições Gerais de 2018, mas que estarão fora do seu domicílio eleitoral no dia do pleito, têm até hoje para habilitar-se perante a Justiça Eleitoral para votar em trânsito.

O requerimento para votar em trânsito pode ser feito para o primeiro, para o segundo ou para ambos os turnos. Contudo, essa modalidade de votação somente pode ocorrer nas capitais e nos municípios com mais de 100 mil eleitores.