Belivaldo e Eliane se reúnem

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O governador Belivaldo Chagas e o ex-governador Jackson Barreto assistiram ao jogo de estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo em Lagarto, na casa do ex-prefeito Jerônimo Reis (MDB) e do deputado federal Fábio Reis (MDB).  O primeiro tempo do jogo B
O governador Belivaldo Chagas e o ex-governador Jackson Barreto assistiram ao jogo de estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo em Lagarto, na casa do ex-prefeito Jerônimo Reis (MDB) e do deputado federal Fábio Reis (MDB). O primeiro tempo do jogo B

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 19/06/2018 às 05:36:00

 

Finalmente ocorreu, no último 
sábado, o encontro entre o vice-
governador Belivaldo Chagas (PSD) e a vice-prefeita de Aracaju, Eliane Aquino (PT), viúva do ex-governador Marcelo Deda. Belivaldo formalizou o convite para ela seja candidata a vice-governadora na sua chapa, mas ainda não obteve a resposta.
Eliane Aquino disse que ainda é muito cedo para uma definição nesse sentido, já que as convenções partidárias que vão definir candidatos e coligações só acontecem no período de 20 de julho a cinco de agosto. Ela ainda ponderou sobre questões internas do PT, partido que costume tomar as decisões de forma coletiva.
Belivaldo mostrou que a indicação de Eliane seria pessoal e o PT continuaria com o direito de indicar a candidatura de Rogério Carvalho ao Senado, como havia sido acertado previamente, juntamente com o ex-governador Jackson Barreto (MDB). O governador acha que o anúncio antecipado da chapa fortaleceria o grupo.
Eliane se comprometeu a acompanhar Belivaldo Chagas nas festas juninas em todos os municípios, principalmente em Aracaju, mas a definição não sairá logo. No sábado, os dois assistiram a apresentação da Orquestra Jovem de Sergipe, no bairro 17 de Março.
Belivaldo foi o primeiro vice-governador de Marcelo Déda e foi escolhido pessoalmente por ele. O atual governador acha que Eliane na vice seria uma forma de homenagear Déda, responsável pelas principais mudanças na política sergipana, quando foi eleito governador em 2006, derrotando João Alves Filho. Ele foi reeleito em 2010 e Jackson Barreto em 2014.
Se Eliane não tem pressa em confirmar a candidatura a vice-governadora, o PT parece bem alinhado com Belivaldo Chagas. No final de semana, Rogério Carvalho e o vice-presidente nacional do PT, Márcio Macêdo, integraram a comitiva governamental durante os festejos juninos em Itaporanga, Pirambú e Barra dos Coqueiros. Jackson também esteve presente, mostrando que a tensão com Rogério também está diminuindo. Na tarde de ontem, Rogério e Márcio voltaram a se encontrar com Belivaldo, num encontro no Palácio de Despachos.
Por enquanto, Belivaldo vai ainda aguardar por Eliane Aquino, mas aliados já estão analisando outros nomes. Não querem ficar na mão caso a vice-prefeita não dê uma resposta positiva.

Finalmente ocorreu, no último  sábado, o encontro entre o vice- governador Belivaldo Chagas (PSD) e a vice-prefeita de Aracaju, Eliane Aquino (PT), viúva do ex-governador Marcelo Deda. Belivaldo formalizou o convite para ela seja candidata a vice-governadora na sua chapa, mas ainda não obteve a resposta.
Eliane Aquino disse que ainda é muito cedo para uma definição nesse sentido, já que as convenções partidárias que vão definir candidatos e coligações só acontecem no período de 20 de julho a cinco de agosto. Ela ainda ponderou sobre questões internas do PT, partido que costume tomar as decisões de forma coletiva.
Belivaldo mostrou que a indicação de Eliane seria pessoal e o PT continuaria com o direito de indicar a candidatura de Rogério Carvalho ao Senado, como havia sido acertado previamente, juntamente com o ex-governador Jackson Barreto (MDB). O governador acha que o anúncio antecipado da chapa fortaleceria o grupo.
Eliane se comprometeu a acompanhar Belivaldo Chagas nas festas juninas em todos os municípios, principalmente em Aracaju, mas a definição não sairá logo. No sábado, os dois assistiram a apresentação da Orquestra Jovem de Sergipe, no bairro 17 de Março.
Belivaldo foi o primeiro vice-governador de Marcelo Déda e foi escolhido pessoalmente por ele. O atual governador acha que Eliane na vice seria uma forma de homenagear Déda, responsável pelas principais mudanças na política sergipana, quando foi eleito governador em 2006, derrotando João Alves Filho. Ele foi reeleito em 2010 e Jackson Barreto em 2014.
Se Eliane não tem pressa em confirmar a candidatura a vice-governadora, o PT parece bem alinhado com Belivaldo Chagas. No final de semana, Rogério Carvalho e o vice-presidente nacional do PT, Márcio Macêdo, integraram a comitiva governamental durante os festejos juninos em Itaporanga, Pirambú e Barra dos Coqueiros. Jackson também esteve presente, mostrando que a tensão com Rogério também está diminuindo. Na tarde de ontem, Rogério e Márcio voltaram a se encontrar com Belivaldo, num encontro no Palácio de Despachos.
Por enquanto, Belivaldo vai ainda aguardar por Eliane Aquino, mas aliados já estão analisando outros nomes. Não querem ficar na mão caso a vice-prefeita não dê uma resposta positiva.

 

Reunião petista

A Executiva Estadual do PT se reuniu ontem à noite, na sede do partido, para uma análise de conjuntura política, discussão sobre as eleições deste ano e chapa proporcional. O partido está unido na questão de não aceitar chapão para deputado estadual, por querer disputar com chapa própria para a Assembleia Legislativa por acreditar que conseguirá eleger de dois a três deputados e se sair no chapão elege no máximo um.

 

Com Eduardo

O presidente estadual do PRB, deputado federal Jony Marcos, disse à coluna que o deputado estadual Jairo de Glória (PRB) não vai apoiar Belivaldo Chagas para o governo como muitos estão pensando e que em breve estará anunciando apoio a pré-candidatura a governador de Eduardo Amorim (PSDB).

 

Com Eduardo 2

Segundo Jony, quando o PRB reuniu o partido para discutir a ida para a oposição mediante o fato do bloco governista ter feito a opção por Jackson Barreto e Rogério Carvalho para o Senado o ex-prefeito Ivan Leite (Estância) disse que não tinha como acompanhar, pois o prefeito Gilson Andrade (PTC) é do agrupamento de Eduardo Amorim, o ex-prefeito Carlos Magno é do agrupamento de Valadares Filho e ele iria permanecer com Belivaldo Chagas. "Nós respeitamos a posição de Ivan", disse.

 

Com Eduardo 3

Prosseguiu: "Já Jairo se calou naquele momento para que pudesse reorganizar o seu agrupamento dentro do PRB em Glória e no sertão. Jairo está conseguindo convencer a todos e em breve anunciará apoio a Eduardo Amorim. Já disse que não iria deixar de acompanhar Heleno e Jony. Já-já todos vão perceber que o PRB não está fracionado".

 

Pastor Alves

Disse ainda Jony: "Tivemos dificuldade com Alves [vereador Carlito Alves], que já foi para o rádio aborrecido com a ida do PRB para a oposição, mas entendeu que o que estava acontecendo com o partido é que estava sendo vítima do agrupamento que estávamos que sugeria apontar o partido como traidor. Mas nós não fomos, não traímos ninguém. Nós é que fomos traídos quando bateram a porta na cara de Heleno. Você acha que é fácil deixar o governo com seu agrupamento acomodado? É muito ruim. Jackson tem o direito de disputar o senado? Sim! Rogério tem o direito de disputar o senado? Sim! Heleno também. O que queriam de nós era que abdicássemos do direito de Heleno não ser candidato e apoiasse os dois, quando pesquisas a pontam Heleno com chances reais de ganhar o Senado. Ele nunca perdeu uma eleição".     

 

Propostas de candidatura

O ex-vereador e empresário Sandro de Miro (DEM) vem sendo assediado por políticos para entrar na disputa este ano.  A coluna tem informações de que ele foi convidado pelo pré-candidato a governador Valadares Filho (PSB) para ser seu vice e ontem teria sido convidado pelo pré-candidato a senador André Moura (PSC) para ser seu primeiro suplente.

 

Empecilho

O problema é que Sandro de Miro é filiado ao DEM, que tem Mendonça Prado como pré-candidato a governador. O democrata tem demonstrado que sua pré-candidatura é para valer.

 

Opção mais viável

Havendo um recuo de pré-candidatura do DEM ao governo seria mais fácil um entendimento político de Mendonça com Valadares Filho, onde Sandro poderia ser pré-candidato a vice-governador e Prado pré-candidato a deputado federal.

 

Quase impossível

Muito difícil Mendonça partir para uma composição com André Moura, que tem como pré-candidato a governador Eduardo Amorim (PSDB), cujo irmão Edvan Amorim é desafeto político do democrata. Isso, inclusive, foi a razão do rompimento político de Mendonça com o ex-governador João Alves Filho (DEM), que em 2014 apoiou Eduardo para governador.

 

O quadro 1

O pré-candidato a governador do DEM está tendo dificuldade de composição política e, inclusive, não conta com apoio de algumas lideranças do partido. Na última sexta-feira, quando do lançamento da sua pré-candidatura, não estavam presentes os dois vereadores de Aracaju: Vinícius Porto e Juvêncio Oliveira. Assim como a senadora Maria do Carmo Alves (DEM).

 

O quadro 2

A coluna tem informações que Vinícius e Juvêncio estão com o PSD do deputado federal Fábio Mitidieri e de Belivaldo Chagas. E que, por falta de apoio, Mendonça caminha para ir para as eleições com chapa puro sangue, ou seja, toda a chapa majoritária como filiados ao DEM. Por enquanto, o único nome definido como vice é o do coronel reformado do exército Jorge Huseka (DEM), que não é conhecido do partido.

 

Fafen 1

No final da tarde de hoje, o governador Belivaldo Chagas assinará decreto instituindo um grupo executivo para apresentar alternativas ao fechamento da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) em Sergipe.  A assinatura ocorrerá durante uma reunião com vereadores da região do Vale do Cotinguiba (Laranjeiras, Santo Amaro, Maruim, Riachuelo, Divina Pastora e Rosário do Catete), às 17h, no auditório do Palácio de Despachos.

 

Fafen 2

O grupo será composto por 11 membros, representantes dos órgãos e entidades da Administração Pública e do setor produtivo, e deverá estabelecer interlocução junto aos órgãos competentes, em especial junto à Petrobras, Sergás, Deso, Energisa e Prefeitura de Laranjeiras. Com o decreto desta terça, a intenção do Estado é que os estudos sejam intensificados para encontrar uma alternativa para reverter o fechamento da Fafen, cujo governo conseguiu um prazo de 120 dias, a partir de 30 de junho, contra a hibernação da fábrica. 

 

Veja essa ...

Do candidato do presidente Michel Temer à presidência da República, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), em entrevista a revista IstoÉ, falando que é a favor da liberação da maconha: "Acho que a maconha é uma questão de direito individual. Não devemos penalizar e criminalizar o consumidor. Principalmente se for para uso medicinal. Maconha eu liberaria, mas dentro de algumas restrições, com controle rígido, como outros países fazem. Ainda mais depois que as pesquisas apontaram que não causa danos permanentes. Cocaína, sim. Tem que ser criminalizada".

 

Curtas

De Belivaldo Chagas sobre o seu jingle da pré-campanha, que mostra que Sergipe acelerou com ele no governo: "Chegou, chegando o jingle da nossa pré-campanha. E não podia chegar numa época melhor. Aumente o volume e curta à vontade".

 

Os pré-candidatos a governador e senador circularam bem no final de semana pelo interior do Estado.  Belivaldo esteve na abertura dos festejos juninos de Pirambú, Barra dos Coqueiros e Itaporanga d´Ajuda ao lado dos pré-candidatos a senador Jackson Barreto e Rogério Carvalho.

 

Em Pirambú, cujo prefeito Elinho Martins é cunhado de André Moura, Belivaldo andou com o prefeito Dadau (Santo Amaro), o ex-prefeito Nilton (Pirambú), o ex-prefeito Hélio Sobral (Japaratuba), o ex-prefeito Laércio Passos (Rosário do Catete), o vereador de Pirambu Clebio Gomes, os vereadores de Japaratuba Eugenio e Albert Moura.

 

O pré-candidato a governador Valadares Filho (PSB) esteve na abertura dos festejos juninos de Itaporanga d´Ajuda ao lado do senador Valadares (PSB) e do pré-candidato ao Senado Henry Clay e lideranças locais. De lá retornaram para Aracaju, para o Forró da OAB, no Iate Clube.