Sem novas baixas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O deputado federal André Moura (PSC) agora é cidadão aracajuano. A solenidade de entrega do titulo ocorreu ontem à tarde, no plenário da Câmara Municipal, com a presença do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), lideranças políticas, familiares e amigos do ho
O deputado federal André Moura (PSC) agora é cidadão aracajuano. A solenidade de entrega do titulo ocorreu ontem à tarde, no plenário da Câmara Municipal, com a presença do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), lideranças políticas, familiares e amigos do ho

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 15/06/2018 às 07:28:00

 

Nas rodas políticas sempre se 
comenta a possibilidade do 
PDT deixar a base do governo para apoiar o pré-candidato a deputado federal Valadares Filho (PSB), indicando o vice, e até mesmo da saída do PT para uma outra composição ou candidatura própria ao governo.
Em conversa ontem com a coluna, o governador Belivaldo Chagas (PSD) disse que não trabalha mais com a possibilidade de baixa no seu agrupamento político para as eleições deste ano.
Segundo ele, o único impasse era a disputa para o Senado quando o PT pleiteava uma vaga para Rogério Carvalho e o PRB para Heleno Silva, uma vez que havia um entendimento no grupo que a outra vaga era de Jackson Barreto (MDB).
"Esse problema foi resolvido com a saída do PRB para a oposição. Os candidatos ao Senado da nossa coligação são Jackson Barreto e Rogério Carvalho. Agora só falta fechar o vice, que é desejo nosso e do agrupamento que seja Eliane Aquino (PT)", afirmou.
Belivaldo revela que tem encontrado apoio no agrupamento e que não acredita que o PT ou PDT venha a deixar a base governista.  "Fábio Henrique tem sido sincero e correto. Tem uma participação ativa no governo. Para nós, nessa via, está tudo resolvido", declarou, enfatizando que acalmou a reivindicação do PDT para indicar o vice, após reunião que as lideranças de partidos aliados sugeriram o nome de Eliane.
Com relação ao PT disse que o partido queria a vaga de senador para Rogério Carvalho, que já está definido, e ainda pode ter a vice se Eliane Aquino aceitar o convite.
Sobre o questionamento da Articulação de Esquerda de que é o PT quem define os candidatos, se referindo especificamente ao nome da viúva de Marcelo Déda, o governador disse não ver problema algum nisso. "Farei o convite a Eliane. Se ela aceitar, que defina sua candidatura com o partido", afirma.  
Reafirma que não trabalha com a possibilidade de baixa no seu agrupamento, em razão de todos estarem contemplados. "Se não tiver nenhum acidente de percurso a formação da nossa chapa caminha para ser Belivaldo e Eliane para governo e vice, e Jackson e Rogério para o Senado. O que não posso e não devo é obrigar qualquer partido a fazer parte do agrupamento", frisou.
Finaliza comemorando: "No nosso agrupamento não tem hoje nenhum nível de tensão, está tudo na paz".

Nas rodas políticas sempre se  comenta a possibilidade do  PDT deixar a base do governo para apoiar o pré-candidato a deputado federal Valadares Filho (PSB), indicando o vice, e até mesmo da saída do PT para uma outra composição ou candidatura própria ao governo.
Em conversa ontem com a coluna, o governador Belivaldo Chagas (PSD) disse que não trabalha mais com a possibilidade de baixa no seu agrupamento político para as eleições deste ano.
Segundo ele, o único impasse era a disputa para o Senado quando o PT pleiteava uma vaga para Rogério Carvalho e o PRB para Heleno Silva, uma vez que havia um entendimento no grupo que a outra vaga era de Jackson Barreto (MDB).
"Esse problema foi resolvido com a saída do PRB para a oposição. Os candidatos ao Senado da nossa coligação são Jackson Barreto e Rogério Carvalho. Agora só falta fechar o vice, que é desejo nosso e do agrupamento que seja Eliane Aquino (PT)", afirmou.
Belivaldo revela que tem encontrado apoio no agrupamento e que não acredita que o PT ou PDT venha a deixar a base governista.  "Fábio Henrique tem sido sincero e correto. Tem uma participação ativa no governo. Para nós, nessa via, está tudo resolvido", declarou, enfatizando que acalmou a reivindicação do PDT para indicar o vice, após reunião que as lideranças de partidos aliados sugeriram o nome de Eliane.
Com relação ao PT disse que o partido queria a vaga de senador para Rogério Carvalho, que já está definido, e ainda pode ter a vice se Eliane Aquino aceitar o convite.
Sobre o questionamento da Articulação de Esquerda de que é o PT quem define os candidatos, se referindo especificamente ao nome da viúva de Marcelo Déda, o governador disse não ver problema algum nisso. "Farei o convite a Eliane. Se ela aceitar, que defina sua candidatura com o partido", afirma.  
Reafirma que não trabalha com a possibilidade de baixa no seu agrupamento, em razão de todos estarem contemplados. "Se não tiver nenhum acidente de percurso a formação da nossa chapa caminha para ser Belivaldo e Eliane para governo e vice, e Jackson e Rogério para o Senado. O que não posso e não devo é obrigar qualquer partido a fazer parte do agrupamento", frisou.
Finaliza comemorando: "No nosso agrupamento não tem hoje nenhum nível de tensão, está tudo na paz".

 

Com Eliane 1

Segundo Belivaldo Chagas (PSD) será neste final de semana a conversa com a vice-prefeita Eliane Aquino (PT) para que possa convidá-la para ser sua vice nas eleições deste ano. Explica que a reunião não ocorreu até ontem, como gostaria, diante da agenda apertada do governo.  

 

Com Eliane 2

Revela que quer sentar a sós com Eliane e sem pressa de algum compromisso para que possa, com tranquilidade, conversar sobre a conjuntura política, sobre a administração, o que ela pensa sobre Aracaju e o estado no presente e no futuro. "Quero ouvir suas posições e falar das minhas de forma tranquila e transparente", salientou.

 

Otimismo no sim 1

"Eliane sabe do carinho e da convivência tranquila com Marcelo Déda, quando seu vice. Isso facilitará o entendimento com o amigo Belivaldo. Ela sabe que vai conviver com uma pessoa que confia e que tem compromisso", acredita.

 

Otimismo no sim 2

Disse ainda Belivaldo, demonstrando otimismo que a vice-prefeita aceitará o convite para ser sua vice e que o PT vai referendar isso: "Eliane é competente, uma pessoa de projeto. Sabe da importância do projeto para Sergipe e que não pode deixar de ter a continuidade".

 

Só final de julho

Do governador sobre o impasse entre aliados com relação ao "chapão" para deputado estadual, defendido pelo MDB e PSD, e que tem como contrários o Podemos, que quer fazer uma "chapinha" com o PCdoB, e o PT que quer sair sozinho, sem qualquer coligação: "Só discutirei isso na semana da convenção. Não é para agora".

 

Novela da subvenção 1

Na próxima quinta-feira, 21, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deverá dar continuidade ao julgamento dos recursos especiais dos deputados e ex-deputados de Sergipe que foram condenados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a cassação do mandato, inelegibilidade e pagamento de multa por irregularidades nas subvenções da Assembleia Legislativa em 2014.

 

Novela da subvenção 2

O ministro do TSE, Tarcisio Vieira, que pediu vistas no julgamento da última terça-feira, 12, devolveu ontem os recursos de deputados e ex-deputados de Sergipe. Com isso, eles devem voltar a pauta da Corte na quinta-feira da semana que vem.

 

Tempo fechou 1

Na manhã de ontem, na Câmara Municipal de Aracaju, houve troca de farpas em plenário entre vereadores da oposição e da situação por conta do cancelamento da audiência pública que aconteceria com a presença do secretário municipal de Finanças, Jeferson Passos.  Jeferson chegou a Câmara, mas não fez a audiência com a alegação de que teria passado mal e ido para o hospital.

 

Tempo fechou 2

Teve ainda troca de acusações entre o vereador Cabo Amintas e o próprio secretário. Tudo porque Amintas, achando que poderia ser uma desculpa esfarrapada a questão do mal estar de Jeferson, foi até a sala das comissões e deu de cara com ele sentado na mesa conversando normalmente com o líder do prefeito, professor Bittencourt e o presidente da Câmara Nitinho.

 

Tempo fechou 3

"Ficaram surpresos porque já cheguei filmando toda ação e interpelando o secretário, que disse que tinha tido uma queda de pressão, mas já tinha se reestabelecido. Então questionei se iria para o plenário prestar contas aos vereadores e ao povo de Aracaju", disse Amintas, enfatizando que por conta disso o secretário o agrediu verbalmente e o acusou de assassino.

 

Tempo fechou 4

Amintas disse que iria a delegacia prestar um BO para que o secretário provasse a acusação e o acusou de quebrar o estado e de tentar quebrar a Prefeitura de Aracaju. O acusou ainda de pratica de nepotismo, pelo fato dele, da mulher e irmã ganharem dinheiro do município.  

 

Na Alese

Ontem, na Assembleia Legislativa, o secretário Ademário Alves (Fazenda) apresentou os números financeiros do Estado referentes ao terceiro quadrimestre do exercício de 2017.  Destacou que as receitas do Estado estão estáveis, com uma pequena variação em relação ao primeiro quadrimestre de 2017. "Na receita total houve uma evolução de 6,8% e de 5,5% na receita corrente. Pelo indicativo está sendo sinalizado que o exercício de 2018 já apresenta um quadro melhor do que foi em 2017", disse, registrando que o FPE e o ICMS estão muito atrelados ao crescimento econômico.

 

Plano de Saúde

O requerimento para abertura de uma comissão parlamentar de inquérito para investigar os reajustes dos planos de saúde deve ser lido na próxima semana. A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), que idealizou a comissão, anunciou ter conseguido as 27 assinaturas necessárias para regimentalmente solicitar a criação da CPI. Segundo ela, os reajustes dos planos têm ocorrido acima da inflação e com o consentimento da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que deveria proteger os consumidores.

 

Veja essa ...

Do pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, à imprensa, após encontro ontem com empresários em São Paulo: "O MDB está no poder, destruiu o projeto do PT, destruiu o projeto do PSDB e precisa ser destruído  pelos meios democráticos".

 

Curtas

O Democratas oficializa hoje a pré-candidatura do ex-deputado federal Mendonça Prado ao governo. Será às 7h, na sede do partido.

 

O ex-governador Jackson Barreto, pré-candidato ao senado, visitou ontem alguns bairros de Aracaju ao lado do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). "Se tem uma coisa que me deixa orgulhoso é andar pelas ruas da periferia de Aracaju e saber de cor todas as obras que fiz quando fui prefeito", disse JB.

 

Antes de circular com Jackson por alguns bairros de Aracaju, Edvaldo Nogueira lançou, ao lado do deputado federal e pré-candidato ao Senado, André Moura, a programação completa do Forró-Caju e dos festejos juninos nos bairros. Foi André quem viabilizou a liberação dos recursos do governo federal para a festa.

 

O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, Anivaldo Miranda, criticou ontem a proposta que vincula a destinação de recursos para a revitalização da bacia do rio São Francisco à eventual privatização da Eletrobras. Ele participou de audiência pública promovida na terça-feira (12) pela comissão externa da Câmara dos Deputados que avalia a situação hídrica em Minas Gerais.

 

 O governador Belivaldo Chagas será o entrevistado deste sábado do programa Resenha Sertaneja, da Xingó FM, das 9 às 12 horas. Outros pré-candidatos já participaram do programa.