Combate às fake news

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/05/2018 às 06:56:00

 

A campanha eleitoral para as elei
ções deste ano somente iniciará 
no dia  16 de agosto, mas nas redes sociais ela já começou.  São ataques diários de assessores ou simpatizantes de algum pré-candidato colocados nas redes sociais, sendo, em muitos casos, inverdades, os chamados fake news.
As fake news são como pólvoras, basta riscar o fósforo, ou seja, jogar nas redes sociais, que provocam um incêndio de grande proporção. Há discussões, debates e agressões verbais tanto do lado do agressor quanto da vítima.
O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) foi o primeiro político a se manifestar publicamente contra as fake news. Denunciou na segunda-feira uma "campanha revanchista que está baixando o nível da pré-campanha eleitoral". 
Disse que o PSB ingressará está semana com 17 ações contra pessoas já identificadas como responsáveis por espalhar fake news nas redes sociais contra ele e o deputado federal Valadares Filho, pré-candidato a governador.
Chegou a declarar o senador: "Em virtude da posição firme e corajosa assumida pelo PSB, em formar um novo agrupamento político em Sergipe, apresentando uma nova alternativa para tirar o nosso povo do sufoco em que foi jogado pelas forças do atraso, no plano estadual e no plano federal, tanto eu como Valadares Filho temos sido vítimas de uma campanha de ataques covardes e injuriosos que são publicados nas redes diariamente, sob o patrocínio e a orientação de nossos adversários".
Enfatizou ainda: "Sempre defendemos o direito à informação e à liberdade de informação, mas não vamos tolerar mentiras e notícias falsas que são propagadas através das fake news".
Nesta quarta-feira, será lançada a Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento às Fake News. Coordenada pelo deputado Márcio Marinho (PRB-BA), a frente já reúne 218 deputados e 11 senadores.
O deputado pediu a criação do grupo por causa da grande repercussão que o tema vem tendo, especialmente com a proximidade das eleições no país. "Esta grande onda de notícias falsas que circulam diariamente, em especial através das redes sociais, vem causando prejuízos à verdade dos fatos e à liberdade de expressão", aponta Marinho.
O lançamento da frente está marcado para as 16 horas, no Salão Nobre da Câmara.
Alguma coisa realmente precisa ser feita para conter as fake news!

A campanha eleitoral para as elei ções deste ano somente iniciará  no dia  16 de agosto, mas nas redes sociais ela já começou.  São ataques diários de assessores ou simpatizantes de algum pré-candidato colocados nas redes sociais, sendo, em muitos casos, inverdades, os chamados fake news.
As fake news são como pólvoras, basta riscar o fósforo, ou seja, jogar nas redes sociais, que provocam um incêndio de grande proporção. Há discussões, debates e agressões verbais tanto do lado do agressor quanto da vítima.
O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) foi o primeiro político a se manifestar publicamente contra as fake news. Denunciou na segunda-feira uma "campanha revanchista que está baixando o nível da pré-campanha eleitoral". 
Disse que o PSB ingressará está semana com 17 ações contra pessoas já identificadas como responsáveis por espalhar fake news nas redes sociais contra ele e o deputado federal Valadares Filho, pré-candidato a governador.
Chegou a declarar o senador: "Em virtude da posição firme e corajosa assumida pelo PSB, em formar um novo agrupamento político em Sergipe, apresentando uma nova alternativa para tirar o nosso povo do sufoco em que foi jogado pelas forças do atraso, no plano estadual e no plano federal, tanto eu como Valadares Filho temos sido vítimas de uma campanha de ataques covardes e injuriosos que são publicados nas redes diariamente, sob o patrocínio e a orientação de nossos adversários".
Enfatizou ainda: "Sempre defendemos o direito à informação e à liberdade de informação, mas não vamos tolerar mentiras e notícias falsas que são propagadas através das fake news".
Nesta quarta-feira, será lançada a Frente Parlamentar Mista de Enfrentamento às Fake News. Coordenada pelo deputado Márcio Marinho (PRB-BA), a frente já reúne 218 deputados e 11 senadores.
O deputado pediu a criação do grupo por causa da grande repercussão que o tema vem tendo, especialmente com a proximidade das eleições no país. "Esta grande onda de notícias falsas que circulam diariamente, em especial através das redes sociais, vem causando prejuízos à verdade dos fatos e à liberdade de expressão", aponta Marinho.
O lançamento da frente está marcado para as 16 horas, no Salão Nobre da Câmara.
Alguma coisa realmente precisa ser feita para conter as fake news!

 

Ponto de vista 1

O dirigente do PT, Silvio Santos, defende que o governador Belivaldo Chagas (PSD) defina logo a questão do vice para que não gere um processo de desgaste e dissidência no agrupamento político. Se referiu ao fato de algumas lideranças terem sugerido o nome de Eliane Aquino (PT) como vice, durante reunião do governador com dirigentes de partidos aliados, e no dia seguinte o PDT de Fábio Henrique ter saído com nota dizendo que queria compor a chapa majoritária e o deputado federal Fábio Reis (MDB) já ter sugerido como vice o empresário Marcos Franco (MDB).

 

Ponto de vista 2

"Entendo que já passou da hora de Belivaldo chamar o feito a ordem, sob pena de gerar um processo de discórdia que não acaba nunca e até dissidência como ocorreu com o PRB. O governador, como líder, pode defender uma chapa e trabalhar para consolidá-la.  Colocá-la na rua e começar a trabalhar. A vontade do majoritário é importante. Os aliados  têm de entender isso", disse Silvio à coluna.

 

Ponto de vista 3

Revela que até o momento o governador não teve qualquer conversa com Eliane nem com o PT sobre o seu nome para vice. Reafirma que para o partido é interessante ter dois nomes na chapa majoritária, mas a prioridade é a vaga de senador. "É política do PT eleger um maior número de congressistas. Não será colocada nenhuma dificuldade para o nome de Eliane como vice, é um nome importante, mas precisa oficializar isso para não gerar um desgaste", avalia.

 

Encontro petista 1

Está pré-agendado para o dia 10 de junho o Encontro de Estratégia Tática do PT para discussão de alianças e indicativos de pré-candidatos. Segundo Silvio Santos, a data pode ser mais para a frente em atendimento a um pleito da Tendência Articulação de Esquerda, da deputada estadual Ana Lúcia, que deseja uma discussão mais ampla sobre alianças, já que é contra uma aliança do partido com o agrupamento do ex-governador Jackson Barreto (MDB).

 

Encontro petista 2

Segundo o dirigente petista, da tendência Movimento PT, a definição da data do Encontro de Estratégia Tática ocorrerá na reunião da Executiva Estadual, que deverá ocorrer na próxima semana.

 

Pode ficar 1

O governador Belivaldo Chagas conversou ontem com os dirigentes do Sindicato dos Médicos de Sergipe, que pleiteiam isonomia salarial. Na oportunidade, os médicos externaram satisfação com o secretário interino da Saúde, Valberto Lima, por ser cirurgião do Huse há 32 anos. Destacaram o fato de ter muito tempo que a secretaria vinha sendo ingerida por não médicos, uma vez que os últimos gestores foram Silvio Santos, Zezinho Sobral Conceição Mendonça e Almeida Lima.

 

Pode ficar 2

Belivaldo disse que Valberto pode continuar na saúde por vir cumprindo papel de gestão técnica e que tomará em breve a decisão se ele permanecerá ou não no comando da pasta no Estado.

 

Na CPI do Lixo 1

A ex-coordenadora do Deotap, a delegada Danielle Garcia, será ouvida na CPI do Lixo que apura supostas irregularidades nos contratos da limpeza pública entre a Prefeitura de Aracaju e a empresa Torre. O requerimento, de autoria do vereador Fábio Meireles (PPS), foi aprovado na reunião da CPI realizada ontem na Câmara Municipal.

 

Na CPI do Lixo 2

Segundo o vereador, a sua intenção é obter informações técnicas que foram coletadas pela equipe que foi coordenada por Danielle Garcia no curso do inquérito para que possam subsidiar os trabalhados de forma embasada. Ressalta que a previsão da oitiva é para o começo do mês de junho.

 

Primeira reação

Foi só os caminhoneiros de todo o país bloquearem na segunda e na terça-feira as rodovias do país contra o 11º reajuste do preço do diesel e da gasolina neste ano, que chegou a 16,07%, que o presidente Michel Temer resolveu agir. Após reunião com a equipe econômica e alguns ministros na segunda-feira, a Petrobras anunciou ontem que a partir desta quarta-feira a gasolina e o óleo diesel ficarão mais baratos nas refinarias de todo o país. Informações divulgadas no site da Petrobras indicam que o preço da gasolina cairá 2,08% e o do diesel, 1,54%.

 

No Senado 1

Os ministros da Fazenda, Eduardo Guardia, e de Minas e Energia, Moreira Franco, serão convidados para uma audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE). Os representantes do governo deverão dar explicações sobre a atual política de reajuste de combustíveis adotada pelo governo federal.

 

No Senado 2

O requerimento para a reunião é dos senadores Jorge Viana (PT-AC) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), que criticaram os constantes reajustes da gasolina, óleo diesel e gás de cozinha.

 

Em Sergipe 1

Alguns políticos de Sergipe também se manifestaram contra os constantes aumentos do preço dos combustíveis, que no Estado a gasolina chegou a R$ 4,50. Declarou o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) após o 11º reajuste: "Com mais esse reajuste no preço dos combustíveis, a gasolina e o diesel atingiram preços estratosféricos. Isso é um absurdo!".

 

Em Sergipe 2

Indagou o parlamentar: "Como pode um caminhoneiro pagar quase R$ 4,00 em um litro de óleo? E um simples cidadão precisar pagar quase R$ 5,00 em um litro de gasolina? Sendo que o salário mínimo teve um aumento de R$ 17,00? Este "DesGoverno" está destruindo o meu país. Devolvam o meu Brasil!".

 

Em Sergipe 3

Protestou o ex-deputado federal Mendonça Prado (DEM): "Os constantes aumentos dos combustíveis é uma barreira ao desenvolvimento socioeconômico. Como o atual governo é o que mais aumentou preços nos últimos anos, tornou-se o grande responsável pelo sufoco financeiro das pessoas físicas e jurídicas. É o maior algoz dos brasileiros".

 

Cadê os paneleiros?

E os paneleiros permanecem em silêncio, sem comparecer as janelas dos seus luxuosos prédios para bater panela contra os aumentos abusivos no preço dos combustíveis. É realmente bizarro!

 

Foro privilegiado

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu que a restrição do foro privilegiado de parlamentares, decidida neste mês pelo plenário da Corte, seja estendida também ao foro especial de governadores no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Em 3 de maio, o plenário do STF decidiu que só devem permanecer no Supremo processos sobre supostos crimes praticados por deputados e senadores durante e em razão do mandato. Até o momento, ao menos 115 processos foram baixados de instância, sendo aplicado esse entendimento.  

 

Veja essa ...

Durante solenidade de entrega do título de Cidadão Aracajuano ao presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe, desembargador Cezário Siqueira, realizado na segunda-feira à tarde, por iniciativa do vereador Elber Batalha Filho (PSB), o senador Valadares (PSB) cumprimentou todos à Mesa, menos o hoje seu desafeto político, o governador Belivaldo Chagas (PSD). Chamou a atenção de todos.

 

Curtas

Clima de euforia na base governista com resultado de pesquisa de intenção de votos para consumo interno que mostra o crescimento de Belivaldo Chagas, após ter assumido o governo, em vários municípios. Em alguns municípios estratégicos, conseguiu o dobro da intenção de voto que tinha antes.

 

O ex-prefeito Diogo Machado (Carira) assumiu ontem a diretoria administrativa e financeira da Cohidro, que é presidida por Carlos Melo.

 

Ontem o líder do governo no Congresso, o pré-candidato ao Senado pelo PSC André Moura, se reuniu com os presidentes do Senado e da Câmara dos Deputados, Eunício Oliveira (MDB) e Rodrigo Maia (DEM) respectivamente, e o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP), para definição da pauta de votações nas duas Casas Legislativas. 

 

 Do membro da CPI da Saúde, vereador Anderson de Tuca (PRTB), durante pronunciamento ontem na Câmara sobre a CPI que está investigando contratos da Prefeitura de Aracaju com hospitais: "Não vou sossegar enquanto a verdade não vier à tona".

 

O presidente da OAB Sergipe, Henri Clay, vai se licenciar do cargo para poder se habilitar a concorrer a mandato eletivo nas eleições deste ano. Já ontem, em Brasília, protocolou oficialmente junto ao Conselho Federal e ao Colégio de Presidentes da Ordem dos Advogados do Brasil, a sua decisão de licenciar-se "com o intento de concorrer a cargo eletivo nas próximas eleições gerais".