Prefeitura cumpre acordo e leva serviços e assistência aos ocupantes do galpão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
INVASORES QUE FORAM TRANSFERIDOS PARA GALPÃO NO SIQUEIRA CAMPOS JÁ FORAM CADASTRADOS E ESTÃO RECEBENDO ASSISTÊNCIA DE SAÚDE, ÁGUA E ALIMENTOS
INVASORES QUE FORAM TRANSFERIDOS PARA GALPÃO NO SIQUEIRA CAMPOS JÁ FORAM CADASTRADOS E ESTÃO RECEBENDO ASSISTÊNCIA DE SAÚDE, ÁGUA E ALIMENTOS

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 16/05/2018 às 05:23:00

 

Como selado em acor
do com representan
tes do Movimento de Trabalhadores Sem Terra (MTST) e dos ocupantes do terreno na Coroa do Meio em reunião na segunda-feira, 14, já na manhã desta terça-feira, 15, equipes da Prefeitura de Aracaju, por meio das secretarias municipais da Assistência Social, do Planejamento, Orçamento de Gestão (Seplog) e da Saúde (SMS), realizaram serviços para melhor assistir os ocupantes que receberam acolhimento num galpão cedido pela Prefeitura.
No início da manhã, o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) levou uma unidade itinerante até o galpão onde os ocupantes estão sendo alojados para disponibilizar testes rápidos de hepatites (B e C), HIV/Aids e sífilis. "Nós oferecemos a todos os que tinham interesse em realizar o teste. O resultado saiu poucos minutos depois. O veículo tem toda a estrutura necessária para fornecer o serviço que é de extrema importância, ainda mais em um local em que verificamos que existem muitas mulheres grávidas e que, muitas vezes, não fizeram um acompanhamento do pré-natal. Tudo é feito de maneira muito dinâmica. Conversamos com cada um antes até para termos conhecimento de como anda a saúde deles e, logo depois, realizamos a coleta de sangue. A receptividade foi muito boa", afirmou a psicóloga que faz parte da equipe do CTA, Aline Rabelo. 
Uma das ocupantes, a senhora Lindete Santos, de 68 anos, ficou satisfeita com o serviço. "Acho importante sempre cuidar da saúde e hoje tivemos a facilidade de fazer os testes onde estamos alojados e isso foi muito bom", disse logo após receber o resultado negativo para as doenças que realizou o teste. 
Além do serviço de saúde, outra providência tomada pela Prefeitura foi o começo da instalação dos ventiladores, como ficou acertado. Ainda pela manhã, os andaimes foram colocados no galpão para que pudessem servir na montagem dos 30 aparelhos. Bebedouros elétricos também serão alocados no galpão, um total de seis. 
Equipes da Assistência Social também estiveram no galpão para cumprir outra medida acertada em acordo. Hoje, foram entregues 15 cestas básicas para os ocupantes e, na próxima semana, outras 15 chegarão. "Assim foi o que acertamos com o movimento e com os ocupantes. Entregamos também água e estamos repondo os materiais de limpeza e higiene. É um esforço que fazemos para tentar melhorar condições dessas famílias", ressaltou a diretora da Proteção Social, Inácia Brito.

Como selado em acor do com representan tes do Movimento de Trabalhadores Sem Terra (MTST) e dos ocupantes do terreno na Coroa do Meio em reunião na segunda-feira, 14, já na manhã desta terça-feira, 15, equipes da Prefeitura de Aracaju, por meio das secretarias municipais da Assistência Social, do Planejamento, Orçamento de Gestão (Seplog) e da Saúde (SMS), realizaram serviços para melhor assistir os ocupantes que receberam acolhimento num galpão cedido pela Prefeitura.
No início da manhã, o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) levou uma unidade itinerante até o galpão onde os ocupantes estão sendo alojados para disponibilizar testes rápidos de hepatites (B e C), HIV/Aids e sífilis. "Nós oferecemos a todos os que tinham interesse em realizar o teste. O resultado saiu poucos minutos depois. O veículo tem toda a estrutura necessária para fornecer o serviço que é de extrema importância, ainda mais em um local em que verificamos que existem muitas mulheres grávidas e que, muitas vezes, não fizeram um acompanhamento do pré-natal. Tudo é feito de maneira muito dinâmica. Conversamos com cada um antes até para termos conhecimento de como anda a saúde deles e, logo depois, realizamos a coleta de sangue. A receptividade foi muito boa", afirmou a psicóloga que faz parte da equipe do CTA, Aline Rabelo. 
Uma das ocupantes, a senhora Lindete Santos, de 68 anos, ficou satisfeita com o serviço. "Acho importante sempre cuidar da saúde e hoje tivemos a facilidade de fazer os testes onde estamos alojados e isso foi muito bom", disse logo após receber o resultado negativo para as doenças que realizou o teste. Além do serviço de saúde, outra providência tomada pela Prefeitura foi o começo da instalação dos ventiladores, como ficou acertado. Ainda pela manhã, os andaimes foram colocados no galpão para que pudessem servir na montagem dos 30 aparelhos. Bebedouros elétricos também serão alocados no galpão, um total de seis. 
Equipes da Assistência Social também estiveram no galpão para cumprir outra medida acertada em acordo. Hoje, foram entregues 15 cestas básicas para os ocupantes e, na próxima semana, outras 15 chegarão. "Assim foi o que acertamos com o movimento e com os ocupantes. Entregamos também água e estamos repondo os materiais de limpeza e higiene. É um esforço que fazemos para tentar melhorar condições dessas famílias", ressaltou a diretora da Proteção Social, Inácia Brito.