Reação ao PT no Senado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Quando esteve em Aracaju na terça-feira para um show do Dia das Mães, promovido pelo Shopping Riomar, o cantor Alceu Valença foi ao Parque da Sementeira visitar o monumento em homenagem ao ex-governador Marcelo Déda. Os dois tinham uma amizade boa por con
Quando esteve em Aracaju na terça-feira para um show do Dia das Mães, promovido pelo Shopping Riomar, o cantor Alceu Valença foi ao Parque da Sementeira visitar o monumento em homenagem ao ex-governador Marcelo Déda. Os dois tinham uma amizade boa por con

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 12/05/2018 às 05:09:00

 

Está semana o governador Belival
do Chagas (PSD) externou publi
camente a sua vontade em ter a vice-prefeita Eliane Aquino (PT) como sua vice e declarou que não via problema algum que o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, ocupasse uma vaga para o Senado.
Belivaldo falou isso pelo fato de ser uma imposição do PT uma vaga de senador para Rogério e que ele ficando inelegível, o partido vai querer a vaga para outro petista. O dirigente do PT, Silvio Santos, chegou a sair com nota no mês passado dizendo que para a legenda só interessava a vaga de senador e a não realização de chapão para deputado estadual.
A nota provocou uma reação do deputado federal Fábio Reis (MDB), que chegou a declarar nas redes sociais: "Aqui no grupo temos nossos líderes Jackson Barreto e Belivaldo Chagas que darão as diretrizes. Se teremos chapão e chapinha, quem vai para majoritária, de resto é só bravatas. Chegou o momento de sabermos quem é aliado ou adversário. Quem está no projeto ou tá fora dele".
Ontem, também pelo twitter, Fábio reagiu indiretamente às declarações de Belivaldo de poder aceitar que duas das quatro vagas da chapa majoritária governista sejam ocupadas pelo PT, já que tem uma vontade pessoal de ter Eliane como vice e o aliado PT reivindica o Senado.    
Postou o deputado emedebista: "Se Eliane deve ser a nossa vice, por que PRB não pode indicar a outra vaga do Senado???? Acertamos bem em dar a vice a Eliane, erramos em dar a vaga de Senado ao PT. Essa equação dará muita dor de cabeça mais adiante".
Enfatizou ainda: "Eu e meu grupo temos compromisso em votar em Jackson Barreto para o Senado. Em relação à outra vaga, vejo com bons olhos a possibilidade de votar em outro senador ou em outra coligação".
Fábio deixa claro que não será ponto pacífico que o PT tenha uma das vagas para o Senado.
Como Rogério vem alfinetando o pré-candidato a Senador do MDB, o ex-governador Jackson Barreto, Fábio também não esconde a sua insatisfação com a possibilidade de ter o presidente do PT na chapa majoritária. Chegou até a declarar implicitamente que não votará no petista, votando em JB e em outro candidato de outra coligação.
Trocando em miúdos, Belivaldo terá que atuar como bombeiro para não prejudicar a unidade do seu agrupamento político, que já perdeu o PRB exatamente pela vaga do Senado para o PT e pode perder outros partidos. Vai ter que apagar o incêndio já debelado entre petistas e emedebistas.

Está semana o governador Belival do Chagas (PSD) externou publi camente a sua vontade em ter a vice-prefeita Eliane Aquino (PT) como sua vice e declarou que não via problema algum que o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, ocupasse uma vaga para o Senado.
Belivaldo falou isso pelo fato de ser uma imposição do PT uma vaga de senador para Rogério e que ele ficando inelegível, o partido vai querer a vaga para outro petista. O dirigente do PT, Silvio Santos, chegou a sair com nota no mês passado dizendo que para a legenda só interessava a vaga de senador e a não realização de chapão para deputado estadual.
A nota provocou uma reação do deputado federal Fábio Reis (MDB), que chegou a declarar nas redes sociais: "Aqui no grupo temos nossos líderes Jackson Barreto e Belivaldo Chagas que darão as diretrizes. Se teremos chapão e chapinha, quem vai para majoritária, de resto é só bravatas. Chegou o momento de sabermos quem é aliado ou adversário. Quem está no projeto ou tá fora dele".
Ontem, também pelo twitter, Fábio reagiu indiretamente às declarações de Belivaldo de poder aceitar que duas das quatro vagas da chapa majoritária governista sejam ocupadas pelo PT, já que tem uma vontade pessoal de ter Eliane como vice e o aliado PT reivindica o Senado.    
Postou o deputado emedebista: "Se Eliane deve ser a nossa vice, por que PRB não pode indicar a outra vaga do Senado???? Acertamos bem em dar a vice a Eliane, erramos em dar a vaga de Senado ao PT. Essa equação dará muita dor de cabeça mais adiante".
Enfatizou ainda: "Eu e meu grupo temos compromisso em votar em Jackson Barreto para o Senado. Em relação à outra vaga, vejo com bons olhos a possibilidade de votar em outro senador ou em outra coligação".
Fábio deixa claro que não será ponto pacífico que o PT tenha uma das vagas para o Senado.
Como Rogério vem alfinetando o pré-candidato a Senador do MDB, o ex-governador Jackson Barreto, Fábio também não esconde a sua insatisfação com a possibilidade de ter o presidente do PT na chapa majoritária. Chegou até a declarar implicitamente que não votará no petista, votando em JB e em outro candidato de outra coligação.
Trocando em miúdos, Belivaldo terá que atuar como bombeiro para não prejudicar a unidade do seu agrupamento político, que já perdeu o PRB exatamente pela vaga do Senado para o PT e pode perder outros partidos. Vai ter que apagar o incêndio já debelado entre petistas e emedebistas.

 

O PP também

Não é somente o deputado federal Fábio Reis (MDB) que defende que o PT não tenha vaga de senador. A coluna tem informações que o PP do deputado federal Laércio Oliveira também não deseja que os petistas indiquem o Senado.

 

Pedra no sapato

Segundo uma liderança política, o PT está criando dificuldades internas do governador Belivaldo Chagas (PSD) com a base aliada. Conta que recentemente teve um embate do PP com o PT pela vaga do presidente de honra do PRB, Heleno Silva, no escritório de representação de Sergipe em Brasília. O PP queria a vaga e o PT foi para cima para emplacar no cargo o nome do petista Pedro Lopes.

 

Mantendo aliados do PRB

Revela que nos cargos ocupados pelo PRB foram exonerados apenas os diretores, permanecendo as nomeações de todos abaixo desses cargos no governo.

 

Mais uma queixa

Ainda de acordo com a liderança política, algumas lideranças do interior, que brigam por espaço, estão reclamando do estilo "protelador" do governador. "Acham que Belivaldo está se comportando como se as eleições fossem daqui a quatro anos e não daqui a quatro meses. Se demorar a reagir, a tomar decisões, como levou um mês para exonerar Almeida Lima da Saúde, pode dificultar, inclusive, a sua ida para o segundo turno das eleições", disse.

 

Conselho político

Ressaltou que o ex-governador Jackson Barreto, inclusive, já alertou Belivaldo para deixar o gabinete e ir para campo. E sugeriu que reunisse urgente o agrupamento político para alinhar posição sobre as eleições de outubro, o que deve ocorrer já na próxima semana.

 

Nova alfinetada 1        

Ontem o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, voltou a criticar indiretamente o ex-governador Jackson Barreto (MDB).  Foi quando afirmou: "Sou o pré-candidato de Lula ao Senado. Coordenamos a visita dele a Sergipe, estamos levando a caravana Lula Livre para todo o estado. Hoje, existem dois blocos: o #timedelula e o #timedeTemer, liderado por André Moura.Tem ainda aqueles que querem ser do nosso time porque Temer é muito rejeitado".

 

Nova alfinetada 2

A alfinetada a Jackson está na colocação "Tem ainda aqueles que querem ser do nosso time porque Temer é muito rejeitado", uma vez que JB é do mesmo partido do presidente Michel Temer.

 

Vai ter que se explicar muito

Rogério continua se explicando sobre a sua inelegibilidade. Afirmou nas redes sociais: "A inelegibilidade tem sido bastante usada para me tirar do páreo da disputa. Chega a ser deselegante. Quando você tem uma ação sem dolo, não tem a consequência jurídica da inelegibilidade. Meu caso é culposo, sem dolo. Eu espero e tenho muita convicção de que vamos reformar a decisão".

 

Indiciado

O prefeito Valmir Monteiro (PSC) foi indiciado ontem pela Polícia Civil pela acusação de ter contratado funcionários fantasmas em seu gabinete na Assembleia Legislativa, quando era deputado estadual. Investigações da Deotap mostram que entre os contratados estavam trabalhadores rurais que não sabiam nem a onde ficava a Alese.

 

Na lista negra 1

O Congresso em Foco divulgou ontem a lista dos senadores e deputados federais que respondiam a inquérito ou ação penal no Supremo Tribunal Federal (STF) até 30 de abril de 2018, antes da mudança na regra do foro privilegiado.  De Sergipe aparecem na lista os deputados federais Adelson Barreto (PR), André Moura (PSC) e João Daniel (PT), e o senador Eduardo Amorim (PSDB).

 

Na lista negra 2

O levantamento do Congresso em Foco mostra que um em cada três deputados é suspeito de ter cometido algum tipo de crime. Dos 513 integrantes da Câmara, pelo menos 178 respondem na Justiça a inquéritos (procedimentos que podem resultar em processos) ou ações penais (processos que podem acabar em condenação). O PP, o PT e o PSDB são os partidos com mais deputados com pendências criminais. Revela ainda que mais da metade do Senado é acusada de crimes.

 

Agenda em Sergipe 1

Ontem de manhã o deputado federal André Moura (PSC) voltou a se reunir com o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Trataram do sobre o Seminário "Cultura Gera Futuro", a ser realizado no próximo dia 25 de maio, em Aracaju, com a presença na abertura do ministro Sérgio Leitão (Cultura).

 

Agenda em Sergipe 2

Em Sergipe, o ministro terá uma agenda extensa. Ao lado de André, visitará os municípios de Laranjeiras para analisar a recuperação das igrejas históricas e Divina Pastora para conhecer a Basílica construída no século XIX e tombada pelo IPHAN em 1943 por conta da história, tradição e arquitetura.

 

Agenda em Sergipe 3

Já em Aracaju, vão visitar o prédio da Acese que solicitou seu tombamento como patrimônio histórico e cultural e também as áreas dos mercados municipais onde será realizado o Forró Caju 2018. Já à noite, participarão do lançamento dos festejos juninos que serão viabilizados com recursos na ordem de R$ 4 milhões do Ministério da Cultura.

 

Veja essa ...

Do vereador Antônio Bittencourt, presidente estadual do PCdoB, sobre declarações do pré-candidato a deputado estadual do partido, Breno Silveira (genro de Almeida Lima), de não descartar aproximação política com o senador Valadares e o pré-candidato a governador Valadares Filho, do PSB: "Não existe nenhuma possibilidade de apoio ou acordo político da parte do PCdoB para com os Valadares. A porta está fechada, lacrada e o cadeado foi jogado fora por nós. Do lado que os Valadares estiverem, nós estaremos do lado oposto. Se por algum absurdo, houver um alinhamento entre Belivaldo e os Valadares, o PCdoB estará em outro grupo"

 

Curtas

Não aconteceu ontem reunião do PRB para discussão de uma posição política do partido nas eleições deste ano, em razão do deputado estadual Jairo de Glória não poder comparecer. A reunião foi adiada para a próxima segunda-feira.

 

O ex-prefeito Ivan Leite (PRB) também não compareceria à reunião, pois fez a opção de participar ontem, em Estância, do "Governo em Ação" ao lado de Belivaldo e Jackson. Ivan, como Jairo, são contrários ao rompimento político do partido com o governo.

 

Levado pelo presidente estadual Jony Marcos e pelo presidente de honra  Heleno Silva, o PRB caminha para uma aliança com o agrupamento político de André Moura e Eduardo Amorim. O partido não deixou de namorar com os Valadares.  

 

Hoje a Caravana em Defesa de Lula Livre, organizada pelo PT, estará no alto sertão sergipano. Sairá às 9h de Canindé do São Francisco, passando por Poço Redondo e finalizando em Porto da Folha.

 

A interdição total do antigo Hotel Palace pelo Tribunal de Justiça, a pedido do Ministério Público Estadual, foi comemorada pela vereadora Kitty Lima (Rede), que protocolou na Câmara de Aracaju um requerimento com a recomendação no ano passado com receio dos perigos que o prédio abandonado poderia causar à população.