A posição do PT

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Segundo Heleno Silva, que ontem, Dia do Sertanejo, usou chapéu de couro, ele encontra-se de férias do escritório de representação de Sergipe em Brasília e quando acabar o período das férias não retorna mais para o cargo. Heleno não abre mão do Senado e te
Segundo Heleno Silva, que ontem, Dia do Sertanejo, usou chapéu de couro, ele encontra-se de férias do escritório de representação de Sergipe em Brasília e quando acabar o período das férias não retorna mais para o cargo. Heleno não abre mão do Senado e te

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/05/2018 às 06:13:00

 

É natural que no processo pré-elei
toral surjam boatos e especula
ções de tudo o que é lado para ver se cola ou para criar intrigas entre aliados políticos, visando até provocar um racha que fortaleça o adversário político.
As especulações constantes de que é vontade do ex-governador Jackson Barreto (MDB) que Eliane Aquino (PT) seja vice de Belivaldo Chagas (PSD), quer queira, quer não, está levando o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, a pegar ar.
Isso porque Rogério pleiteia uma vaga para o Senado, que, inclusive, já é uma deliberação do partido. E Eliane se desincompatibilizou do cargo de secretária municipal da Ação Social.
O que também está fazendo Rogério pegar ar são as especulações que Jackson fez uma aliança branca para o Senado com o deputado federal André Moura (PSC).
O resultado disso é o pré-candidato a senador petista ter cismado com JB e, inclusive, vir fazendo críticas diretas ou indiretas ao ex-governador, que é pré-candidato ao Senado. A última foi no último sábado quando declarou que o "Senado não é casa para aposentadoria de político! O cara chega no fim da carreira e diz:  ah, vou ser senador. O Senado é para lutar pelos direitos do povo".
As declarações de Jackson de que quando assumiu o governo estava zerado os recursos do Proinveste de fato mexeu com os petistas, levando as especulações de que o partido romperia com o governo. E que Rogério Carvalho teria iniciado conversas com o PSB dos Valadares.
Diante deste cenário político envolvendo o PT e a base governista, o dirigente do partido Silvio Santos, que já foi presidente da legenda no Estado, saiu ontem com nota intitulada "O PT e as eleições 2018 em Sergipe".
Diz a nota: Aos políticos e analistas da política aqui vão algumas dicas para nortearem suas observações quando o tema for eleições 2018 em Sergipe:
1 - O PT, majoritariamente, defende a manutenção do bloco partidário que governa o estado e que hoje é liderado pelo governador Belivaldo Chagas;
2 - Nessa chapa, reivindicamos uma das vagas para o senado e Rogério Carvalho é o nome pré aprovado em instância partidária para esse espaço;
3 - Não nos interessa, em hipótese alguma, a vaga de vice-governador;
4 - O PT não abrirá mão de ter chapa própria para deputado estadual. Isso é inegociável e nesse sentido não nos submeteremos a nenhum tipo de pressão ou jogo de interesses externos;
5 - Alertamos de ante mão que, apesar de todo nosso esforço na direção de compormos esse bloco partidário, o PT jamais ficará refém de exigências cujo interesse principal é o de diminuir a nossa força. A prevalecer essa lógica nesse campo político saberemos buscar outros caminhos;
As colocações do dirigente petista é também uma demonstração de que pegou ar com as várias especulações, principalmente pelo fato de que em nenhum momento o governador Belivaldo Chagas (PSD), que será o condutor do processo eleitoral, prestou qualquer declaração envolvendo o PT e outros aliados.
Até porque todos sabem que no PT prevalece a vontade da maioria e não dos caciques políticos, uma vez que todas as deliberação são decididas no voto e que Rogério é o nome do partido para a chapa majoritária, no cargo de senador.
Dirigentes petistas emprenhando pelos ouvidos é tudo o que quer a oposição, que está rachada.

É natural que no processo pré-elei toral surjam boatos e especula ções de tudo o que é lado para ver se cola ou para criar intrigas entre aliados políticos, visando até provocar um racha que fortaleça o adversário político.
As especulações constantes de que é vontade do ex-governador Jackson Barreto (MDB) que Eliane Aquino (PT) seja vice de Belivaldo Chagas (PSD), quer queira, quer não, está levando o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, a pegar ar.
Isso porque Rogério pleiteia uma vaga para o Senado, que, inclusive, já é uma deliberação do partido. E Eliane se desincompatibilizou do cargo de secretária municipal da Ação Social.O que também está fazendo Rogério pegar ar são as especulações que Jackson fez uma aliança branca para o Senado com o deputado federal André Moura (PSC).
O resultado disso é o pré-candidato a senador petista ter cismado com JB e, inclusive, vir fazendo críticas diretas ou indiretas ao ex-governador, que é pré-candidato ao Senado. A última foi no último sábado quando declarou que o "Senado não é casa para aposentadoria de político! O cara chega no fim da carreira e diz:  ah, vou ser senador. O Senado é para lutar pelos direitos do povo".
As declarações de Jackson de que quando assumiu o governo estava zerado os recursos do Proinveste de fato mexeu com os petistas, levando as especulações de que o partido romperia com o governo. E que Rogério Carvalho teria iniciado conversas com o PSB dos Valadares.
Diante deste cenário político envolvendo o PT e a base governista, o dirigente do partido Silvio Santos, que já foi presidente da legenda no Estado, saiu ontem com nota intitulada "O PT e as eleições 2018 em Sergipe".
Diz a nota: Aos políticos e analistas da política aqui vão algumas dicas para nortearem suas observações quando o tema for eleições 2018 em Sergipe:
1 - O PT, majoritariamente, defende a manutenção do bloco partidário que governa o estado e que hoje é liderado pelo governador Belivaldo Chagas;
2 - Nessa chapa, reivindicamos uma das vagas para o senado e Rogério Carvalho é o nome pré aprovado em instância partidária para esse espaço;
3 - Não nos interessa, em hipótese alguma, a vaga de vice-governador;
4 - O PT não abrirá mão de ter chapa própria para deputado estadual. Isso é inegociável e nesse sentido não nos submeteremos a nenhum tipo de pressão ou jogo de interesses externos;
5 - Alertamos de ante mão que, apesar de todo nosso esforço na direção de compormos esse bloco partidário, o PT jamais ficará refém de exigências cujo interesse principal é o de diminuir a nossa força. A prevalecer essa lógica nesse campo político saberemos buscar outros caminhos;
As colocações do dirigente petista é também uma demonstração de que pegou ar com as várias especulações, principalmente pelo fato de que em nenhum momento o governador Belivaldo Chagas (PSD), que será o condutor do processo eleitoral, prestou qualquer declaração envolvendo o PT e outros aliados.
Até porque todos sabem que no PT prevalece a vontade da maioria e não dos caciques políticos, uma vez que todas as deliberação são decididas no voto e que Rogério é o nome do partido para a chapa majoritária, no cargo de senador.
Dirigentes petistas emprenhando pelos ouvidos é tudo o que quer a oposição, que está rachada.

 

Fogo amigo 1

Uma liderança da base governista disse ontem à coluna que o PT devia "baixar a bola" e ser "menos arrogante" pelo desgaste político que vem enfrentando com a Operação Lava Jato, que, inclusive, levou a prisão o seu líder maior, o ex-presidente Lula.

 

Fogo amigo 2

Segundo ele, o PT não tem outro caminho de aliança que não seja compor com o governador Belivaldo Chagas (PSD). "O PT não tem como se coligar com o agrupamento de André Moura, que é líder do governo que comandou o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Nem com o PSB dos Valadares, que votou pelo impeachment de Dilma. A Rede não vai compor com o PT, que está desgastado politicamente. Qual o caminho do PT se não for se manter aliado do governo?", alfineta.

 

Sem conversa

Em conversa com a coluna, o pré-candidato a governador Valadares Filho (PSB) garantiu que não vem tendo nenhuma conversa sobre as eleições deste ano com o PT. Não se manifestou sobre a possibilidade de algum entendimento político.

 

Descartando PT

Já uma liderança do PSB descartou para a coluna qualquer possibilidade de aliança do PSB com o PT.  "Está descartada aliança do PSB com o PT. O Instituto Paraná divulgou pesquisa ontem que mostra que 61% do eleitorado não votará em candidato apoiado por Lula. Somente 23% votaria. A bandeira do PT de Lula virou uma maldição. Onde estiver 61% da população não vota. A rejeição é grande", avalia.

 

A caminho da oposição 1

O presidente de honra do PRB, Heleno Silva, reafirmou ontem que o seu partido foi preterido da vaga de senador na base governista, que, segundo ele, já está definida há um ano que será de Jackson Barreto e Rogério Carvalho. "Não vou esperar mais. O PRB não quer a vice, quer o Senado. São apenas 40 dias de campanha, o trabalho tem de ser feito na pré-campanha", disse.

 

A caminho da oposição 2

Heleno, que quer disputar o Senado, admitiu que o PRB deve fechar mesmo aliança com o agrupamento de André Moura e do senador Eduardo Amorim (PSDB). "Eduardo me ofereceu uma vaga de senador", frisou, comemorando ontem o fato do prefeito Valmir de Francisquinho (PR) ter declarado apoio a ele e a André para o Senado.

 

A caminho da oposição 3

Segundo ele, o presidente do PRB, deputado federal Jony Marcos, já pediu audiência com o governador Belivaldo Chagas para tratar dessas questões. Ressalta que se após a conversa não se chegar a um entendimento para o Senado o partido vai entregar os cargos que tem no governo e fechar o entendimento com André e Eduardo.

 

Sem rompimento

Enfatiza que o PRB não sairá rompido com o governo. "Não sairemos brigados com o governo, mas por disputa política para o Senado. Indo para a oposição, o deputado estadual Jairo de Glória, que defende a permanência do PRB na base governista, continuará apoiando o governo na Assembleia Legislativa", declarou.

 

Exoneração

O governador Belivaldo Chagas (PSD) já mandou exonerar todos os cargos que o deputado estadual Gustinho Ribeiro (SD) tem no governo, mediante o fato de ter passado para a oposição, onde é pré-candidato a deputado federal pelo agrupamento de André Moura e Eduardo Amorim.

 

Procurando substitutos

Gustinho tem cargos na diretoria do Ipes, do Procon, Funesa, Huse, Detran, e Hospital Regional de Lagarto. Belivaldo, que está vendo nomes para os cargos indicados pelo ex-aliado, já decidiu nomear para a Fundação Estadual da Saúde de Sergipe (Funesa), o atual presidente da Cohidro, Jorge Kleber.

 

Cohidro

Assumirá o comando da Cohidro o ex-presidente da Deso, Carlos Melo, que deixou o cargo está semana. Já está presidindo a Deso o engenheiro Gabriel Campos, que é funcionário de carreira da companhia e uma indicação política do PDT do ex-prefeito Fábio Henrique.

 

Veja essa ...

Um dia após se tornar ré em julgamento realizado pela Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que recebeu denuncia por peculato relativo ao período em que ocupava o cargo de presidente da Assembleia Legislativa, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Angélica Guimarães, não compareceu ontem a sessão do pleno do TCE. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), com o objetivo de levantar valores para o financiamento da campanha eleitoral de seu marido e de seu grupo político, em 2013, Angélica propôs emenda parlamentar para a destinação de R$ 180 mil para duas entidades assistenciais. Segundo o MPF, o dinheiro teria sido desviado das entidades - que não teriam existência de fato - para a campanha eleitoral de 2014.

 

Curtas

Justiça federal bloqueia R$ 132,6 mil das contas da Prefeitura de Poço Verde por reter valores de servidores e não repassar para instituição financeira com a qual mantinha contrato de consignação em folha.

 

Este é o segundo bloqueio de um montante de recursos da administração do prefeito Iggor Oliveira (PSC).

 

Em pronunciamento feito na manhã de ontem, na tribuna da Assembleia, o deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) cobrou do governo do Estado reflexão sobre a situação dos reformados militares. Segundo ele, com a implementação da Lei do Subsídio, policiais e bombeiros militares reformados reclamam queda na patente e perda de direitos.

 

No dia de ontem o vareador Jason Neto (PDT) protocolou na Câmara Municipal de Aracaju um Requerimento solicitando da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania cópia dos laudos de vistorias realizadas pela Defesa Civil Municipal nos prédios ocupados em Aracaju.

 

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem reduzir o alcance do foro privilegiado de deputados e senadores somente para aqueles processos sobre crimes ocorridos durante o mandato e relacionados ao exercício do cargo parlamentar.