Primeiro obstáculo vencido

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O presidente estadual do PRB, deputado federal Jony Marcos, e o ex-prefeito e ex-deputado federal Heleno Silva (PRB), ao lado do senador Eduardo Amorim (PSDB). Foi durante Encontro Nacional de Vereadores, realizado está semana em Brasília.  Estão sempre p
O presidente estadual do PRB, deputado federal Jony Marcos, e o ex-prefeito e ex-deputado federal Heleno Silva (PRB), ao lado do senador Eduardo Amorim (PSDB). Foi durante Encontro Nacional de Vereadores, realizado está semana em Brasília. Estão sempre p

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/04/2018 às 05:32:00

 

Desde que iniciou o processo 
de discussão sobre as elei
ções deste ano que se especula a saída da base aliada do governo para a oposição do PDT do ex-prefeito Fábio Henrique e do PRB do ex-prefeito Heleno Silva.
As especulações têm fundamento em razão das lideranças do PDT e PRB terem tido diversas conversas com lideranças da oposição, a exemplo dos senadores Antônio Carlos Valadares (PSB) e Eduardo Amorim (PSDB), e dos deputados federais André Moura (PSC) e Valadares Filho (PSB).
A proposta da oposição para o PDT, tanto a dos Valadares quanto a do agrupamento político de Eduardo e André, é a do próprio Fábio Henrique ser pré-candidato a vice da chapa majoritária encabeçada pelo grupo. Já para o PRB a proposta é para Heleno ser pré-candidato ao Senado, já que o partido deseja o cargo e ainda não há uma definição na base governista pelo impasse do PT também querer a vaga para o ex-deputado federal Rogério Carvalho, que vem a ser o presidente da legenda.
Por conta desse impasse da segunda vaga de Senador na chapa do pré-candidato a governador Belivaldo Chagas (PSD), o PT também passou a conversar com a oposição. O que também motivou as conversas com a oposição foram declarações do então governador Jackson Barreto (MDB) sobre Marcelo Déda e o Proinvest, e com relação a inelegibilidade de Rogério e Heleno.
Em 7 de abril passado Belivaldo assumiu o governo com a renúncia de Jackson para ser candidato ao Senado com esse cenário político. Anteontem à noite ele já se entendeu politicamente com o PDT, com a nomeação do engenheiro civil e funcionário de carreira da Deso, Gabriel Campos, para a presidência do órgão.
Ao emplacar Gabriel no comando da Deso, o PDT permanece na base aliada do governo e Fábio Henrique será candidato a deputado federal em uma aliança com Belivaldo.
Resolvido o problema com o PDT e pondo fim as especulações sobre a saída do partido do governo, o próximo passo político de Belivaldo será resolver o impasse com o PRB e PT, que pleiteiam a segunda vaga para o Senado.
Mas, pelo andar da carruagem, é muito provável que o governo perca o PRB para a oposição. O partido já está com um pé no agrupamento político de André Moura e Eduardo Amorim, não só pela garantia de uma vaga de senador para Heleno Silva, como por ser mais viável pela oposição a reeleição do presidente da legenda, deputado federal Jony Marcos, e pela força para que se torne elegível.
Agora é aguardar os próximos passos políticos do governador e o desenrolar dos acontecimentos...

Desde que iniciou o processo  de discussão sobre as elei ções deste ano que se especula a saída da base aliada do governo para a oposição do PDT do ex-prefeito Fábio Henrique e do PRB do ex-prefeito Heleno Silva.
As especulações têm fundamento em razão das lideranças do PDT e PRB terem tido diversas conversas com lideranças da oposição, a exemplo dos senadores Antônio Carlos Valadares (PSB) e Eduardo Amorim (PSDB), e dos deputados federais André Moura (PSC) e Valadares Filho (PSB).
A proposta da oposição para o PDT, tanto a dos Valadares quanto a do agrupamento político de Eduardo e André, é a do próprio Fábio Henrique ser pré-candidato a vice da chapa majoritária encabeçada pelo grupo. Já para o PRB a proposta é para Heleno ser pré-candidato ao Senado, já que o partido deseja o cargo e ainda não há uma definição na base governista pelo impasse do PT também querer a vaga para o ex-deputado federal Rogério Carvalho, que vem a ser o presidente da legenda.
Por conta desse impasse da segunda vaga de Senador na chapa do pré-candidato a governador Belivaldo Chagas (PSD), o PT também passou a conversar com a oposição. O que também motivou as conversas com a oposição foram declarações do então governador Jackson Barreto (MDB) sobre Marcelo Déda e o Proinvest, e com relação a inelegibilidade de Rogério e Heleno.
Em 7 de abril passado Belivaldo assumiu o governo com a renúncia de Jackson para ser candidato ao Senado com esse cenário político. Anteontem à noite ele já se entendeu politicamente com o PDT, com a nomeação do engenheiro civil e funcionário de carreira da Deso, Gabriel Campos, para a presidência do órgão.
Ao emplacar Gabriel no comando da Deso, o PDT permanece na base aliada do governo e Fábio Henrique será candidato a deputado federal em uma aliança com Belivaldo.
Resolvido o problema com o PDT e pondo fim as especulações sobre a saída do partido do governo, o próximo passo político de Belivaldo será resolver o impasse com o PRB e PT, que pleiteiam a segunda vaga para o Senado.
Mas, pelo andar da carruagem, é muito provável que o governo perca o PRB para a oposição. O partido já está com um pé no agrupamento político de André Moura e Eduardo Amorim, não só pela garantia de uma vaga de senador para Heleno Silva, como por ser mais viável pela oposição a reeleição do presidente da legenda, deputado federal Jony Marcos, e pela força para que se torne elegível.
Agora é aguardar os próximos passos políticos do governador e o desenrolar dos acontecimentos...

 

Fora do governo? 1

Ontem, em conversa com a coluna, o pré-candidato a senador Heleno Silva (PRB) não admitiu que o seu partido já está com um pé na oposição. "Não fechamos acordo com a oposição, mas queremos a vaga de senador. Pelo visto o governo não vai nos dar, fomos preteridos", afirmou, enfatizando não ter dúvidas que as duas vagas do Senado na chapa encabeçada por Belivaldo são de Jackson Barreto (MDB) e Rogério Carvalho (PT), e que não há espaço para Heleno.

 

Fora do governo? 2

Indagado qual o caminho que o PRB vai seguir nas eleições deste ano, se com os Valadares ou com o agrupamento de Eduardo Amorim e André Moura, Heleno Silva afirmou: "O caminho do PRB é a vaga para o Senado". Ao ser questionado de quem o PRB está mais perto hoje, se do PSB ou PSDB/PSC, respondeu: "Mesma distância. Rsss".   

 

Com Belivaldo 1

O PT pode até não permanecer na base aliada do governador Belivaldo Chagas (PSD) e apoiando sua pré-candidatura ao governo, mas a tendência PT Classista do deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa, Francisco Gualberto, vai apoiar BC.

 

Com Belivaldo 2

Ontem, Gualberto falou de documento feito durante reunião da sua tendência reafirmando apoio a pré-candidatura de Belivaldo, a sua pré-candidatura a reeleição e reafirmando posição contrária à prisão do ex-presidente Lula. O documento não fala de apoio a pré-candidatura de Rogério Carvalho ao Senado e de algum petista a deputado federal.  

 

Justificando documento

Disse Gualberto, durante discurso na tribuna da Alese: "A sociedade sergipana e quem é da política, principalmente, sabem que o Partido dos Trabalhadores tem no seu estatuto a previsão de organização de tendências internas. São grupos de militantes que defendem teses em algumas questões diferenciadas, mas esse contexto compõe exatamente o caldo de democracia interna e de posições do PT".

 

Dias contados 1

Nas rodas políticas continuam os comentários e apostas se Belivaldo vai tirar ou não Almeida Lima da Secretaria da Saúde. Ontem a coluna recebeu a informação de um aliado do governador que AL não deve passar da próxima semana no comando da pasta.

 

Dias contados 2

"Tem muita coisa na saúde que não está andando e que afeta diretamente a população carente", disse, enfatizando que Belivaldo não tem tempo a perder para mudar esse quadro e que não tem porque manter Almeida na Secretaria da Saúde, já que ele também trabalhou para que não assumisse o governo quando defendeu a permanência de Jackson Barreto no comando do Estado.

 

Dias contados 3

"Foi dado todos os motivos para Almeida deixar a saúde, com as nomeações já feitas. Como ele não deixou o cargo, deverá ser convidado a sair", afirmou. Ainda segundo a fonte, Belivaldo deve nomear para a pasta um médico que será indicação pessoal dele e não política.   

 

Salário de servidor 1

Uma das metas do governador é conseguir pagar os servidores públicos até o quinto dia do mês subsequente e estabelecer um calendário de pagamento até o final do ano, para que o funcionalismo não fique com a angústia da indefinição de salário. Caso não consiga efetuar o pagamento até o quinto dia, Belivaldo trabalha para pagar ao servidor entre dia 10 e 12 e sem parcelamento. Isso é estendido também aos aposentados e pensionistas.

 

Salário de servidor 2

O Governo vai pagar o salário dos servidores públicos deste mês, assim como aos aposentados e pensionistas, no próximo dia 11 de maio. Já os servidores da Secretaria da Educação que trabalham em escolas o pagamento será efetuado nesse sábado.

 

Fica na Seplag

O secretário Rosman Pereira (Planejamento, Orçamento e Gestão), através de nota, desfez ontem boatos de que vai assumir a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) no lugar de Almeida Lima, que acumulava o cargo com a Secretaria de Saúde. "Não procede essa informação. Estou focado 100% nos projetos do governo que tramitam na Secretaria de Planejamento o qual sou o gestor. Hoje mesmo [ontem] estou em Brasília cuidando de projetos do Governo de Sergipe. Darei continuidade aos trabalhos de atribuição da Seplag até o dia que o governador Belivaldo Chagas desejar, portanto, descarto a possibilidade de passar a presidir a Fundação Hospitalar de Saúde".

 

O dia seguinte

Um dia após a condenação a mais de 12 anos de prisão em regime fechado por irregularidades na aplicação das verbas de subvenção da Assembleia Legislativa, pelo pleno do Tribunal de Justiça de Sergipe, o deputado estadual Augusto Bezerra (PHS) não compareceu ontem a sessão plenária da Alese. Já o deputado Paulinho da Varzinhas (PSC) marcou presença, mas não quis conceder entrevista a imprensa.

 

Mais uma queixa

Ontem foi a vez do PV denunciar publicamente pesquisa induzida realizada pelo Instituto Dataplan para senador, por não ter mencionado o nome do pré-candidato ao Senado do partido, Reynaldo Nunes. "O nome de Reynaldo Nunes não aparece para ser avaliado pelos eleitores! Nunes não é estreante. Participou da fundação do Partido Verde em Sergipe (1988), disputou a Prefeitura de Aracaju (2014), combate pelo desenvolvimento de empresas e cidades autossustentáveis e tem histórico nas urnas. O Partido Verde não reconhece esta pesquisa e alerta o TRE pelo cumprimento da regulamentação que garante a integridade da informação", diz nota da sigla.

 

Veja essa ...

Do pré-candidato a governador, deputado federal Valadares Filho (PSB), sobre as nomeações feitas na Saúde pelo governador Belivaldo Chagas (PSD) à revelia do secretário Almeida Lima: "Já está virando uma brincadeira de muito mau gosto com a saúde pública de Sergipe essa birra pessoal de Belivaldo com Almeida e vice-versa. Um governador quando não está satisfeito com o secretário o exonera, inclusive, já deveria ter feito ao declarar em visita ao HUSE que presenciou um campo de concentração e pelo escândalo do Centro de Nefrologia. Infelizmente, vivemos em nosso estado o continuísmo do pior governo da história de Sergipe liderado por Jackson Barreto e Belivaldo".

 

Curtas

O ex-governador Jackson Barreto (MDB) viaja hoje para um período de descanso e só retorna no próximo dia 7 de maio, um dia após o seu aniversário por não querer festa.

 

Na quarta-feira JB fez visita política a lideranças dos municípios de Maruim, Santo Amaro e Salgado. Almoçou em Maruim com o prefeito Jeferson Santana (MDB).

Será na próxima semana, em data ainda a ser definida, a posse de Gabriel Campos na presidência da Deso.

 

Acontece hoje a mudança de sede da Secretaria da Justiça e de Defesa ao Consumidor, que sairá da Beira Mar para a Coroa do Meio. Em razão disso, não haverá expediente externo nesta sexta-feira e na próxima segunda-feira.