Eleições na ótica de uma liderança da oposição

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), está realizando com sucesso, no Brasil, testes com drones para combater mosquitos transmissores de doenças. Os pequenos veículos não tripulados transportam milhares de insetos tornados estéreis através de
A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), está realizando com sucesso, no Brasil, testes com drones para combater mosquitos transmissores de doenças. Os pequenos veículos não tripulados transportam milhares de insetos tornados estéreis através de

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/04/2018 às 00:28:00

A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), está realizando com sucesso, no Brasil, testes com drones para combater mosquitos transmissores de doenças. Os pequenos veículos não tripulados transportam milhares de insetos tornados estéreis através de radiação, que são liberados no meio ambiente e cruzam com mosquitos nativos sem gerar descendentes. Com isso, ao longo do tempo, a população de insetos diminui, reduzindo a propagação de doenças como dengue, zika e outras. O Brasil deve começar a usar este sistema em zonas rurais e urbanas em janeiro do próximo ano, no pico do verão e época do mosquito.

Eleições na ótica de umaliderança da oposição

Em conversa sobre as eleições deste ano com uma liderança veterana da oposição e com mandato parlamentar foi colocado que por dispor de estrutura de governo, o governador Belivaldo Chagas (PSD) estará no segundo turno das eleições.
Ele acredita que pela oposição deverá chegar ao segundo turno o candidato do agrupamento político do deputado federal André Moura (PSC) e do senador Eduardo Amorim (PSDB), que deve ser mesmo Eduardo.
Segundo o parlamentar, em uma eleição majoritária só é competitivo quem tiver grupo político. "Os Valadares estão isolados, por só focarem na coisa familiar. Valadares Filho é pré-candidato a governador, Valadares pai candidato a reeleição de senador e o filho de Pedrinho Valadares é candidato a deputado estadual. Quem vai fazer legenda para a família?", indaga.
Ressalta ainda que Elber Batalha será candidato a deputado federal e Rodrigo Valadares, Luciano Pimentel e Ednei Caetano vão disputar mandato de deputado estadual. "Quem vai servir de escada?", questiona, reafirmando que política se faz com grupo.

Cita como exemplo a eleição em Tobias Barreto e Itabaiana. "Em Tobias, o prefeito Diógenes Almeida votará com Belivaldo e o ex-prefeito Dilson de Agripino com o candidato de André e Eduardo. Em Itabaiana, o prefeito Valmir de Francisquinho e a deputada Maria Mendonça vão votar com André e Eduardo e o ex-prefeito e presidente da Assembleia, Luciano Bispo, vai votar com Belivaldo. Os outros municípios também serão assim. Só uns poucos votos sobrarão para os outros candidatos".
Ainda dentro da sua análise, André e Eduardo dispõem de um grande grupo político que vai para as ruas pedir voto para os dois. "Quem não lembra da eleição de 2010 quando Albano Franco - que foi governador de Sergipe por dois mandatos e senador, e dispondo de dinheiro - disputou o Senado e perdeu? Perdeu porque não teve grupo", avalia.
Com a sua experiência política de várias eleições, a liderança aposta em um segundo turno entre Belivaldo e o candidato a governador do agrupamento de André e Eduardo. "Sairá vitorioso aquele que fizer a melhor composição no segundo turno e não adianta sonhar que a oposição fará o governador e os dois senadores. Isso é só um sonho".

Reconhecimento
da situação 1
Do ex-prefeito Serginho Oliveira (PSD-Nossa Senhora da Glória), aliado do governador Belivaldo Chagas (PSD): "Hoje voto em Belivaldo, continuo votando nele, mas ainda acho que a briga hoje no Estado de Sergipe vai ser entre Belivaldo e Eduardo Amorim para ver quem vai para o segundo turno, porque se Valadares Filho for candidato ele já está no segundo turno. Não voto em Valadares não".

Reconhecimento
da situação 2
Prosseguiu o ex-prefeito: "Valadares Filho vai cair na graça do povo, já sai forte de Aracaju com a sua turma e, pode ter certeza, na hora que colocar a campanha na rua a população vai dizer é o novo, é o novo, e vai para o segundo turno. A briga vai ser de Belivaldo e Amorim para o segundo turno. Vai ser uma briga bonita".

Reconhecimento
da oposição 1
Da liderança política da oposição e com mandato parlamentar sobre a pré-candidatura do ex-governador Jackson Barreto (MDB) ao Senado e o desgaste político: "Ninguém sepulta de um dia para a noite uma história. Jackson foi vereador, prefeito, deputado estadual, deputado federal e governador. E ainda vai ter o governador Belivaldo Chagas apoiando".

Reconhecimento
da oposição 2
Ele acredita que Jackson Barreto e André Moura deverão ser os mais votados para o Senado. "Os dois vão receber os votos tanto da oposição quanto da situação. Ocorrerá o que aconteceu com Eduardo Amorim em 2010, quando foi votado pela oposição e situação, chegando a ter mais votos que Marcelo Déda", acredita.  

Oposição sem líder
A oposição continua sem líder na Assembleia Legislativa desde o último dia 9 de abril, quando o deputado Georgeo Passos (Rede) entregou a liderança. O deputado Antônio dos Santos (PSC) convoca reunião da oposição na Alese somente para a próxima semana para escolha do novo líder.

Não será Venâncio
Já é certo que o deputado Venâncio Fonseca (PSC), que foi líder da oposição por oito anos, não vai querer o posto de líder. Durante filiação ao PSC, em ato organizado pelo presidente do partido, André Moura, o próprio André ofereceu a presidência do PSC a ele e Antônio dos Santos a liderança da legenda na Assembleia. Venâncio agradeceu e disse que não queria ser líder, mas liderado.

Com Belivaldo
O presidente estadual do PDT, ex-prefeito e ex-secretário Fábio Henrique, voltou a conversar com o governador Belivaldo Chagas (PSD). Disse que não discutiu cargos no governo, mas espaço político. "O PDT deixa o governador à vontade para montar sua equipe", afirmou à coluna.

Maior tendência 1
Fábio Henrique reafirma que é pré-candidato a deputado federal, que não disputa cargo na majoritária e que vem conversando com várias lideranças políticas. Ressalta que tudo caminha para permanecer na base aliada do governo.

Maior tendência 2
Disse Fábio ao ser questionado quais as chances de permanecer no governo em um patamar de 0 a 10: "Oito. O povo de Simão Dias se entende", afirmou, se referindo ao fato de que ele e Belivaldo Chagas serem natural de Simão Dias.

Deso
O PDT vem pleiteando o comando da Deso, que é presidida por Carlos Melo. E deve conseguir nos próximos dias.

Encontro verde
O Diretório Estadual do PV se reunirá amanhã com os pré-candidatos a deputado estadual e deputado federal do partido visando fortalecer a interação interna e organizar os pré-lançamentos das candidaturas.

Projeto verde 1
Segundo o presidente do PV, Reynaldo Nunes, o partido pretende concretizar uma terceira via em Sergipe, em alternativa às duas grandes forças estabelecidas no Estado. Revela que tem conversas iniciais, sem estabelecer compromisso, com três pré-candidatos a governador: Valadares Filho (PSB), Milton Andrade (PMN) e Mendonça Prado (DEM).

Projeto verde 2
Nas eleições deste ano o PV tem um pré-candidato ao Senado, que é o próprio Reynaldo Nunes. E apresenta uma chapa completa para deputado federal e uma chapa para Assembleia Legislativa.

Debate no Senado 1
O processo eleitoral de 2018, com foco no combate à abstenção, ao voto branco e ao voto nulo, é tema de audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) nesta sexta-feira, a partir das 9h30, no Senado. O pedido para o debate é do senador Paulo Paim (PT-RS), vice-presidente da CDH.

Debate no Senado 2
Foram convidados para o debate o diretor de Documentação do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Antonio Augusto Queiroz, o fundador do site Congresso em Foco, Sylvio Costa, o ex-ministro da Justiça e representante do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Eugênio Aragão, e o representante do Instituto Brasileiro de Direito Eleitoral (Ibrade), Gustavo Severo, entre outros.

Veja essa...
Do vereador Isac Silveira (PCdoB), relator da CPI da Saúde, após visita ontem da comissão na Maternidade Santa Isabel: "Percebemos que o funcionamento é bom, conversei com funcionários e pacientes e todos fizeram comentários positivos. Os diretores não temeram a CPI, mas o Hospital de Cirurgia temeu. Levamos a crer que há muito a se desvendar em relação ao Hospital Cirurgia".

...e essa...
Segundo Isac, diante do impedimento da direção do Cirurgia de visita da comissão ao hospital, os membros da CPI vão retornar com mandado de segurança para que possa ter acesso à suas dependências. "Iremos levar um corpo técnico com enfermeiros e médicos, e faremos uma análise extremamente minuciosa das dificuldades que aquele hospital tem apresentado em seu serviço de atendimento", afirmou.

Curtas
[ Acontece hoje às 16h, na sede do PP, a pose do deputado federal Laércio Oliveira como presidente da legenda em Sergipe. Por 20 anos o partido esteve sob o comando do deputado estadual Venâncio Fonseca.

O ex-deputado federal Bosco Costa, que deixou o PROS pelo PR, fechou acordo político com o prefeito Valmir de Francisquinho (PR-Itabaiana) para sua pré-candidatura a deputado federal. No município fará dobradinha com Talyson (PR) para deputado estadual, que vem a ser o filho do prefeito.

Segundo um aliado do deputado federal André Moura, ele tem hoje o apoio de 61 prefeitos e 18 deputados estaduais para o Senado. Enfatiza que esses prefeitos darão o segundo voto a Jackson Barreto.
O vereador Evando Franca (PSD) talvez não vote em Fábio Mitidieri (PSD) para deputado federal nem em Maisa Mitidieri (PSD) para deputada estadual. Tem sido procurado por vários pré-candidatos de outros partidos e com conversas adiantadas para um entendimento político.

De acordo com uma fonte, a Secretaria da Educação está sob a influência política do deputado estadual Robson Viana (PSD).

A vereadora Kitty Lima (Rede) protocolou na Câmara de Aracaju um projeto de lei propondo a criação do 'Selo de Responsabilidade Socioambiental'. O objetivo é certificar, por meio da prefeitura, empresas que adotem medidas sustentáveis para reduzir a exploração dos recursos naturais e a agressão ao meio ambiente.