Comandante da Caatinga é morto a tiros no sertão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O capitão Manoel Alves de Oliveira Santos
O capitão Manoel Alves de Oliveira Santos

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/04/2018 às 02:19:00

 

O capitão da Polícia Militar Manoel Alves de Oliveira Santos, comandante da Companhia Especializada de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ceopac), foi assassinado por volta das 21h de ontem em Porto da Folha (Sertão). Segundo as primeiras informações, o oficial estava a caminho de sua casa, após sair do serviço, e ao passar pelo trevo de acesso a Monte Alegre de Sergipe, foi cercado por criminosos que estavam em dois veículos. Os bandidos dispararam cerca de 30 tiros contra o veículo, atingindo principalmente o capitão e matando-o no local.
A morte do comandante foi confirmada por volta das 22h pela Secretaria da Segurança Publica (SSP), que mobilizou suas principais unidades para caçar os matadores. Um dos veículos foi encontrado queimado em uma estrada a cinco quilômetros do povoado Vaca Serrada, em Porto da Folha, onde fica o Ceopac. A principal suspeita é de que Oliveira tenha sido vítima de uma emboscada e que os bandidos teriam fugido em uma caminhonete para a cidade de Pão de Açúcar (AL).
Ainda de acordo com a SSP, o delegado Dernival Eloi, diretor do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), foi designado como responsável pelas investigações e seguiu para o local do crime com agentes do Cope. Uma equipe do Grupamento Tático Aéreo também foi acionada, bem como companhias e batalhões da PM de Alagoas. O capitão Oliveira foi um dos criadores do Ceopac e era considerado um dos melhores oficiais da PM sergipana. (Gabriel Damásio)

O capitão da Polícia Militar Manoel Alves de Oliveira Santos, comandante da Companhia Especializada de Operações Policiais em Área de Caatinga (Ceopac), foi assassinado por volta das 21h de ontem em Porto da Folha (Sertão). Segundo as primeiras informações, o oficial estava a caminho de sua casa, após sair do serviço, e ao passar pelo trevo de acesso a Monte Alegre de Sergipe, foi cercado por criminosos que estavam em dois veículos. Os bandidos dispararam cerca de 30 tiros contra o veículo, atingindo principalmente o capitão e matando-o no local.
A morte do comandante foi confirmada por volta das 22h pela Secretaria da Segurança Publica (SSP), que mobilizou suas principais unidades para caçar os matadores. Um dos veículos foi encontrado queimado em uma estrada a cinco quilômetros do povoado Vaca Serrada, em Porto da Folha, onde fica o Ceopac. A principal suspeita é de que Oliveira tenha sido vítima de uma emboscada e que os bandidos teriam fugido em uma caminhonete para a cidade de Pão de Açúcar (AL).
Ainda de acordo com a SSP, o delegado Dernival Eloi, diretor do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), foi designado como responsável pelas investigações e seguiu para o local do crime com agentes do Cope. Uma equipe do Grupamento Tático Aéreo também foi acionada, bem como companhias e batalhões da PM de Alagoas. O capitão Oliveira foi um dos criadores do Ceopac e era considerado um dos melhores oficiais da PM sergipana. (Gabriel Damásio)