Secretaria deve incorporar pessoal de fundação

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
SECRETÁRIO DA SAÚDE REÚNE SINDICATOS DA ÁREA E INFORMA QUE GOVERNO VAI ENCAMINHAR PROJETO À ASSEMBLEIA, PARA CEDER PESSOAL DA FUNDAÇÃO DE SAÚDE PARA A SECRETARIA
SECRETÁRIO DA SAÚDE REÚNE SINDICATOS DA ÁREA E INFORMA QUE GOVERNO VAI ENCAMINHAR PROJETO À ASSEMBLEIA, PARA CEDER PESSOAL DA FUNDAÇÃO DE SAÚDE PARA A SECRETARIA

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 10/02/2018 às 12:07:00

O secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, realizou uma reunião nesta sexta-feira, no Centro Administrativo da Saúde Senador Gilvan Rocha, com dirigentes de sindicatos da saúde para dialogar sobre a situação dos servidores da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), já que o contrato estatal de serviços da Secretaria de Estado da Saúde (SES) com a FHS está previsto para ser encerrado no dia 31 de março de 2019, conforme acordo coletivo firmado entre a Justiça Federal, a SES e o Ministério Público Federal (MPF). No encontro, Almeida garantiu que os servidores da Fundação não serão demitidos e a entidade não será extinta.

"Nenhum servidor da Fundação será demitido e a FHS também não será extinta. Essa é a palavra do Governo Jackson Barreto, que vai até o dia 31 de dezembro deste ano. O Estado e a população precisam de todos os servidores para dar continuidade aos serviços da saúde de Sergipe e convocamos esta reunião para esclarecer definitivamente os fatos e dizer que não haverá demissão", frisa. No total, há nove mil servidores na FHS, sendo sete mil concursados, cerca de mil cedidos da SES para a Fundação e os demais profissionais com contratos temporários.

Durante a reunião, o secretário apresentou aos sindicatos uma proposta que deverá ser levada para apreciação na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), com o objetivo de que todos os servidores concursados da FHS sejam cedidos para a Secretaria de Estado da Saúde. "Apresentei a proposta e o Governo quer enviar a Alese a proposta que estabelece a sessão dos servidores da Fundação para a SES, o que hoje já acontece de forma legal. Acredito que os sindicatos ficaram satisfeitos com a proposta e queremos deixar os servidores tranquilos em relação as suas estabilidades", afirma o secretário.

Reunião positiva - Para João Augusto, presidente do Sindicato dos Médicos do Estado de Sergipe (Sindimed), a reunião foi extremamente positiva e os trabalhadores, agora, estão mais aliviados. "Almeida Lima realmente está disposto a dar uma segurança aos servidores da FHS, ao contrário dos antigos secretários que não se manifestavam efetivamente sobre este assunto. O secretário lançou uma proposta que aparenta ser viável e ele será analisada pelos sindicatos. Estamos saindo da reunião bem mais aliviados porque agora existe uma luz e também porque houve uma posição do Governo do Estado", disse.