Blitz do ITPS fiscaliza funcionamento de tacógrafos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Fiscais do ITPS fiscalizam tacógrafos de veículos. Foto: Divulgação
Fiscais do ITPS fiscalizam tacógrafos de veículos. Foto: Divulgação

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 11/01/2018 às 06:43:00

O Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS) promoveu ontem uma blitz de uma fiscalização em caminhões, vans e veículos de transporte escolar. Os fiscais da autarquia, que funciona como órgão delegado do Inmetro, checaram as condições de funcionamento e regularidade dos cronotacógrafos, aparelhos que medem e registram a velocidade alcançada por determinado veículo. Eles também são chamados popularmente de tacógrafos e sua presença em veículos de carga é obrigatória.

O objetivo da fiscalização foi verificar se os aparelhos estão de acordo com as regras previstas na legislação. “Através desse equipamento, é verificado o tempo que o veículo fica ligado em funcionamento e a velocidade a que o veículo chega. Esse equipamento deve ser verificado de dois em dois anos e recebe um certificado. Temos que verificar se o aparelho está certificado, se ele tem o lacre e está de acordo com a lei”, disse o presidente do ITPS, Leo Araújo, ao destacar que os veículos considerados irregulares, ou seja, sem o tacógrafo ou cujo aparelho esteja fora do padrão, são notificados com multas ou advertências.

Durante as abordagens de ontem, dois caminhões foram notificados por estarem com mais de dois anos de uso e os certificados dos tacógrafos vencidos. Um dos veículos presta serviços para a empresa Cavo, responsável pela coleta de lixo em Aracaju. Os responsáveis pelos caminhões receberam um prazo de 10 dias para apresentar a defesa e providenciar a regularização dos aparelhos. A Cavo informou em nota que o episódio foi isolado e já resolvido.