Os primeiros pré-candidatos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 21/11/2017 às 06:05:00

No último final de semana ocorreram dois grandes eventos políticos  em Sergipe patrocinados pelo PMDB e PPS, que culminaram com o lançamento dos seus pré-candidatos ao governo em 2018.

Na sexta-feira, na Assembleia Legislativa, o PPS lançou em grande ato político o ex-deputado federal Mendonça Prado como pré-candidato ao governo e o ex-deputado federal João Fontes como pré-candidato ao Senado. Presentes lideranças do partido; os novos filiados: o ex-deputado federal Jorge Alberto e o ex-candidato a prefeito  por Tobias Barreto, César Prado; e o presidente do Pros, o ex-deputado federal Bosco Costa.

Já no sábado, o PMDB referendou o nome do vice-governador Belivaldo Chagas como pré-candidato ao governo, em um grande evento político dos filiados do partido realizado no Instituto Histórico. O ato contou com as presenças dos peemedebistas: governador Jackson Barreto, deputado federal Fábio Reis; os deputados estaduais Luciano Bispo, Goretti Reis, Zezinho Guimarães e Garibalde Mendonça; além dos 14 prefeitos da legenda, dentre eles Marcos Santana (São Cristovão) e Airton Martins (Barra dos Coqueiros); prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças políticas da legenda.

Com esses atos políticos, Sergipe tem hoje dois pré-candidatos ao governo oficialmente lançados por seus partidos: Belivaldo Chagas e Mendonça Prado, e um pré-candidato a Senado, também lançado pelo seu novo partido: João Fontes.

No ato do PMDB, os prefeitos Airton Martins e Marcos Santana colocaram o nome de Jackson Barreto para o Senado, tendo sido respaldado por todos os peemedebistas presentes ao Instituto Histórico que ovacionaram seu nome. O entendimento era que o governador precisava coroar a sua carreira política com mandato de senador. Mesmo emocionado, JB pediu para que não tratassem desse tema naquele momento.

Os nomes de Belivaldo Chagas, Mendonça Prado e João Fontes, já pré-lançados pelos seus partidos, são nomes éticos e coerentes com suas convicções. Não há nada que os desabone.

Para o Poder Executivo, o que a sociedade brasileira almeja hoje, diante do mar de lama da corrupção que vivemos, é um político com passado limpo e que tenha experiência administrativa. Belivaldo e Mendonça, com experiências como secretários de Estado e parlamentar, preenchem esses pré-requisitos.

Recentemente, Mendonça foi afastado da presidência da Emsurb, com mais cinco diretores, por descumpriu três decisões judiciais relacionadas à problemática da coleta de lixo em Aracaju.  Logo depois, o pleno do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJ/SE) deferiu liminar determinando o seu retorno de imediato e das outras cinco pessoas à diretoria da empresa, o que não ocorreu por decisão pessoal do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), que acabou provocando o rompimento político de Mendonça do agrupamento do governador Jackson Barreto.

Agora é aguardar a definição dos outros pré-candidatos ao governo e ao Senado em 2018. Vários nomes são citados, mas sem definições de quem vai disputar o que.

...............................................................................................................

 

Novo ataque...

Teve grande repercussão no final de semana novas declarações do senador Antônio Carlos Valadares (PSB), pelo twitter, sobre o ato político do PMDB que lotou o Instituto Histórico no sábado de manhã. Disse o senador, ex-aliado dos peemedebistas Jackson Barreto e  Belivaldo Chagas: “No encontro do PMDB só discurso político de que o governo JB e o seu candidato são imbatíveis. Nenhum projeto para o resgate da credibilidade do Estado em matéria de saúde, segurança e educação. Foi a exaltação do fracasso”.

 

...na defesa

Rebate Belivaldo: “O que Valadares quer é está sempre na mídia. O que Valadares fala ou deixa de falar, o que pensa ou deixa de pensar em relação ao nosso evento não nos preocupa de maneira alguma. O PMDB resolveu fazer uma reunião no Instituto Histórico para discutir 2018, com a participação das principais lideranças do partido. Ninguém foi intimado, mas convidado pelo governador. Que mal há nisso? A reunião deve tê-lo preocupado, tanto é que resolveu dar uma twittada”.

 

Satisfação com o ato

Segundo Belivaldo, ele está muito feliz pela forma calorosa como os companheiros peemedebistas lhe receberam no sábado. Disse que o encontro marcou a sua trajetória política em Sergipe, pela importância do partido e confiança que depositam nele. Ele reafirmou sua decisão de deixar a Casa Civil em 2º de janeiro para ter mais tempo para se dedicar a pré-campanha.

 

Contra-ataque

O deputado federal Fábio Reis (PMDB) também reagiu às declarações do senador Valadares.  “Foi um grande ato, que lotou o auditório do Instituto Histórico, com a participação de várias lideranças políticas de todo o Estado, e que mostrou a força do PMDB para as eleições de 2018. Não me estranha que a oposição tenha ficado atordoada somente em ver as imagens do nosso encontro”, afirmou, enfatizando que o senador sofre de crise de identidade.

 

Com pressa 1

O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) - cujo seu partido promove no próximo sábado, na fazenda da família, em Nossa Senhora das Dores, um grande ato político para referendar o nome de Belivaldo Chagas para o governo – disse que a expectativa agora é com relação a decisão do governador Jackson Barreto sobre o Senado. “Queremos saber agora o que Jackson vai fazer, se vai lançar seu nome para o Senado e quando se afasta”, disse à coluna.

 

Com pressa 2

Para Mitidieri, o governador deveria anunciar já em dezembro sua posição para o Senado para que o agrupamento pudesse se organizar. “É ruim uma indecisão, inclusive para ele (JB), bate uma insegurança. A nossa parte estamos fazendo. Estamos lançando o nome de Belivaldo e indo para a luta”, frisou.

 

Ponto de vista

Na concepção do deputado, o governador deve ser candidato ao Senado. “O seu nome vai fortalecer a chapa majoritária. Jackson tem história. O seu governo está desgastado, mas ele tem muita força até pelo que representa para a oposição”, avalia.

 

De volta

O prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) reassumiu ontem o comando da administração municipal, que por uma semana ficou com a vice-prefeita Eline Aquino (PT). Ele esteve em Barcelona, na Espanha, participando do 5º Congresso Mundial sobre Cidades Inteligentes, como membro da delegação brasileira, a convite da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que arcou com os custos da viagem.

 

Velho Chico

A Comissão Externa sobre a Situação Hídrica em Minas Gerais e a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Cãmara dos Deputados discutem hoje, às 14h, a atual situação da bacia hidrográfica do rio São Francisco e as medidas em andamento para sua revitalização.  Foram convidados para discutir o assunto representantes dos ministérios do Meio Ambiente e da Integração Nacional, da Codevasf, do Comitê de Bacia Hidrográfica do rio São Francisco, da Associação Mineira dos Municípios e da Agência Nacional de Águas.

 

 

 

Veja essa...

Do senador presidenciável Alvaro Dias (Podemos-PR) durante discurso em evento na Assembleia Legislativa de São Paulo promovido pela juventude do seu partido, no domingo:  “Quero ficar distante das alianças partidárias. Elas são a maior desgraça administrativa que se implantou no país”.

 

CURTAS

 

Para homenagear o dia da Consciência Negra, o governador Jackson Barreto entregou ao presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo, o Projeto de Lei que institui cotas raciais para concursos públicos no âmbito estadual. “Estou muito feliz em poder colaborar com uma luta tão justa como essa que significa garantir à comunidade negra seus direitos”, disse JB.

 

A expectativa do governador é que os deputados aprovem o projeto para que possa sancionar no próximo dia 30 de novembro, quando haverá uma grande solenidade promovida pela Secretaria de Inclusão Social.

 

Está na pauta de amanhã do pleno do Tribunal de Justiça de Sergipe, às 8h30, o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), proposta pela OAB/Sergipe, contra a Lei Complementar Municipal n°145/14, que estabeleceu o aumento da taxa do IPTU em Aracaju.

 

Do deputado Fábio Mitidieri, pelo twitter: “Respeito todas as correntes ideológicas. Direita, esquerda, centro... só não respeito quem não entende que cada um de nós tem o direito de pensar e ser como quer. Se vc é Bolsonaro e eu sou Lula, qual o problema? Isso é democracia na sua essência”.

 

 

 

Foto legenda

 

Ontem, o PSDB Sergipe realizou um evento alusivo ao Dia da Consciência Negra, data que marca a morte de Zumbi dos Palmares, ocorrida em 1695, após anos defendendo o Quilombo de Palmares de expedições que pretendiam escravizar, novamente, os negros que conseguiram fugir. Na oportunidade, além de apresentações culturais, ocorreu a posse do Secretariado da Militância Negra do PSDB - Tucanafro Sergipe, sob a liderança de Daniel Max, que presidirá o Secretariado pela segunda vez.

Para o presidente do PSDB, senador Eduardo Amorim, o Dia da Consciência Negra traz à reflexão que  se deve, definitivamente, eliminar do país qualquer tipo de racismo e discriminação.