No prazo final

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/11/2017 às 06:31:00

Aliados do governador Jackson Barreto (PMDB) já estão convictos que o ano pode acabar e ele pode não fechar posição se será ou não candidato ao Senado em 2018, apesar de haver um entendimento no sentido de que até o final de dezembro JB revele para o seu agrupamento a sua decisão. Isso ficou acordado em reunião recente na casa do deputado estadual Luiz Mitidieri (PSD).

O presidente estadual do PRP, deputado Robson Viana, é um deles. Para o parlamentar, JB não deve fechar uma posição este ano por haver indefinições no campo administrativo, relacionados a recursos para investimento, funcionamento da máquina administrativa e salário dos servidores públicos.

Nesse momento, o governador realmente está focado em resolver os problemas do estado e não as questões políticas.

Na segunda-feira mesmo, JB estava no Rio de Janeiro participando de reuniões no BNDES e na Petrobras. Pleiteia a liberação de recursos de royalties que estão pendentes e que, sendo liberados, vão possibilitar o funcionamento da máquina pública e o pagamento de salário dos servidores.

Já ontem, o governador se encontrava em Brasília para uma reunião hoje de manhã com o líder do governo no Congresso, deputado federal André Moura (PSC). Às 9h, JB, acompanhado do deputado federal Fábio Reis (PMDB), tratará  com André do Finisa, que é um financiamento na ordem de R$ 560 milhões junto a Caixa Econômica Federal (CEF) para recuperação das rodovias estaduais.

O financiamento foi aprovado no mês passado pela Assembleia Legislativa e o governador vai pleitear ao líder do governo a agilidade na liberação dos recursos, para que possa começar, o mais breve possível, a recuperação das estradas e a construção da Rota do Agreste.   

Às 17h30, no Palácio do Planalto, o governador terá audiência com o presidente Michel Temer para tratar das questões de Sergipe, incluindo, o financiamento de R$ 560 milhões. Ela foi agendada por Fábio Reis e André Moura, que o acompanharão.

Com tantas coisas em curso para serem resolvidas e que, acontecendo, vai diminuir o desgaste político do governador, é muito provável mesmo que Jackson só bata o martelo sobre sua candidatura ou não ao Senado na prorrogação do segundo tempo do jogo, ou seja, em 6 de abril de 2018, seis meses antes das eleições. 

Até lá ele vai vendo se o vento e a maré estão ou não a seu favor...

.................................................................................................................

 

No Planalto 1

O deputado federal Fábio Reis (PMDB) está satisfeito com a audiência do governador Jackson Barreto (PMDB) com o presidente Michel Temer, hoje, às 17h30, no Planalto. “O encontro dos dois é fundamental nesse momento de burburinho em Sergipe, que mais parece fofoca da imprensa. Não acredito em interferência negativa do presidente na liberação de recursos para Sergipe”, avalia.

 

No Planalto 2

Ainda segundo Fábio, o encontro do presidente Temer com o governador Jackson Barreto é uma demonstração de que o PMDB de Sergipe está em sintonia com a Executiva Nacional. Enfatiza também que o encontro, que tratará do financiamento de R$ 560 milhões, será também uma visita de cortesia ao presidente que recentemente passou por um procedimento cirúrgico. 

 

Ponto de vista

Do ex-deputado federal Heleno Silva (PRB) sobre a possibilidade do governador Jackson Barreto (PMDB) protelar o anúncio da sua decisão sobre candidatura ao Senado: “Qualquer decisão os amigos têm de entender. Só ele sabe o que está passando. Fui gestor [prefeito de Canindé do São Francisco] em momento de crise e sei o que está passando, em proporção infinitamente menor. Só sabe quem passa”.

 

Agenda com Belivaldo 1

Heleno, que pleiteia uma vaga para o Senado na chapa majoritária governista, afirma que o PRB está fazendo a sua parte. “Temos levado Belivaldo [vice-governador Belivaldo Chagas e pré-candidato ao governo] a eventos. Levamos ele a um evento em Simão Dias, no final de semana, com Irmão Lázaro. O público foi em torno de 15 mil”, afirmou.

 

Agenda com Belivaldo 2

Enfatiza que ele, o presidente estadual do PRB, deputado federal Jony Marcos, e o deputado estadual Jairo de Glória, vão se reunir e marcar um grande evento no sertão para levar Belivaldo Chagas. É que na reunião do agrupamento político liderado pelo governador, na casa do deputado estadual Luiz Mitidieri (PSD), ficou decidido que os partidos aliados fariam grandes eventos com a presença de Belivaldo.

 

Agenda com Belivaldo 3

No próximo sábado, 11, o PT fará um grande encontro com a militância e lideranças políticas visando apresentar Belivaldo Chagas como o pré-candidato a governador do agrupamento.

 

Repercussão e comoção 1

Foi grande a repercussão da morte de duas crianças, em Nossa Senhora das Dores, vítima do desabamento da caixa d´água na Escola Professor Osman dos Santos Oliveira e sepultadas ontem em clima de grande comoção. Entre os que prestaram solidariedade o governador Jackson Barreto, o vice Belivaldo Chagas, os senadores Valadares (PSB) e Eduardo Amorim (PSDB), e o vice-presidente nacional do PT, ex-deputado federal Márcio Macedo. 

 

Repercussão e comoção 2

Valadares, inclusive, usou a tribuna do Senado para manifestar suas condolências às duas crianças que morreram, enfatizando que esperava que  um acontecimento tão triste como esse não volte a acontecer no estado de Sergipe. Declarou que esperava, sem dúvida alguma, que o Ministério Público e a Justiça façam as investigações devidas e que os culpados sejam punidos na forma da lei.

 

Repercussão e comoção 3

Do ex-deputado federal José Carlos Machado (PSDB) sobre o ocorrido em Nossa Senhora das Dores: “Quando se fala em privatização da Deso, me manifesto contra, mas com essa tragédia, ela demonstrou ineficiência, frieza e irresponsabilidade”.

 

Na Alese 1

Hoje será dia de votação na Assembleia Legislativa, com cerca de oito projetos na pauta. Entre eles, o projeto de lei nº 189/2017 do Poder Executivo, que prevê abono especial de 12,42% aos servidores públicos, aposentados e pensionistas para parcelamento do 13º salário em seis vezes.

 

Na Alese 2

Os outros projetos são de autoria dos deputados estaduais. Entre eles, um que obriga a informação da alíquota adotada para seu cálculo e do valor atribuído ao veículo no boleto de pagamento ou documento de arrecadação do IPVA, de autoria do deputado Zezinho Guimarães (PMDB), e um criando a Política Estadual da Carcinicultura e sobre o fomento, a proteção e a regulação da carcinicultura, que tem como autores  presidente da Alese Luciano Bispo (PMDB), e o deputado Moritos Matos (PROS).

 

13º salário

 

O ex-deputado estadual Jorge Araújo (PSD) observa que o Governo do Estado não está parcelando o 13º salário, apenas a segunda parcela. Lembra que os servidores públicos recebem a primeira parcela no mês do aniversário. “Quem faz aniversário em outubro e novembro já terá quase que a integralidade do 13º salário”, afirma.  

 

Revitalização dos rios

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) aprovou ontem projeto de lei (PLS 369/2017) estabelecendo que os Fundos Constitucionais poderão financiar empreendimentos de revitalização de bacias hidrográficas nas respectivas regiões. O autor do projeto, senador José Pimentel (PT–CE), argumenta que os rios estão morrendo e que as ações de preservação não podem ser interrompidas pela falta de dinheiro. O Rio São Francisco é um que está agonizando.

 

Veja essa...

Ontem, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, manifestou-se à Câmara, contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 412/09 que pretende dar autonomia funcional e administrativa à Polícia Federal (PF), órgão atualmente subordinado ao Ministério da Justiça.  Para ela, há “uma situação clara em que um quinto poder ressurgiria desse modelo constitucional se a PEC vier a ser aprovada, um modelo em que um desses poderes teria a força e certamente a força armada”. A proposta está sendo analisada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

 

CURTAS

 

O governador Jackson Barreto não participou de reunião ontem de alguns governadores com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB). Ele só chegou em Brasília, do Rio de Janeiro, às 19h.

 

Entre as reivindicações dos governadores, prioridade para pautas legislativas de interesse dos estados. Entre os projetos listados: regulamentação da securitização da dívida ativa de estados e municípios e a proposta de emenda à Constituição que prolonga o prazo de pagamento dos precatórios.

 

Os projetos já tramitam na Câmara ou no Senado e podem ser colocados em votação nas comissões ou em plenário em regime de urgência. Para os governadores, a aprovação das propostas pode reforçar os caixas estaduais e garantir o equilíbrio fiscal para os próximos anos.

 

A Petrobras anunciou ontem um novo aumento do diesel (1,9%) e da gasolina (2,3%), que já passa dos R$ 4,00 nos postos de combustível. Cadê os paneleiros?