Com Eduardo Amorim

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 18/10/2017 às 06:34:00

Após o carnaval deste ano o governador Jackson Barreto (PMDB) surpreendeu aos sergipanos ao ligar para o deputado federal André Moura (PSC), líder do governo no Congresso, para agendar um encontro em Brasília visando discutir o projeto Canal Xingó, a retomada das obras da BR – 101 e do Aeroporto.

 

O encontro foi agendado, Jackson e André se encontraram em um clima de cordialidade. Após o encontro, os pleitos do governo começaram a ser viabilizados e os dois adversários políticos mantêm uma boa relação em nome dos interesses de Sergipe, mas cada qual no seu quadrado.

 

Agora, dentro deste mesmo espírito republicano, o governador ligou para o senador Eduardo Amorim (PSDB) pedindo encontro para discutir a emenda de bancada do governo. O encontro ocorreu ontem, em Brasília, no gabinete do parlamentar.     

 

No último dia 04 de outubro o governador apresentou a bancada federal, no gabinete da senadora Maria do Carmo (DEM), propostas de emendas ao Orçamento Geral da União do exercício de 2018 e sugeriu como emenda impositiva recursos para custeio da saúde, na ordem de R$ 133 milhões.

 

A Eduardo Amorim, que sempre critica o governo pelas obras que não andam do Hospital do Câncer, o qual anualmente destina recursos do orçamento da união, Jackson Barreto afirmou que abria mão de fazer obras de infraestrutura para investir mais na rede de saúde.

 

Ressaltou que o Hospital do Câncer seria contemplado com recursos na ordem de R$ 20 milhões. E que quando fez a opção de propor como emenda impositiva recursos para a saúde estava pensando no povo mais pobre de Sergipe.

 

Jackson justifica o encontro com o senador Eduardo a necessidade de buscar um entendimento para beneficiar o povo sergipano.

 

JB foi a reunião com Eduardo Amorim acompanhado do coordenador da bancada, deputado federal Jony Marcos (PRB), do deputado estadual Jairo de Glória (PRB) e do representante do escritório de Sergipe em Brasília, ex-deputado federal Heleno Silva. Estavam como o senador o deputado estadual Georgeo Passos (PTC) e o prefeito Gilson Andrade (PTC- Estância).

O governador também esteve ontem no gabinete de André Moura pedindo apoio para a emenda impositiva que pleiteava para a saúde.

 

Trocando em miúdos, dos adversários políticos o governador Jackson Barreto só não tratará de qualquer assunto com o ex-aliado, o senador Antônio Carlos Valadares (PSB).

 

..................................................................................................................

 

Tempo fechou

Os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB) e Eduardo Amorim (PSDB) se desentenderam feio ontem, na sala da liderança do PSB, por conta da emenda impositiva proposta pelo governador Jackson Barreto (PMDB). Isso porque Eduardo já tinha feito acordo com JB para apoiar a emenda para a área da saúde e Valadares queria o seu apoio para o Canal Xingó.

 

Foi derrotado

Ontem, às 18h, na Sala 14 da Câmara dos Deputados, durante reunião da bancada federal para tratar das 15 emendas coletivas, das duas emendas impositivas e das emendas individuais dos deputados e senadores, o senador Valadares insistiu e fez a defesa da emenda impositiva para o Canal Xingó. Perdeu.

 

Entendimento

Ficou acordado entre os parlamentares que as duas emendas impositivas seriam no valor de R$ 81 milhões cada uma, sendo uma apresentada pela bancada de situação e outra pela bancada da oposição. Foi aprovado por unanimidade que a emenda impositiva da situação seria para a área da saúde, pleiteada pelo governo, e que a da oposição iria para a Codevasf, contemplando 48 municípios do Vale do São Francisco.  

 

Faltou padrinho político

Tentaram emplacar uma emenda impositiva o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB-Aracaju) e prefeitos do interior. Edvaldo pleiteava R$ 120 milhões para a saúde da capital e os prefeitos do interior queriam recursos da emenda impositiva para obras de infraestrutura. Eles não conseguiram um parlamentar para apadrinhar. 

 

Os faltosos

Os únicos ausentes na reunião foram os deputados federais Laércio Oliveira (SD) e Fábio Mitidieri (PSD), que estão viajando. Os dois deixaram com assessores um documento assinado apoiando a emenda impositiva da saúde sugerida pelo governador Jackson Barreto.

 

Satisfação com o consenso 2

O coordenador da bancada, deputado Jony Marcos (PRB), avaliou como positiva a reunião de ontem pelo entendimento entre situação e oposição sobre as emendas impositivas. Disse que trabalhou muito pelo consenso da bancada pela necessidade das emendas impositivas só serem liberadas com a assinatura de 2/3 dos senadores e ¾ dos deputados federais. “Se não houvesse o entendimento haveria um prejuízo grande para Sergipe”, avalia.

 

Satisfação com o consenso 2

Jony disse que ficou satisfeito ainda com a presença na reunião do governador Jackson Barreto, da grande maioria dos prefeitos de Sergipe e de muitos vereadores. E, inclusive, do superintendente da Polícia Rodoviária Federal, do presidente nacional do Hospital do Câncer de Barretos e do Hospital Cirurgia.

 

Novo encontro

Revelou ainda Jony que a bancada federal vai se reunir novamente hoje para definição das emendas coletivas e das emendas individuais. Isso porque vence nessa sexta-feira o prazo para apresentação das emendas do Orçamento Geral da União do exercício de 2018 junto a Comissão Mista do Orçamento (CMO).

 

Divisão das emendas

 

Cada um dos 11 parlamentares de Sergipe apresenta uma emenda de bancada. As outras quatro são apresentadas pelo Governo de Sergipe, Prefeitura de Aracaju, Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro e Universidade Federal de Sergipe. Já as emendas individuais são apresentadas pelos deputados federais e senadores totalizando um valor em torno de R$ 15 milhões.

 

 

Chateados

Informações chegadas à coluna dão conta que os prefeitos Valmir Monteiro (PSC-Lagarto) e Padre Inaldo (PCdoB-Nossa Senhora do Socorro) ficaram chateados porque não conseguiram emplacar a emenda impositiva para seus municípios. Valmir estava convicto que a emenda impositiva da oposição iria para Lagarto.

 

Expectativa 1

A coluna recebeu a informação de que como Edvaldo Nogueira não conseguiu emplacar como impositiva a emenda coletiva que a Prefeitura de Aracaju tem direito, chegou a declarar que gostaria que o deputado federal André Moura (PSC) a apresentasse, por ter a certeza que os recursos seriam liberados.

 

Expectativa 2

 

O prefeito chegou a entregar a proposta de emenda da prefeitura ao coordenador da bancada, Jony Marcos (PRB), e visitou ontem alguns gabinetes, inclusive o da senadora Maria do Carmo Alves (DEM), entregando o ofício e pedindo apoio para a emenda impositiva, enfatizando que a saúde é uma prioridade da sua gestão e gostaria que os parlamentares da importância da destinação de recursos para a saúde. Declarou que atualmente já investiu 19% do orçamento do município na Saúde, um percentual acima dos 15% obrigatórios.

Homenagem no Piauí

 

Nessa quinta-feira, o governador Jackson Barreto estará em Teresina para receber a medalha Grã-Cruz do Mérito Renascença Piauí. A comenda comemora os 195 anos de independência do estado do Piauí e o governador Wellington Dias fez questão de conferir a honraria a JB, devido à sua história de lutas em defesa da democracia e das causas sociais.  Jackson já foi agraciado também pelas medalhas no grau Grã-cruz do Mérito Anhanguera do governo de Goiás e a do Mérito JK do governo de Minas Gerais.

 

Lançamento do livro 1

 

O ex-governador Albano Franco (PSDB) vai autografar seu novo livro: “Artigos Globais e outros textos esparsos” amanhã, às 18h, no Museu da Gente Sergipana. A obra é uma coletânea de artigos publicados na imprensa nacional e local, palestras e pronunciamentos. O prefácio é de autoria do jornalista Ancelmo Góis, de O Globo, que estará presente, e o texto das orelhas é do sociólogo e professor José Pastore, da USP. A renda obtida com venda do livro será destinada a Casa Maternal Amélia Leite.

 

Lançamento do livro 2

 

No livro, que é o segundo de autoria de Albano Franco, ele analisa e opina sobre a conjuntura político-econômica e defende propostas de geração de emprego, retomada do desenvolvimento com investimentos em projetos produtivos e estruturantes. Já no primeiro - “Minha Trajetória na Confederação Nacional da Indústria: Contra Recessão e pelo Desenvolvimento”, lançado em 2013 – o foco é as realizações na presidência da CNI, no período de 1980 a 1994.

 

Bom para o consumidor 1

 

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, em caráter terminativo, aprovou ontem a PLS 138/2009, de autoria do senador Valadares (PSB-SE), estabelecendo que os boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer instituição bancária, e não somente no banco que os emitiu, como ocorre atualmente. “Se existe essa integração financeira entre as agências bancárias, não é necessário que o consumidor se dirija ao banco específico para efetuar o pagamento vencido”, afirma.

 

Bom pra o consumidor 2

 

Segundo Valadares, desde julho a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) está implantando essa medida de forma escalonada. “É importante que a norma vire lei para que todos possam pagar os boletos vencidos independentemente do valor”, disse, enfatizando que após a sanção da lei os bancos terão seis meses para se ajustar.

 

Veja essa...

 

Os senadores Eduardo Amorim (PSDB) e Valadares (PSB) se estranharam ontem por conta do Canal Xingó, que Valadares queria emplacar como emenda impositiva e Eduardo não avalisou. O senador tucano chegou a dizer que em 10 anos no Senado nunca viu essa imposição ao Canal Xingó, nem mesmo pelo então governador Marcelo Déda. Em um determinado momento, quando Valadares estava muito exaltado, Eduardo perguntou se poderia falar e disse se for cada um por si, que iria cuidar da sua vida.  Quem atuou de bombeiro foi o deputado federal Valadares Filho (PSB). 

 

 

 

CURTAS

 

De um aliado do governador Jackson Barreto ontem com relação ao fato dele ter perdido o voo à noite de volta a Aracaju por ter se estendido a reunião da bancada federal sobre as emendas: “O governador perdeu o voo, mas não perdeu a emenda impositiva como queria”.

 

Pelo fato do governador ter perdido o voo, foi adiada de hoje às 10h para as 15h30 a solenidade de assinatura de ordem de serviço para reforma do Colégio Atheneu.

 

Pegou mal para o prefeito Valmir de Francisquinho (PR-Itabaiana) ter exonerado a membro do Conselho Tutelar do município, Elisamara Ferreira, por ter reivindicado pagamento de diária para vir a Aracaju trazer uma criança de 4 anos vítima de abuso sexual por familiares para fazer exame de corpo de delito em Aracaju. Ela pleiteava a diária para alimentar a criança. 

 

Os senadores sergipanos Eduardo Amorim (PSDB) e Maria do Carmo Alves (DEM) votaram a favor da volta do senador Aécio Neves (PSDB-MG), contrariando decisão do STF. Valadares (PSB) foi pela continuidade do afastamento de Aécio. O voto dos dois foram decisivos para o retorno do tucano ao Senado.

 

 

*FOTO LEGENDA

 

Vai dá muito o que falar a visita do governador Jackson Barreto ao gabinete ontem do senador Eduardo Amorim para pedir apoio a proposta de emenda impositiva para a área de saúde. Ainda mais porque isso foi pivô de uma grande discussão entre os dois senadores, haja vista que Eduardo acatou o pleito do governo, quando Valadares queria o Canal Xingó.