Recado de Lula para companheiros radicais

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Pelas manifestações de protesto de petistas radicais e sindicalistas, os gestos de carinho de Lula por Jackson em Estância deve ter feito muita raiva aos desafetos do governador.
Pelas manifestações de protesto de petistas radicais e sindicalistas, os gestos de carinho de Lula por Jackson em Estância deve ter feito muita raiva aos desafetos do governador.

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/08/2017 às 00:40:00

Desde que chegou com a “Caravana da Esperança” em Sergipe e foi recepcionado pelo governador Jackson Barreto (PMDB), o ex-presidente Lula é só elogios a pessoa de JB. Gesto bem diferente de alguns poucos companheiros petistas que insistem em chamá-lo de “oportunista”.

Em Estância, enquanto discursava no Largo dos Correios, Lula falou: “Governador Jackson Barreto quero lhe agradecer, pois, no momento do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, eu conversei com muitos governadores, muitos deputados federais e senadores e você foi um dos poucos governadores desse País que mostrou ter caráter e não teve medo. Na noite em que Dilma estava sendo torturada, a gente estava lá no Palácio da Alvorada esperando os governadores e apareceram somente os cinco governadores do PT e o companheiro Jackson Barreto. Os demais não tiveram coragem de ir. Jackson Barreto teve a coragem de se colocar contra o golpe”.

Em Aracaju, durante entrevista ontem no programa da Mix FM, o ex-presidente foi mais longe. Falou que Jackson era um aliado histórico do PT e que nas eleições de 2018 é a favor de uma aliança entre PT e PMDB em Sergipe, que tem uma particularidade diferente da política nacional.

Lula disse que a participação do PT na chapa majoritária, com o nome do presidente estadual do PT, ex-deputado federal Rogério Carvalho, tem de ser conversada com os aliados e com a presença do governador. Deixou claro que quer a unidade do bloco aliado e que só virá na campanha eleitoral em Sergipe se lhe for “conveniente”, ou seja, se todos permanecerem unidos.

Rogério hoje é o nome de consenso do PT para um cargo na chapa majoritária, podendo disputar o governo ou o senado. Já existe um sentimento entre a maioria das tendências do partido, que Rogério deve ser o nome para o senado na chapa que pode ser encabeçada pelo vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB).

O ex-presidente ressaltou que o PT tem de ter capacidade de construir alianças. “O PT tem quadros importantes, como Rogério Carvalho, Márcio Macedo, Eliane Aquino. Tem de discutir junto com aliados e com Jackson, e definir tarefas, candidaturas. Sozinho as dificuldades serão maiores”, frisou.

Trocando em miúdos, Lula foi informado que uma ala radical do PT - a tendência Articulação de Esquerda, liderada pela deputada estadual Ana Lúcia, e dirigentes da CUT e Sintese - se refere ao governador como “oportunista” e mandou um recado quando disse que Jackson Barreto tem “caráter”.

Mandou um recado também para aqueles companheiros que ficam insuflando o PT a ter candidato ao governo - com o nome de Rogério Carvalho - e a não fazer aliança com o PMDB de JB. Foi quando defendeu a unidade do PT, PMDB e demais partidos aliados e que as conversas sobre a sucessão estadual passem por Jackson, sob pena de não pisar os pés em Sergipe durante a campanha eleitoral do próximo ano como fez na eleição passada no Ceará.

Agora é aguardar 2018 para ver se o recado do ex-presidente foi bem assimilado pelos petistas xiitas...

.........................................................................................................................

Oposição a JB 1  

Como não poderia ser diferente, a deputada estadual Ana Lúcia, da tendência petista Articulação de Esquerda, fez ouvido de mercador sobre as declarações do ex-presidente Lula sobre o governador Jackson Barreto (PMDB). Declarou que é oposição a JB e não sobe no mesmo palanque que ele e, por isso, só iria prestigiar Lula em Lagarto, na entrega do título de Doutor Honoris Causa, pela Universidade Federal de Sergipe, por ser um ato institucional da UFS no campi do município.

Oposição a JB 2

A Articulação de Esquerda ainda saiu com uma nota reafirmando o oportunismo do governador. Disse a nota: “Registramos nossa contrariedade frente ao oportunismo do governador Jackson Barreto, que logo após o golpe em Dilma, foi para as emissoras de rádio dizendo para deixarem Temer trabalhar. Agora Jackson hipocritamente posa pra foto com Lula. Entretanto, oportunismo de uns e a capitulação de outros não nos fazem confundir as coisas. Por isto estaremos recebendo Lula e participando de sua passagem por Sergipe”.

Boa convivência

No palanque de Lula em Estância, com a presença de Jackson Barreto, estavam várias tendências do PT: a do vice-presidente nacional do PT, Márcio Macedo (Construindo um Novo Brasil), que é o coordenador da Caravana de Lula pelo país; do presidente estadual Rogério Carvalho; a do deputado federal João Daniel (Esquerda Popular Socialista); e a do deputado estadual Francisco Gualberto (PT Classista). A Articulação de Esquerda, de Ana Lúcia, a mais radical, não estava no palanque.

Homenagem a Déda 1

Em seu discurso, Lula homenageou o ex-governador Marcelo Déda e o ex-senador e ex-presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra, que já faleceram. Ele recordou que defendia a candidatura de Déda para o Senado, por entender que ele seria o melhor senador da República. Também discorreu sobre como se surpreendeu com inteligência e a capacidade de oratória de Déda no ano de 1985, quando ele se candidatou a prefeito de Aracaju. “Era um menino desaforado, bom de gogó e inteligente”, disse o ex-presidente, que se emocionou e chorou ao falar do ex-companheiro e amigo petista morto em dezembro de 2013, vítima de um câncer no pâncreas.

Homenagem a Déda 2

A viúva de Déda, a vice-prefeita de Aracaju, Eliane Aquino, estava no palanque ao lado de Lula junto com os filhos de Déda: Marcelo, Luisa e Yasmin. Com uma bandeira com o nome de Déda e a estrela do PT, Eliane se emocionou muito com a homenagem do ex-presidente.

Homenagem a Dutra

Sobre José Eduardo Dutra, Lula disse que o considera um dos melhores senadores que o país já teve e um dos melhores presidentes da Petrobras, responsável pelo início da política desenvolvimentista da empresa. “Aqui está faltando esses dois companheiros. Eles se foram, mas deixaram exemplos que podem ser seguidos”, acentuou.

No palanque oficial

Além de lideranças petistas sergipanos, estavam ainda no palanque de Lula em Estância: o vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB); o deputado estadual do PT da Bahia, Nelson Pelegrini; o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS); o deputado federal Valdir Maranhão (PP-MA); o líder do PT na Câmara Federal, Carlos Zaratini (SP); o presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe, Luciano Bispo (PMDB), além de secretários de Estado e dirigentes de órgãos públicos. 

Título e medalha

Em Estância, Lula recebeu o título de Cidadão Estanciano e Medalha de  Honra ao Mérito Parlamentar, uma homenagem da Câmara de Vereadores.  O ato contou com a presença de sete vereadores, da vice-prefeita Adriana Leite (PRB) e do ex-prefeito Ivan Leite (PRB). O prefeito Gilson Andrade (PTC), apesar de convidado, não compareceu ao ato pró-Lula.

Jantar na capital

Lula, que chegou a Estância com a Caravana da Esperança às 17h do domingo, vindo da Bahia, pernoitou em Aracaju. O jantar na capital foi oferecido pelo governador em um restaurante na Atalaia. Entre os convidados: os prefeitos da grande Aracaju – Edvaldo Nogueira (PCdoB- Aracaju), Marcos Santana (PMDB-São Cristovão), Airton Martins (PMDB-Barra dos Coqueiros) e Padre Inaldo (PCdoB-Nossa Senhora do Socorro); os deputados federais Jony Marcos (PRB) e Fábio Mitidieri (PSD); o vereador Antônio Bittencourt (PCdoB), além daqueles que estavam no palanque em Estância.

Lagarto

Ontem, em Lagarto, durante a entrega do título Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal de Sergipe, no Campi do município, o governador Jackson Barreto não participou por compromissos administrativos. O prefeito Valmir Monteiro (PSC-Lagarto) marcou presença na homenagem.  JB esteve com Lula em Itabaiana e Nossa Senhora da Glória.

Em Brasília

Hoje, como a coluna tinha anunciado com exclusividade na quinta-feira passada, JB não estará no ato de Lula no Iate Clube de Aracaju. Viajou na madrugada para Brasília, após convocação do governador da Bahia, Rui Costa (PT), para apresentarem aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) uma mensagem da minuta dos recursos do Fundeb para o Nordeste, que será votado hoje pelo STF.

Partindo para Alagoas

O ato hoje no Iate Clube é com movimentos sociais e sindicais. Após este ato Lula deixa Sergipe com destino a Penedo, em Alagoas, quando será recepcionado pelo governador Renan Filho e, provavelmente o senador Renan Calheiros, que como Jackson, são do PMDB do presidente Michel Temer. O ato em Penedo será às 16h, na orla da cidade, à beira do Rio São Francisco.

Balanço positivo

Ontem, em conversa com a coluna, o vice-presidente nacional do PT, Márcio Macedo, avaliou como “positivo” os dois primeiros dias de Lula em Sergipe. “Recepção muito calorosa em Estância, com mais de 10 mil pessoas. Foi muito diversificada a programação, com música, poesia, titulo de cidadania e medalha de honra ao mérito. Em Lagarto, teve a entrega do Doutor Honoris Causa. Um ato bonito e emocionante, com o público abraçando o ex-presidente. Quase não saímos de lá. A caminho de Itabaiana tivemos que parar em São Domingos, com cerca de 400 pessoas esperando a nossa passagem. Lula recebeu o carinho do povo. Em Itabaiana e Nossa Senhora da Glória foi a mesma coisa. Recepção calorosa e muita vibração”. 

 Veja essa ...

Do ex-presidente Lula sobre o senador Eduardo Amorim (PSDB): “Déda me pediu para pedir votos para um candidato jovem, que era o Amorim. Hoje tenho arrependimento, pois quase expulsei a turma do Albano Franco do comício que estava lá de bandeira. Temos posições ideológicas diferentes, mas sempre tive amizade e respeito por Albano desde quando era presidente da CNI. Eleito esse tal de Amorim, a primeira coisa que fez foi dá uma rasteira no Déda elegendo um presidente da Assembleia contra MarceloDéda. Nunca me ligou para agradecer, sequer”.

...e essa...

De Lula sobre o senador Valadares (PSB): “Sou amigo de Valadares há muito tempo. Não compreendo o homem que construiu a sua história política como Valadares não poderia está do lado das pessoas que votaram contra Dilma. Ele pode tentar justificar, mas não poderia está do lado das pessoas que votaram o impeachment da Dilma, porque, agora, ele tem que explicar o que o Temer vai fazer. Pois se a Dilma foi tirada para o Brasil melhorar, como explicam o que está acontecendo com o Brasil hoje nas mãos do Temer? Será que vai negar também? Eu chamei o Valadares para conversar, ponderei com ele. Tentei mostrar que tinha um papel importante no PSB e que não deveria deixar o PSB tomar a posição de votar com a extrema direita contra Dilma, mas ele não me ouviu. Eu lamento, pois tivemos tantas vezes juntos em Sergipe. A história não termina ai. Daqui a pouco vai ter eleição, vamos ter palanque, ver quem tá com quem e vamos ver o que acontece com o comportamento do povo brasileiro”.

 

CURTAS

Durante a sua fala em Estância, o governador Jackson Barreto foi vaiado e, sem constrangimento, pediu palmas para Lula pelos investimentos que o seu governo proporcionou a Estância. As vaias partiram da ala radical e sindicalista do PT, insatisfeita com o atraso do pagamento do salário dos servidores e parcelamento dos vencimentos dos aposentados e pensionistas.

 

JB também foi vaiado em Nossa Senhora da Glória e reagiu. Disse que não era o Sintese que ia acabar com a sua história política. “Vocês sepultaram Marcelo Déda vivo, que não merecia”.

 

Numa iniciativa da Fundação João Mangabeira, em parceria com o PSB/SE, será realizado na próxima sexta-feira o lançamento do “Movimento Pensar Sergipe”, às 9h, no Quality Hotel Aracaju.   Segundo o deputado federal Valadares Filho (PSB), o seminário vai discutir os caminhos para a retomada do desenvolvimento socioeconômico do Estado.

 

 

O senador Eduardo Amorim (PSDB) e os prefeitos Otávio Sobral (PSDB- Itaporanga D'Ajuda); Fernandinho Franco (PSDB-Muribeca);e Valmir Monteiro (PSC-Lagarto) estiveram na cidade de Barretos, em São Paulo, realizando visita ao Hospital de Câncer de Barretos. A unidade é referência mundial na prevenção e tratamento de câncer no País e atende vários sergipanos.