Situação de edifícios causa preocupação

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 16/07/2017 às 00:30:00

Milton Alves Júnior

 

O presidente do Crea, Arício Resende Silva, informou que o órgão se preocupa com as estruturas de edifícios situados no centro de Aracaju. O Edifício Estado de Sergipe (Maria Feliciana), do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), e o prédio que fica na esquina da Praça da Catedral seguem na mira dos engenheiros.

"A nossa maior preocupação é com a integridade física de todos. Essa semana, por exemplo, estivemos no antigo Hotel Palace, onde nos deparamos com uma situação altamente vulnerável e propícia para um novo colapso em Aracaju. Ao longo desses três anos já identificamos erros em vários imóveis e obras, e optamos por notificar os responsáveis para que pudessem de imediato promover os reparos necessários sob a possibilidade de interdição do local e multa", informou. No caso do prédio desmoronado, ele estava com mais de 95% da obra concluída, faltando apenas a instalação de pastilhas decorativas. 30 dias após o colapso a perspectiva era de habitar inicialmente cerca de 20 pessoas.

O receio de um acidente em maior escala chama a atenção do Crea. Ainda de acordo com Arício, caso haja um desmoronamento em um dos quatro prédios citados, o risco de vitimar centenas, ou milhares de pessoas, é real. Para o presidente, todo o trabalho desenvolvido pelo conselho tem conquistado avanços, mas para minimizar qualquer possibilidade de colapso, é preciso que os governos e donos de imóveis busquem se preocupar mais com a manutenção rotineira, além de respeitar, independente de qualquer circunstância, todas as orientações e normas exigidas pelos órgãos compreenderes. O Crea segue disponível a contribuir com a segurança de todos.

"Não tenham dúvidas disso, vamos continuar disponíveis a contribuir com todos no que for preciso. No episódio do prédio da Coroa do Meio o erro primário de ampliar a obra sem reforçar toda a estrutura poderia ter vitimado de forma fatal as quatro pessoas, ou mesmo muitas outras que tivessem trabalhando ou morando. No centro o nosso receio são com esses prédios esquecidos e fechados, além do Maria Feliciana que recepciona muitas pessoas, fica posicionado em um local onde passam muitas outras, e ele já começa a apresentar sinais de precariedade", declarou Arício Resende que concluiu dizendo: " a ideia não é assustar ninguém; queremos apenas previnir a segurança de todos. As nossas fiscalizações seguem conforme determina a nossa missão é o nosso código de ética profissional".

 

Emurb - Sobre a necessidade de respeitar as exigências - citada pelo Crea, a Prefeitura de Aracaju também destaca o quão é importante buscar reunir todos os documentos que comprovem a legalidade das obras. Para conquistar o alvará de construção é preciso se dirigir até a sede da Emurb, apresentar a proposta, os documentos e aguardar resposta da análise. Entre outras exigências, é preciso conquistar um parecer técnico emitido pela Companhia de Saneamento do Estado de Sergipe (Deso), e do Corpo de Bombeiros Militar (CBM). Realizado esse processo e conquistado a liberação do município, manter a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) atualizada é fundamental para que a obra não seja interditada.