Sindisan amplia debate contra a privatização da Deso

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/06/2017 às 08:23:00

A direção do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Purificação e Distribuição de Água e em Serviços de Esgotos de Sergipe – Sindisan – continua trabalhando firme para levar aos quatro cantos do estado o debate sobre a importância da Deso como empresa pública e contra a sua privatização. Ao todo, dirigentes do sindicato já estiveram em 28 dos 75 municípios sergipanos, aproveitando para, em algumas cidades, fazer o debate com a população através de emissoras de rádio locais.

Até o presente momento, dirigentes do Sindisan estiveram, em audiências públicas e sessões especiais, fazendo o debate contra a privatização da água e do saneamento nas câmaras de vereadores de Aracaju, Itabaiana, Barra dos Coqueiros, Itabi, Salgado, Boquim, Lagarto, Campo do Brito, Neópolis, Monte Alegre, Carira, Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Glória, Gararu, General Maynard, Aquidabã, Canindé do São Francisco, Divina Pastora, Cumbe, Poço Redondo, Laranjeiras, Poço Verde, Feira Nova, Arauá, Nossa Senhora de Lourdes, Cedro de São João, Pirambu e Santa Luzia do Itanhi. Sessões em outras câmaras estão sendo agendadas.

“Tem sido espaços importantes onde temos feito o debate sobre a importância da Deso como companhia pública de saneamento e do seu papel na vida dos sergipanos, assim como os riscos de privatização da água e os impactos decorrentes disso, em especial num estado como Sergipe, que já sofre com a escassez hídrica, mas que, graças ao trabalho da Deso, a água tratada chega, com tarifa acessível a todos, em 90% dos lares sergipanos. E temos recebido o apoio não só de parlamentares de partidos de oposição ao governo Jackson, mas também da base aliada do governador e da população, que tem apoiado a nossa luta”, explica Sílvio Sá, dirigente do Sindisan.

O sindicato também tem continuado a dialogar com deputados estaduais (nas últimas semanas estiveram nos gabinetes de Robson Viana - PEN, Georgeo Passos - PTC, e Tijoi Evangelista - SD) e procurado tratar dos riscos de uma possível privatização da água e do saneamento em Sergipe, com alunos e pais de alunos, em escolas públicas e privadas. Recentemente, o presidente do Sindisan, Sérgio Passos, esteve no Centro Educacional Ágape, no Bairro Siqueira Campos, tratando do tema. E no último dia 26/5, foi a vez da Escola Estadual Alfredo Monte, no município de Nossa Senhora, onde o dirigente do sindicato Sílvio Sá deu palestra sobre o assunto.

“É importante estar nesses espaços mostrando para as pessoas a importância da água e do saneamento e os impactos de uma possível privatização da Deso. Só para se ter uma ideia, caso a Deso seja privatizada, a conta de água já vai sofrer um aumento de 32,17%, por causa da cobrança de ICMS, PIS e Cofins. Então, o impacto no bolso dos sergipanos, principalmente dos mais pobres, será imediato e nem todos poderão pagar. Portanto, é preciso que a população compreenda que água é um direito de todos e não pode ser tratada como mercadoria, para gerar lucro para alguns”, destacou Sérgio Passos.