Redução de homicídios

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Os limites territoriais entre os Estados de Sergipe e da Bahia voltaram a ser discutidos ontem, na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa, por deputados, representantes da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), do Institu
Os limites territoriais entre os Estados de Sergipe e da Bahia voltaram a ser discutidos ontem, na Sala das Comissões da Assembleia Legislativa, por deputados, representantes da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), do Institu

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 02/06/2017 às 00:06:00

Em 2015, o Estado de Sergipe ganhou o título de mais violento do país com o grande índice de assassinatos por armas de fogo e branca. Recebeu o título, antes pertencente aos estados de Alagoas e Pernambuco, após divulgação de dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), no 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

 A avaliação do Fórum teve como base números sobre mortes violentas intencionais em 2015 (que abrangem os casos de homicídios dolosos, latrocínios, lesões corporais seguidas de morte, mortes causadas por confronto com as polícias e policiais mortos, tanto em serviço, quanto fora dele).

Dentro da própria polícia, havia um entendimento de que a criminalidade teria aumentado em razão dos desentendimentos entre o então comandante da Polícia Militar, Coronel Yunes, e o então secretário da Segurança Pública, ex-deputado federal Mendonça Prado. Faz sentido, pois quando a polícia civil e militar não se une o efeito é o mesmo de uma orquestra tocando sem um maestro.

 Agora, essa triste realidade, para o bem dos sergipanos, está se revertendo. Dados divulgados ontem da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal (Ceacrim) da Secretaria de Estado da Segurança Pública, de janeiro a maio deste ano, mostram uma redução de 11% no número de homicídios no estado, quando comparado ao mesmo período de 2016. Se comparado a 2015, a redução chega a 14,7%.  Só na capital sergipana a redução chegou a 20,4% em 2017 comparado ao período de janeiro a maio de 2016.

Somente em três dos nove estados do nordeste o número de assassinatos diminuiu nos cinco primeiros meses deste ano: Piauí, Paraíba e Sergipe. A maior queda foi em Sergipe, com menos 13%. Em Pernambuco já são quase dois mil assassinatos este ano, no Rio Grande do Norte são mais de mil e em Alagoas já passam dos 800.

Vários fatores contribuíram para a melhora nesses índices de Sergipe: contratação, pelo governo do Estado, de 1.300 policiais militares e mais de 200 policiais civis em 2006; investimentos no setor de inteligência; e criação do Gabinete de Gestão Operacional (GGO), iniciado em 2016, com reuniões semanais de gestores relacionados à área de Segurança para avaliar os dados coletados pelo Ciosp e Ceacrim. Vale destacar ainda a presença da Força Nacional em Sergipe.

Evidente que os sergipanos continuam com receio de sair às ruas, mas só os dados apresentados pela Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da SSP mostrando uma redução de 11% no número de homicídios este ano, ou seja, que conseguiu frear a tendência de crescimento, já dá um alivio para a população.

Que a polícia continue trabalhando e que o governo do estado invista ainda mais na segurança pública para que a criminalidade continue reduzindo e deixando de apavorar os sergipanos.

.........................................................................................................................

 

Briga entre conselheiros 1

Repercutiu muito ontem, nas rodas políticas e nas redes sociais, as declarações do presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Clóvis Barbosa, no programa de George Magalhães, se referindo à conselheira Susana Azevedo como “fofoqueira” por atribuir a ela a responsabilidade de uma nota publicada em um jornal local sobre o seu tratamento “arrogante” com o prefeito de Tomar do Geru, Pedrinho Balbino (SD). Disse Clóvis que a colega fica “espalhando boatos sobre o tribunal e seu presidente”.

 

Briga entre conselheiros 2

Ressaltou Clóvis: “Infelizmente essa é a verdade. A fofoca corre solta. A pessoa alimenta algumas pessoas da imprensa para falar de mim. Já fez isso em outros lugares de onde a pessoa veio como, por exemplo, da Assembleia Legislativa”.

 

Briga entre conselheiros 3

Na sessão de ontem do pleno do TCE, teve um embate entre os dois conselheiros. Susana negou que seja fonte de jornalistas e disse que não admitia ser chamada de fofoqueira. A conselheira afirmou que nunca viu, em nenhum tribunal, um presidente ir para uma emissora de rádio atacar um dos seus pares. Ressaltou que o TCE era uma casa de iguais e que lamentava que seu nome fosse envolvido em fofocas, em um momento que a sua mãe encontra-se bem doente e internada na UTI de um hospital privado da capital. Exigiu pedido público de desculpas de Clóvis Barbosa.

 

Briga entre conselheiros 4

Clóvis rebateu Susana dizendo que não era “hipócrita nem tinha sangue de barata”. Revelou que já havia dito a ela que tem um assessor que passa informações contra ele para a imprensa e que dispõe de prints comprovando isso. Disse ainda que a nota passada para a imprensa foi para desestabilizar o TCE, que passe a ser mesmo um “tribunal faz de conta”.

 

Briga entre conselheiros 5

Após a sessão do pleno, Clóvis Barbosa disse à imprensa que marcou uma reunião para a próxima segunda-feira com Susana Azevedo. Quer dar um ponto final nessas histórias, que, para ele, só enfraquece do tribunal. “Não posso permitir que isso aconteça dentro do órgão”, disse. Já a conselheira não quis falar para a imprensa.

 

JB e André 1

O líder do Governo no Congresso Nacional, André Moura (PSC-SE), e o diretor de engenharia da Infraero, Rogério Barzelay, apresentam hoje ao governador Jackson Barreto (PMDB) o termo de referência do projeto final da ampliação e modernização do pátio e do terminal de passageiros do Aeroporto de Aracaju, bem como da duplicação da pista de pouso e decolagem.  Será às 10h, no Palácio dos Despachos.

 

JB e André 2

 Foi André que ligou para o governador informando que o projeto estava pronto e que ele e o diretor da Infraero gostariam de apresentá-lo ao governo. Foram convidados para o evento os secretários estaduais e a bancada parlamentar federal.  A expectativa é que, aprovado o projeto, o contrato para início das obras seja assinado no início do segundo semestre deste ano.

 

Congresso do PT 1

Várias lideranças do PT em Sergipe estão em Brasília participando, como delegados, do 6º Congresso Nacional do partido, que faz analise da conjuntura atual e vai eleger o presidente nacional da legenda, a Executiva Nacional e do Diretório Nacional. No congresso, que ocorrerá até esse sábado e conta com a presença do ex-presidente Lula, não faltam palavras de ordem “Diretas Já” e “Fora Temer”.

 

Congresso do PT 2

O secretário nacional de finanças e planejamento do PT, ex-deputado federal Márcio Macedo, disse que espera que no congresso consigam, ao debater a conjuntura do país, encontrar um caminho para resolver esse cenário que vive o país depois do golpe. “Temos pautas que unem todo o partido: Diretas Já e Fora Temer. E não vamos aceitar participar de nenhum colégio eleitoral que exclua o povo da escolha de um novo presidente. Se isso acontecer, o PT não vai participar e ainda vai denunciar”, frisou.

 

Congresso do PT 3

O presidente eleito do PT Aracaju, Jefferson Lima, disse que o congresso tem o desafio de apresentar soluções internas para o partido e externas para o país. “Quanto às questões internas do partido, precisa repensar o processo de organização do PT, de forma a conectar com esses novos atores sociais que surgiram nos últimos anos. E nas questões externas, o PT foi o partido que transformou o Brasil nos últimos anos e agora tem o desafio de apresentar um novo plano, um novo projeto de País, com democracia, com participação popular, que apresente soluções na economia, no desenvolvimento e com bem estar social”, afirmou.

 

Vingança maligna

Contrariando o presidente Michel Temer, que pretendia manter Rocha Loures (PMDB-PR) com foro privilegiado, o ministro da Justiça demitido Osmar Serraglio (PMDB-PR) recusou o convite de Temer para assumir o Ministério da Transparência e reassumiu, ontem, seu mandato na Câmara. Com isso, Loures, o homem da mala preta que é investigado ao lado presidente por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução à Justiça, perdeu o foro privilegiado que o impediu de ser preso na Operação Patmos, deflagrada no dia 18 de maio, e que também levou à cadeia a irmã do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG), Andrea Neves, e seu primo Frederico Pacheco.

 

Pode ser preso

Rocha Loures foi filmado pela PF saindo apressado de uma pizzaria com uma mala contendo R$ 500 mil. Ele também foi apontado a Joesley Batista, pelo próprio presidente Temer, como homem de sua confiança. Após as revelações, Loures ficou conhecido pelos próprios parlamentares como “homem da mala”. Nas últimas semanas, ele entregou à PF, em São Paulo, a mala com a qual foi flagrado na filmagem. Como faltavam R$ 35 mil, dias depois ele depositou essa quantia em uma conta judicial. O ex-deputado já pensa em fazer delação.

 

Veja essa...

De um aliado do governador Jackson Barreto ontem à coluna: “Os senadores Valadares e Eduardo Amorim não estão satisfeitos com a ida, nessa sexta-feira, de André Moura ao Palácio dos Despachos para levar ao governador o projeto e ratificar os recursos já assegurados para reforma do aeroporto”.

 

 

CURTAS

 

Nesse sábado será comemorado o “Dia Nacional em Defesa do Velho Chico”. A data foi instituída pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), em 2014, para conscientizar a população sobre a preservação do rio e mobilizar todos pelo uso responsável dos seus recursos hídricos.

 

As comemorações acontecerão nos seguintes municípios: Pirapora (MG), Ibotirama (BA), Paulo Afonso (BA), Traipú (AL) e Propriá (SE). Na oportunidade, haverá coletas de assinaturas para viabilizar uma proposta que institua a Caatinga e o Cerrado como patrimônios nacionais, como já ocorre com a Mata Atlântica e Floresta Amazônica.

 

A Comissão de Direito do Meio Ambiente da Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, participará neste sábado, em própria, do Dia Nacional em Defesa do Rio São Francisco.

 

O senador Eduardo Amorim (PSDB-SE) foi favorável na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) a criação de polícias penais de municípios, estados e da União. A proposta atribui aos agentes penitenciários os direitos inerentes à carreira policial. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 14/2016 segue para análise do Plenário.