Unanimidade em torno de Belivaldo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/05/2017 às 00:13:00

Existe um sentimento de unidade do bloco governista em favor da candidatura do vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB) ao governo do estado em 2018.  Não passou de balão de ensaio a declaração do deputado federal João Daniel (PT) de que alguns partidos defendiam o nome do presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, para o governo. Todos sabem que não passa de pressão para Rogério participar da chapa majoritária.

O nome do bloco governista é mesmo o de Belivaldo Chagas, que já se propôs a se afastar um pouco da tarefa administrativa e circular, desde já, pelo estado e discutir efetivamente as questões políticas com a base aliada.

O governador Jackson Barreto tem feito questão de chamar Belivaldo para participar de todas as decisões políticas, mostrando, claramente, que o vice-governador é o nome do grupo para a sucessão de 2018.

JB recebeu, recentemente, dados de uma pesquisa que mostra uma melhora significativa na imagem do governo. Isso ajuda a impulsionar o nome do candidato majoritário do grupo.

Dentro do agrupamento político do governador também há um consenso e certeza absoluta de que JB será candidato a senador.  Inclusive, o presidente Michel Temer já foi informado pelo deputado federal peemedebista Fábio Reis que o PMDB em Sergipe terá um candidato a governador e a senador.

Já na oposição existe uma briga de cacique. Um bem humorado aliado do governador disse que na oposição tem mais “cacique do que índio” e que a escolha do nome da oposição é problema dos caciques e não da base aliada do governo.

Percebe-se que não tem um clima bom entre os líderes da oposição. Recentemente o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) foi questionado porque não prestou solidariedade ao senador Eduardo Amorim (PSDB), quando chegou a ser citado na Operação Lava Jato, e disse que certas coisas era melhor não mexer pelo fato de “quanto mais mexe mais fede”.

Também, recentemente, segundo informações chegadas à coluna, Valadares tomou um chá de cadeira do líder do governo no Congresso Nacional, deputado André Moura (PSC), que disse que tinha ficado de stand-bay porque o presidente Temer o tinha colocado em uma missão e, por isso, não pode atendê-lo.

Amigos do senador Valadares relataram que André Moura não se movimentou para segurar os cargos no governo federal em Sergipe dos deputados Valadares Filho e Adelson Barreto. E já estaria reivindicando para ele a indicação de cargos dos dois parlamentares em Sergipe.

Por sua vez, o senador Eduardo Amorim continua apático com relação à sucessão de 2018, querendo definir a sua posição somente no próximo ano.

Trocando em miúdos, situação e oposição estão adotando táticas diferentes. Enquanto o governo começa a trabalhar desde já com relação ao pleito de 2018, a oposição só vai se definir no próximo ano.

..................................................................................................................  

 

Baixa na oposição

A oposição continua perdendo aliados para o governo do Estado. Agora foi a ex-prefeita de Ribeirópolis por dois mandatos, Uita Barreto, que deixou o PSB do Senador Antônio Carlos Valadares para se filiar ao PMDB do governador Jackson Barreto.

 

Presente de aniversário

Uita acompanhou JB na manhã de ontem, na solenidade de entrega de uma nova quadra poliesportiva do Colégio João XXIII e da reforma da Escola Estadual Josué Passos, em Ribeirópolis. Depois, durante almoço em uma churrascaria, Jackson chegou para ela e disse que o seu aniversário era nesse sábado, mas queria o presente na sexta. Dito isso, tirou do bolso a ficha de filiação do PMDB e pediu para ela assinar, o que fez com muita satisfação.  

 

Justificativa

Segundo Uita, a mudança de sigla não foi motivada por desavenças com o deputado federal Valadares Filho ou com o senador Valadares.  “Não conversei com o senador, nem com Valadares Filho. São meus amigos, pessoas pelas quais tenho muita admiração. Também não tive problemas no PSB. Recebi o convite do governador Jackson Barreto e resolvi aceitar”, declarou.

 

Mais baixas no PSB

Informações chegadas ontem à coluna dão conta que Valadares e Valadares Filho estiveram duas vezes na manhã de ontem na casa de Uita, em Ribeirópolis, tendo sido informados que ela estava em uma solenidade com o governador.  A coluna também recebeu a informação que nos próximos dias duas lideranças do PSB estarão deixando o partido e se filiando ao PMDB.

 

Ponto de vista 1

Do senador Eduardo Amorim, que é presidente estadual do PSDB, durante entrevista ontem na Itabaiana FM, sobre a sucessão estadual: “A oposição tem o privilégio de ter vários nomes para colocar à disposição para pleitear cargos nas eleições 2018. Ainda é muito cedo para falar sobre quem vai concorrer a qual cargo. Não é hora de decidir, é hora de trabalhar”.

 

 

Ponto de vista 2

Disse ainda o senador: “A oposição está estruturada. Temos dois senadores, três deputados federais, entre eles, um líder do Congresso Nacional, que é André Moura. Além disso, temos uma oposição qualificadíssima na Assembleia Legislativa e na Câmara de Vereadores de Aracaju”.

 

Machado 1

Do presidente estadual do PSDB sobre a permanência do ex-vice prefeito José Carlos Machado no ninho tucano: “Machado só sai do PSDB se ele quiser. Eu não quero que ele deixe o partido. Já conversamos muito e vamos conversar muito mais. Apelos já foram feitos para que Machado fique, mas a decisão é inteiramente dele”.

 

Machado 2

De Machado, que recebeu convite de vários partidos para filiação e acompanhava a entrevista do senador no estúdio da emissora: “Só tenho motivos para continuar no PSDB”.

 

Reforma da Previdência 1

Chegou também à coluna a informação de que existe a possibilidade de alguns deputados federais de Sergipe mudarem de posicionamento na reforma da Previdência. Eles apenas aguardam a aprovação de melhorias nas propostas, que podem melhorar significativamente o projeto de reforma. Acham que o projeto pode ter grandes avanços com a garantia de aposentadoria especial para professor, militar, mulher e, principalmente, o homem do campo. 

 

Reforma da Previdência 2

Existe um entendimento ainda de que com avanços nas propostas é importante a aprovação da matéria para a retomada do crescimento no país. “A informação de que grandes fundos internacionais apenas esperam a aprovação da reforma da previdência para injetar bilhões de dólares na economia brasileira, que irão gerar desenvolvimento e impulsionar a retomada do crescimento e geração de emprego no país”, disse um parlamentar.

 

Na Emsurb

O presidente da Fundat, Luis Roberto, será o novo diretor presidente da Emsurb, em substituição a Mendonça Prado, que foi afastado do cargo por decisão judicial mediante contrato com a Torre Empreendimento para coleta do lixo domiciliar em Aracaju. Luis Roberto é uma indicação do PSD do deputado federal Fábio Mitidieri.

 

Coletiva a imprensa

Na próxima segunda-feira, o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Silvio de Sousa Pinheiro, o deputado André Moura e o presidente da Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (Fames), Marcos Acauã, vão conceder entrevista coletiva à imprensa para detalhar o II Encontro de Gestores Públicos de Sergipe  2017/ FNDE , que vai tratar de convênios e liberação de verbas para os gestores municipais. A coletiva ocorrerá às 06h30, no Hotel Aquários, e o evento começará às 8h.

 

Veja essa...

Em uma roda política ontem foi colocado que partidos da base aliada do governador Jackson Barreto fecharam questão em não apoiar o deputado federal Laércio Oliveira (SD) para o Senado, agora pelo voto contrário aos trabalhadores na reforma Trabalhista e na Terceirização, onde foi relator do projeto.  Acham que o nome dele na chapa majoritária “contamina”.

 

 

 

CURTAS

 

Estudantes e integrantes do movimento estudantil não esqueceram o trabalho do vice-governador à frente da secretaria de Educação. Durante solenidade de entrega de escola e quadra de esportes em Ribeirópolis, Belivaldo foi recebido com alegria pelos jovens.

 

 

Hoje é o aniversário do governador Jackson Barreto, que já comunicou aos amigos que desejam presenteá-lo que não quer presentes, mas que comprem algo que possa ser doado para alguma instituição de caridade, como enxoval, toalhas, roupas de cama, roupa de uso pessoal.

 

Na próxima segunda-feira à tarde, no Palácio de Veraneio, os secretários vão cumprimentar o governador pela passagem do seu aniversário.

 

O diretor administrativo e financeiro da Secretaria de Assistência Social de Rosário do Catete, ex-vereador Moacir Mota (PP-Maruim) e servidores, parabenizam a primeira dama do município, Maria das Graças Barreto Rezende (Nena), pela passagem do seu aniversário neste sábado.